Rastros de Sangue - Tony Hill & Carol Jordan #02

Autora: Val McDermid
Título original: The Wire in the Blood
Tradução: Marcelo Hauck
Série: Tony Hill & Carol Jordan
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 434
Onde encontrar: AmazonBr | Americanas | Cultura | Saraiva | Submarino | Travessa

| Livro cedido em cortesia pelo Grupo Editorial Record |

Sinopse: Livro que deu origem ao seriado Wire in the Blood.
Garotas estão desaparecendo por todo o país, e, aparentemente, não há qualquer ligação entre os desaparecimentos. Cabe à recém-formada equipe de análise do Dr. Tony Hill ir atrás de pistas que estabeleçam padrões ou conexões. Mas, após um subordinado surgir com uma hipótese, um dos membros da equipe aparece morto, e a questão se torna pessoal. Agora, acompanhado de sua colega Carol Jordan, Hill embarca em uma campanha de terror psicológico onde os papéis de caça e caçador podem se confundir com facilidade. Depois de tantos anos investigando as mentes de homicidas insanos, a dupla está prestes a descobrir que homens sãos também matam.

Rastros de Sangue é o segundo de uma série que, até agora pelo menos, já tem 10 livros publicados no exterior. Cada título da saga Tony Hill & Carol Jordan criada por Val McDermid acompanha o psicólogo especializado em mentes criminosas (Tony) e a famosa policial (Carol) desvendando casos dignos dos episódios de Criminal Minds - só que na versão britânica. Este segundo livro também foi a inspiração para o início da série inglesa Wire in the Blood, que rendeu 6 temporadas (de 2002 a 2008).

Ainda não tive a oportunidade de ler a primeira obra da saga, O Canto das Sereias (também publicada pela Bertrand Brasil), mas, como cada narrativa tem um caso diferente, não há um grande dano. Devo dizer porém que há pequenos spoilers sobre o que aconteceu no primeiro livro, até porque em Rastros de Sangue, tanto Tony como a Carol estão em um processo de recuperação por conta do que aconteceu no primeiro caso em que trabalharam juntos.

"Quando você olha para o abismo, o abismo olha para você."

Neste livro, encontramos o psicólogo Tony Hill ainda assombrado com o desfecho do último caso que trabalhou e se preparando para formar a primeira equipe de policiais especialistas em perfis criminais da Inglaterra. Embora o FBI treine seus agentes por dois anos para exercer essa função, Tony terá apenas duas semanas antes que entrem em ação.

Ao mesmo tempo, Carol Jordan foi promovida a detetive inspetora-chefe e transferida para o norte da Inglaterra, em East Yorkshire. Ela agora tem o desafio de ganhar o respeito dos policiais locais (e machistas), além do trabalho diário.

Em seu novo cargo, Carol descobre uma série de incêndios criminosos que ocorrem na mesma região da cidade e o diretor do departamento acredita que é o caso certo para ser o primeiro trabalho da Força-Tarefa de Perfis Criminais, que está sendo liderada por Tony Hill.

O reencontro entre Carol e Tony poderia ser muito estranho, mas como ambos guardam bons sentimentos um pelo outro, logo se encontram trabalhando juntos novamente para perfilar o incendiário.

Além de estudarem o incendiário, Tony pede a sua nova equipe que estude centenas de casos de jovens desaparecidos e encontre algo em comum entre eles. A ideia do psicólogo é treinar a arte de criar um perfil entre seus alunos. A questão é que Shaz Bowman, a aluna prodígio, encontrará um rastro do que parece ser um serial killer.

Mas essas pesquisas podem acabar alertando o assassino (que ainda está na ativa) e tornar a questão muito pessoal e trágica.

"Ah, sim, vai ter sangue."

Rastros de Sangue foi um suspense que gostei muito porque eu adoro a série Criminal Minds e esse livro tem um quê dessa pegada de perfiladores criminais. Mas, nessa história, a Força-Tarefa de perfiladores ingleses ainda está no início. Por isso, são policiais inexperientes que ainda estão desenvolvendo suas habilidades. Eu gostei tanto da ideia que já estou desejando os próximos livros da saga! Espero muito que a Bertrand Brasil continue publicando a série e, enquanto não há novidades, vou procurar o primeiro título (O Canto das Sereias) para conferir como começou essa parceria entre Tony Hill e Carol Jordan.

O lado negativo dessa vez é que, como recebi a 1ª edição de cortesia, há muitos erros de revisão, principalmente palavras que não estão escritas corretamente. Esse é o tipo de coisa que sempre me desanima em uma leitura e o livro acabou perdendo uma estrela por conta disso. Espero que a editora corrija esses detalhes nas próximas edições.    

Mas, de uma maneira geral, a história é boa e recomendada. ;)





2 comentários :

  1. Oi, Carolina!
    Nunca ouvi falar da série Criminal Minds assim como não conecia a série de livros Tony Hill & Carol Jordan, e apesar de gostar de livros de suspense a trama de Rastros de Sangue não despertou o meu interesse, não fiquei curiosa para acompanhar os casos que Tony e Carol investigam... Mas quem sabe depois de ler sua resenha sobre O Canto das Sereias eu acabe me interessado e decida ler ler todos os livros da série?!... Contudo, no momento Rastro de Sangue não vai para a minha lista de leitura... Bjos!

    ResponderExcluir
  2. Carol, apesar de ser um livro mediano, gosto muito dessa narrativa, pois ele me prende muito!
    Como um todo, o que mais me prendeu, foi a capa: incrível e macabra ao mesmo tempo, já a sinopse, nem tanto, porém, sua resenha está muito boa e, tramas com policiais iniciantes, me deixam curioso, pois sai um pouco das tramas com policiais e investigadores fodas e matadores, sabe?

    Enfim, quero ler, claro!

    Beijos,
    Danny
    irmaosliveiros.com.br

    ResponderExcluir

Obrigada por fazer três blogueiras felizes, seu comentário e sua opinião são muito importante pra nós! Todas as visitas e comentários serão retribuídos.

(Comentários contendo ofensas e palavras de baixo calão não serão aceitos).

Seguidores

No Instagram @bloglohs

Vem pro Facebook