Ladrões de Sonhos - Corvos #02




Autora: Maggie Stiefvater
Título original: The dream thieves

Tradução: Jorge Ritter
Série: A Saga dos Corvos
Editora: Verus
Páginas: 434

Onde encontrar: AmazonBr | Saraiva | Submarino

Sinopse: Ao lado de Blue, os garotos corvos – o privilegiado Gansey, o torturado Adam, o espectral Noah e o sombrio e perigoso Ronan – continuam sua busca pelo lendário rei galês Glendower. Mas suas explorações enfrentam um duro contratempo conforme segredos, sonhos e pesadelos começam a enfraquecer a linha ley – um canal invisível de energia que conecta lugares sagrados e que pode levá-los até o rei.
Será por isso que a floresta mística de Cabeswater sumiu inexplicavelmente? Quem é o misterioso Homem Cinzento e por que ele está procurando o Greywaren, uma relíquia que permite tirar objetos de sonhos? E o que isso tem a ver com o indecifrável Ronan?
Conforme Blue e os garotos corvos procuram respostas a essas e outras questões, o perigo que os envolve se torna cada vez mais real, e será preciso apostar todas as fichas nessa aventura enigmática.
E se você dormisse
E se
No sono
Você sonhasse
E se
No sonho
Você fosse para o céu
E lá colhesse uma flor estranha e bela
E se
Quando despertasse
Você tivesse na mão essa flor
Ah, e então?
- Samuel Taylor Coleridge

Para aqueles que acompanham o LOHS, vocês já devem ter viso que eu fiquei super apaixonada pela série O Ciclo dos Corvos, de Maggie Stiefvater. Eu comprei o primeiro volume, Os Garotos Corvos, ano passado e demorei muito tempo para ler. Depois que terminei o primeiro volume, fiquei encantada com o que encontrei e não consegui parar mais. Esta será a segunda resenha que faço da série, nem por isso menos interessante e fangirl. O segundo volume da série nos dá ainda mais magia do que poderíamos esperar e nos leva para um novo nível da caçada de Gansey ao rei gales. 

O que tiramos o primeiro volume? Algo muito louco está acontecendo com todos os membros desse grupo maravilhoso! Gansey, em sua destemida caçada, e seus amigos "Adam Parrish, emaciado e pálido; Noah Czerny, sujo e desleixado; e Ronan Lynch, feroz e sombrio. No ombro de Ronan, empoleirava-se seu corvo de estimação, Motosserra.", p. 15 Esses meninos e Blue têm muito o que encarar. Depois de descobriram Cabeswater, a floresta mágica, e lidarem com a existência de seu amigo Noah, um fantasma, a verdade se assenta em seus cérebros e corações. 
"Blue se emocionou novamente, com a certeza de que a magia era real, a magia era real, a magia era real.", p. 18
Novamente, com a bela sinopse desse volume, já temos uma prévia do que encontraremos em 434 páginas de puro talento. Apesar de ser uma visão geral de alguns pontos importantes do livro, o que nos prende à história é o trabalho de Maggie. Apesar de ser um tanto estranho dizer isso, esse segundo volume parece ser dedicado a Ronan. Alguém que vemos pouco durante o primeiro livro, mas que tem um desenvolvimento maravilhoso nesse aqui. 

Então vamos lá? "Na teoria, Blue Sargent provavelmente mataria um daqueles garotos.", p. 13

#Evento: 5ª Semana do Livro Nacional em São Paulo


Olá, leitorxs!!!

Hoje eu venho contar do último evento que participei no mês de julho. Eu sei, faz tempo, mas antes tarde do que nunca, certo?!

A Semana do Livro Nacional foi idealizado pela escritora Josy Stoque (Puro Êxtase, Os Quatro Elementos e Eu Nunca) com a intenção de se criar eventos simultâneos em diversas cidades do país, tendo como foco o debate e a divulgação da literatura nacional. Aqui em São Paulo, o evento é organizado por Mari Scotti (Híbrida, Insônia e Montanha da Lua) e Lari Azevedo (Minha Vida dava um Livro, Minha Vida dava uma Série e diversos contos).

Neste ano, a 5ª edição do evento ocorreu no dia 22/07 (sábado), no Unibes Cultural, um centro cultural com excelente infraestrutura na cidade e - o melhor ainda - do ladinho do metrô (estação Sumaré, linha verde). 

Diferente das outras edições do evento, dessa vez houve uma programação dividindo os escritores e influenciadores convidados em três mesas diferentes e uma palestra especial.

Primeira Mesa sobre livros independentes

A primeira mesa teve como debate a jornada dos livros independentes e suas formas de divulgação nos tempos atuais. Como convidados estavam: Nohane Carvalho (Devaneios de uma Famosa em Apuros), Denise Flaibam (A Profecia de Midria, Rubi de Sangue, As Coisas que Perdemos e Mônica e Enzo e Todos os Dias), Ignez Scotti (Uma Janela Fechada), Beatriz Zanini (Despindo-me em Palavras) e Eduardo Lages (Querido Jaime e O Inimigo Íntimo).

Graça e Maldição

Autora: Laure Eve
Título Original: The Graces
Tradução: Natalie Gerhardt
Editora: Galera Record
Páginas: 350
Onde Encontrar: AmazonBr | Livraria Cultura | Livraria Saraiva


| Livro cedido em parceria com o Grupo Editorial Record |
Sinopse: Um thriller que mantém a magia ambígua até a narrativa ganhar asas e levar o leitor por uma viagem intensa, estranha e envolvente.
Como todos os outros na pequena cidade, River é obcecada pelos Grace. Fenrin, Thalia e Summer Grace são carismáticos, charmosos e ricos — e há boatos de que sua influência se estende aos mais altos degraus da política mundial. Se você não ama um deles, quer ser exatamente como um deles. Especialmente River, a nova aluna da escola local... Que de repente é acolhida pela família que todos reverenciam e temem em igual medida. Ela é diferente. Mas o que os Grace não sabem é que a garota não está na cidade por acaso; ela sabe exatamente o que está fazendo. Ou não?

Olá leitores e leitoras! O livro de hoje é sobre um assunto que adoramos: a magia. Acho que todo leitor é apaixonado por Harry Potter, ou por algum outro livro de fantasia que possua aquele quê de magia, certo? Eu também. Quando iniciei Graça e Maldição, de Laure Eve, eu esperava uma aventura dentro da fantasia moderna, como em vários livros do gênero, mesmo que sempre tenhamos que cruzar com alguns clichês. Mas será que o livro supriu minhas expectativas?


River é uma garota recém chegada na cidade. De mudança com a mãe, River tentará se adaptar a nova vida e a nova escola. Quando a garota conhece uma família famosa, os Grace, sua vida muda para sempre. Os Grace são compostos de três irmãos, os gêmeos Fenrin e Thalia e a caçula, Summer. Os irmãos são admirados em toda a cidade e consequentemente em seu colégio. São charmosos, ricos, de boa aparência, inteligentes e acima de tudo, misteriosos. River não consegue resistir ao encanto do trio e decide se aproximar deles. Custe o que custar.

O Caminho de Casa

Autora: Yaa Gyasi
Título original: Homegoing
Tradução: Waldéa Barcellos
Editora: Rocco
Páginas: 448
Onde encontrar: AmazonBr | Americanas | Cultura | Saraiva | Submarino | Travessa

| Livro cedido em parceria com o Grupo Editorial Rocco |

Sinopse: Nascida em Gana e criada nos Estados Unidos, a jovem Yaa Gyasi tornou-se um dos nomes mais comentados na cena literária norte-americana em 2016. Seu romance de estreia, O caminho de casa, recebeu resenhas estreladas dos mais importantes jornais e revistas do país, alcançou a disputada lista dos mais vendidos do The New York Times, foi incluído na prestigiosa lista dos 100 livros notáveis do ano do mesmo jornal e arrebanhou o prêmio PEN/Hemingway de melhor romance de estreia.
Com uma narrativa poderosa e envolvente que começa no século XVIII, numa tribo africana, e vai até os Estados Unidos dos dias de hoje, Yaa mostra as consequências do comércio de escravos dos dois lados do Atlântico ao acompanhar a trajetória de duas meias-irmãs desconhecidas uma da outra, e das gerações seguintes dessa linhagem separada pela escravidão.

Existem alguns momentos que gosto de sair da minha área de conforto e desbravar novos tipos de leituras. Quando vi o lançamento da Rocco, O Caminho de Casa, a primeira coisa que pensei foi: “nossa! Uma escritora africana!”. Até então eu nem havia lido a sinopse, mas debati comigo mesma pensando em quantos escritores africanos eu conhecia e a resposta é apenas dois (Mia Couto e Chimamanda Ngozi Adichie). Fiquei incomodada de, ao longo das milhares leituras que fiz, ter lidos obras de apenas duas pessoas africanas. Por isso, li a sinopse e alguns comentários apaixonados sobre o romance de estreia de Yaa Gyasi. E foi assim que decidi conhecer Gana. 

Yaa Gyasi
Dividido em duas partes, antes e após a escravidão, o livro O Caminho de Casa tem como cenário os países Gana e Estados Unidos. A história tem início no século XVIII com as duas meia-irmãs Effia e Esi, ambas nascidas em Gana - que até então era conhecida como Costa do Ouro, uma colônia britânica. 

Effia nasceu e cresceu em uma aldeia fanti. Seu pai era Cobbe Otcher, um homem respeitado pelo vilarejo e sua “mãe” era Baaba. Baaba nunca aceitou Effia e sempre a tratou com grande violência, o que fazia com o Cobbe dispensasse o mesmo tratamento na mulher. Conforme foi crescendo, sua beleza foi aumentando e chamando a atenção de todos os homens da região, incluindo o futuro líder da aldeia, Abeeku, que a torna sua prometida assim que tiver seu sangramento e se tornar uma mulher de verdade.
Mas o ódio de Baaba por Effia é tamanho que ela não queria que a garota tivesse uma posição de prestígio como esposa do líder ou mesmo que ficasse na mesma aldeia. É assim que Baaba cria um complexo esquema para que Effia seja vendida a um dos ingleses brancos.
Então Effia se tornará esposa do mais recente governador inglês no país, James Collins, e viverá com conforto no Castelo de Cape Coast. Depois de anos longe do vilarejo, descobrirá que sua mãe biológica, Maame, morreu em um incêndio deixando apenas a filha recém-nascida para trás. 
O filho mestiço de Effia, Quey, crescerá com muito amor dos pais e grande conforto. Ele irá estudar na Inglaterra antes de voltar à Costa do Ouro para trabalhar a serviço da coroa britânica, assim como seu pai.

"A viagem de navio tinha sido desconfortável, nos melhores momentos; um suplício, nos piores, com Quey alternando o tempo todo entre o choro e o vômito. No navio, Quey só conseguia pensar em que era isso o que seu pai fazia com os escravos. Era isso o que seu pai fazia com seus problemas. Punha-os num navio, mandava-os embora. Como James tinha se sentido cada vez que via um navio partir? Era a mesma mistura de medo, vergonha e ódio que Quey sentia pela própria carne, pelo próprio desejo amotinado?"
Quey, p. 98-99

Clube Skoob #02


Olá, leitorxs!!!

Como vocês já devem saber, assinei o Clube Skoob!!! \o/
Na Caixa #01 (confira aqui), com o tema “amor”, recebi o livro Mil Beijos de Garoto (de Tillie Cole e editora Planeta). Vou adiantar para vocês que já li e gostei bastante - pretendo trazer a resenha em breve.

Caixa #02 em mãos e camiseta do Baby Groot que veio na Caixa #01

Agora, chegou a Caixa #02!!!! Uhuuuuulll!
Dessa vez não teve unboxing, mas prometo que faço novamente para a próxima. ;)
E para vocês não perderem nada, tirei uma foto (abaixo) com tudo o que tinha no kit e numerei os itens que veio. Confira!!

#Evento: Tour Harlequin em São Paulo


Olá, leitorxs!!!

Julho já chegou ao fim e ainda estou atrasada em trazer para vocês todas as novidades e eventos que participei nesse mês, mas estou colocando quase tudo em dia. Prometo! 

Hoje eu vou falar sobre a turnê da Harlequin (selo da Harper Collins Brasil) em São Paulo. O evento foi na livraria Saraiva do shopping Pátio Paulista, no sábado (15/07), às 15h. 
Espero que compreendam que esse fim de semana (do dia 15) foi repleto de eventos literários e foi muito difícil escolher qual ir. Mas acabei escolhendo o da Harlequin pelo seu novo posicionamento de empoderamento feminino. 

Frini Georgakopoulos e Tabata Mendes
A Harper Collins Brasil preparou esse tour em várias cidades do país para relançar o selo Harlequin com o tema de “elas dão as cartas”. A ideia é que as mulheres não precisam mais ter vergonha de ler romances (de época, eróticos, contemporâneos, etc) e que o gênero não deve ser considerado inferior a outros. 
Obs: Para quem ainda tem vergonha dos tais "romances de banca", devo avisar que grandes sucessos atuais são na verdade romances tradicionais do estilo "de banca", como as obras de Julia Quinn e Nora Roberts.

Com o novo posicionamento da editora, além das coleções em banca que continuarão existindo - os famosos “romances de banca” -, o selo também terá algumas obras em edições especiais em todas as livrarias brasileiras. Todos os livros que serão vendidos em livrarias estão sendo reeditados - checando até a tradução original - e com uma nova diagramação linda.

O Menino Que Desenhava Monstros

Autor: Keith Donohue
Título Original: The Boy Who Drew Monsters
Tradução: Cláudia Guimarães
Editora: Darkside Books
Páginas: 256
Onde Encontrar: AmazonBR | Livraria Saraiva | Livraria Cultura

Sinopse: Um livro para fazer você fechar as cortinas e conferir se não há nada embaixo da cama antes de dormir. Jack Peter é um garoto de 10 anos com síndrome de Asperger que quase se afogou no mar três anos antes. Desde então, ele só sai de casa para ir ao médico. Jack está convencido de que há de monstros embaixo de sua cama e à espreita em cada canto. Certo dia, acaba agredindo a mãe sem querer, ao achar que ela era um dos monstros que habitavam seus sonhos. Ela, por sua vez, sente cada vez mais medo do filho e tenta buscar ajuda, mas o marido acha que é só uma fase e que isso tudo vai passar. Não demora muito até que o pai de Jack também comece a ver coisas estranhas. Uma aparição que surge onde quer que ele olhe. Sua esposa passa a ouvir sons que vêm do oceano e parecem forçar a entrada de sua casa. Enquanto as pessoas ao redor de Jack são assombradas pelo que acham que estão vendo, os monstros que Jack desenha em seu caderno começam a se tornar reais e podem estar relacionados a grandes tragédias que ocorreram na região. Padres são chamados, histórias são contadas, janelas batem. E os monstros parecem se aproximar cada vez mais.

Olá leitores! Estava a procura de uma leitura diferente e ao mesmo tempo não tão tensa quando um terror ou suspense realista, e dei de cara com O Menino Que Desenhava Monstros, de Keith Donohue e publicado no Brasil pela Darkside. Ele já estava em minha lista para uma futura leitura e o momento chegou. O livro promete um terror leve mesclado a fantasia e a um protagonista especial, em vários sentidos. Mas será que supriu minhas expectativas? Confiram a resenha. :)

"Você me acha estranho? - Definitivamente"

Jack Peter é o protagonista desta história. O menino sofre da Síndrome de Asperger, conhecida por fazer parte do espectro autista, isto é, ele possui algumas dificuldades sociais e necessita de tratamento especial, e de muita atenção dos pais. Após sofrer um acidente e quase se afogar ao lado do único amigo, Nick, ele ainda desenvolveu agorafobia, o medo de espaços abertos. Ambos sobreviveram, mas a vida de Jack mudou para sempre. Seus pais, o jovem casal Tim e Holly, não medem esforços para atender as necessidades do filho e cuidar dele dia após dia. Tim, ao constatar que o filho sofre da síndrome, abandona o emprego para se dedicar a Jack e Holly, que possui uma carreira sólida, mantém a casa. Diante de todos estes problemas, o casal também enfrenta dificuldades no casamento, um fato que não é difícil ocorrer numa situação de vida como a deles.

#Lançamentos: Grupo Editorial Rocco





A semana de aulas na faculdade mal começou e eu já estou questionando o quanto eu preciso de um diploma. São questões existenciais importantes que todos os universitários devem fazer a si mesmos em algum ponto do semestre. Com isso em mente, que tal dar uma olhada nesses lançamentos do Grupo Editorial Rocco que realmente me fizeram desejar ter mais tempo para ficar em casa e curtir!



Alvo Dumbledore - Guia cinematográfico (capa dura), de Felicity Baker (Rocco - Jovens Leitores)
Alvo Dumbledore fundou a Ordem da Fênix, guiou Harry Potter na busca às Horcruxes e ficou conhecido como o único bruxo que o Lorde das Trevas, Voldemort, já temeu. Alvo Dumbledore – Guia cinematográfico apresenta fotografias, citações e lembranças dos oito filmes de Harry Potter que celebram os momentos que tornaram o professor Dumbledore um bruxo extraordinário e um dos melhores diretores da Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts.


Harry Potter - Guia cinematográfico (capa dura), de Felicity Barker (Rocco - Jovens Leitores)
No seu décimo primeiro aniversário, Harry Potter recebeu o melhor presente que podia imaginar: descobrir que é um bruxo, convidado a estudar na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts! Reviva a aventura emocionante de Harry ao longo dos oito filmes: da primeira visita ao Beco Diagonal às batalhas épicas contra o Lorde das Trevas, Voldemort. Carregado de citações memoráveis e fotografias, Harry Potter – Guia cinematográfico tem tudo o que os fãs precisam saber sobre o menino que sobreviveu.

O Duelo dos Imortais - Deuses do Egito #0.5

Autora: Colleen Houck 
Título original: Reignited
Tradução: Ana Ban 
Série: Deuses do Egito
Editora: Arqueiro
Páginas: 112
Onde encontrar: AmazonBr | Americanas | Cultura | Saraiva | Submarino | Travessa

| Livro cedido em parceria com a editora Arqueiro |

Sinopse: Quem são os deuses que regem os caminhos e descaminhos de Amon e Lily, os corajosos heróis da série Deuses do Egito? Por que esses deuses tramam conquistas e vinganças, envolvendo a humanidade em suas maquinações? E por que deixam nos ombros de alguns jovens mortais a responsabilidade pela salvação do mundo?
Antes que Lily e Amon se encontrassem, antes mesmo que o caos dominasse o cosmos e os deuses precisassem de três irmãos corajosos para combater o mal, muita coisa já estava em jogo. Em O duelo dos imortais, vamos conhecer a história dos quatro irmãos que assistiam, com seus poderes especiais, o grande Amon-Rá no governo da Terra:
Osíris, o generoso deus da agricultura, que ajuda os mortais a crescer e prosperar em seu ambiente natural.
Ísis, a linda deusa da criação, que promove a saúde e o bem-estar.
Néftis, a doce vidente, que mantém o equilíbrio entre os seres vivos e o universo.
E por último Seth, o mais jovem, que cresceu desprovido de poderes e desprezado por todos.
Quando, finalmente, os poderes de Seth se manifestam, que efeito sobre a humanidade terá a perigosa mistura de uma infância marcada pela rejeição, uma intensa paixão não correspondida e o incrível poder de desfazer coisas, pessoas... e até deuses?
Romance, traição e vingança são os fios que tecem esta trama surpreendente, cujos personagens imortais despertam em nós os mais profundos sentimentos.

O Duelo dos Imortais é uma curta história que antecede a série Deuses do Egito - O Despertar do Príncipe e O Coração da Esfinge -, criada por Colleen Houck. Por isso, caso não tenha lidos as duas obras já lançadas, não precisa ter medo de ler porque não haverá nenhum spoiler da trama.

Seth em "Deuses do Egito"

O livro conta um pedaço da já conhecida mitologia egípcia. Tudo tem início com Seth - irmão mais novo de Ísis, Osíris e Néftis - finalmente amadurecendo seus poderes de “desfazer” qualquer coisa ou ser. Enquanto todos os outros deuses já tinham conhecimento sobre seus poderes e os usavam para ajudar a humanidade, Seth cresceu sozinho, amargurado e invejoso de tudo o que não possuía. É por isso que, assim que reconhece a grandeza de seus poderes, ele decide que está na hora de conquistar Ísis e torná-la sua mulher porque com certeza os dois juntos poderão dominar a tudo e a todos.

"Agora ele estava pronto. Agora estava completo. Seu poder finalmente tinha chegado. E era maior do que jamais esperara.
Nada.
Ninguém.
Poderia desafiá-lo agora.
O mundo, o cosmos, estava pronto para ser saqueado, e sua primeira parada era a beleza que o assombrava.
Ísis era uma fruta madura pendurada em um galho baixo - suculenta, carnuda, implorando para ser consumida. E Seth nunca tivera tanta fome."
Seth, p. 12

Ao mesmo tempo Ísis sofre por amar Osíris e ser impossibilitada pelas leis divinas de ficarem juntos. No início Osíris tenta resistir aos sentimentos e seguir as regras, mas logo que Seth começa a revelar suas intenções e sua forma cruel de conseguir o que quer, o deus da agricultura se entrega ao relacionamento.

Resultado Top Comentarista #Julho + Top Comentarista #Agosto


Olá leitores! As férias acabaram e o Top Comentarista de Julho também! Mas para a alegria de um (a) leitor (a) sortudo, vamos ver quem levou pra casa  Garota Desaparecida, da autora Sophie Mckenzie e A Pequena Livraria dos Corações Solitários, de Annie Darling ? :)

Prestem bastante atenção para não deixar passar nenhuma resenha, pois ficamos muito tristes ao desclassificar alguém por conta de uma única postagem. Atentem-se e leiam as nossas regrinhas, ok?
Nós checamos manualmente cada resenha do mês de JULHO, que foram as participantes do Top!
Vejam a tabela das leitoras que se inscreveram e das finalistas que comentaram em todas as resenhas do mês!

Quando a Noite Cai




Autora: Carina Rissi
Editora: Verus
Páginas: 448
Onde encontrar: AmazonBR | Saraiva | Submarino


| Livro cedido em parceria com o Grupo Editorial Record |


Sinopse: Briana Pinheiro sabe que não é a pessoa mais sortuda do mundo. Sempre que ela está por perto algo vai mal, especialmente no trabalho. Por isso é tão difícil manter um emprego. E a garota realmente precisa de grana, já que a pensão da família não anda nada bem.
Mas esse não é o único motivo pelo qual Briana anda perdendo o sono. Quando a noite cai e o sono vem, ela é transportada para terras distantes: um mundo com espadas, castelos e um guerreiro irlandês que teima em lhe roubar os sonhos... e o coração.
Depois de ser demitida – pela terceira vez no mês! –, Briana reúne coragem e esperanças e sai em busca de um novo trabalho. É quando Gael O’Connor cruza seu caminho. O irlandês de olhar misterioso e poucas palavras lhe oferece uma vaga em uma de suas empresas. Só tem um probleminha: seu novo chefe é exatamente igual ao guerreiro dos seus sonhos.
Enquanto tenta manter a má sorte longe do escritório, Briana acaba por misturar realidade e fantasia e se apaixona pelo belo, irresistível e enigmático Gael. Em uma viagem à Irlanda, a paixão explode e, com ela, o mundo de Briana, pois a garota vai descobrir que seu conto de fadas está em risco – e que talvez nem mesmo o amor verdadeiro seja capaz de triunfar...

Eu sempre soube que meu coração seria abarrotado pelos incríveis e maravilhosos livros de Carina Rissi. Toda a série Perdida foi a porta de entrada, Destinado sedimentou a posição como 'melhor livro' e desde então, acompanho o trabalho dessa mulher de forma fiel. Quando talento em uma pessoa só, socorro. A história que trago hoje é um livro independente. Quando a noite cai foi um carinho na minha alma. Eu acredito muito em reencarnação, vida após a morte e no cosmos. Todas essas coisas exóticas fazem total sentido para mim. A magia existe. E eu fiquei muito feliz em vê-la no livro de uma das minhas autoras preferidas! "- Também não precisa me olhar como se eu tivesse dito que viajo no tempo por meio de um celular, né?" Brianna, p. 128 (Eu vi o que você fez aqui!).

Bom, vamos conhecer esse novo casal que promete sacudir nosso mundo? Começamos com uma protagonista diferente, Briana Pinheiro, provavelmente a mulher mais azarada da face da terra. Sua mãe e irmã vivem na pensão da família, a qual enfrenta problemas financeiros extremos. Briana, a filha mais velha, tratou de crescer rapidamente e tentar arranjar um emprego. No entanto, ela mal consegue mantê-los, pois sua má sorte a impede de ficar no mesmo lugar por mais de três dias. A única coisa boa que acontece junto com essa onda de má sorte são os sonhos. Todos os dias, quando a noite cai, ela se vê em um mundo medieval, fugindo de um castelo e sendo salva por um anjo guerreiro no meio da floresta. Esse homão é Lorcan, um homem do povo e razão de muitos suspiros desde Ian Clarke. Briana estava lidando com esses cinco anos de má sorte e sonhos de forma bem eloquente, até que é atropelada por ninguém mais, ninguém menos do que... bom, o homem dos seus sonhos. Ou pelo menos alguém muito, muito, muito parecido com ele.

"Eu pensei que o para-choque do carro não tivesse me atingido, mas obviamente eu tinha me equivocado, porque Lorcan estava ali, em carne e osso e músculos - tantos músculos!-, então eu só podia ter morrido." Briana, p. 46

#Lançamentos: Arqueiro & Sextante


Agosto chegou junto com as aulas e a noção de que o tempo está passando cada vez mais rápido - ou talvez eu esteja ficando velha. (Hahaha)
E, mais uma vez, as editoras Arqueiro e Sextante arrasaram nos lançamentos do mês. Tem muito livro bom vindo por aí e para todos os gostos. Aproveite para aumentar a sua lista de desejados. ;)


Arqueiro


Pegando Fogo, de Abbi Glines

Com 400 mil livros vendidos no Brasil, Abbi Glines é autora de diversos livros da lista de mais vendidos do The New York Times, do USA Today e do The Wall Street Journal.
Nan Dillon, a bad girl de Rosemary Beach, é uma garota imatura e egoísta que não tem outra preocupação na vida a não ser manter o corpinho perfeito. Só que Nan está longe de ser feliz: nunca teve o amor dos pais, o irmão adorado não tem mais tempo para ela, e Grant, o único homem de quem gostou de verdade, resolveu trocá-la pela meia-irmã dela.
Então, quando Major Colt a convida para sair, ela não pensa duas vezes. Apesar de saber que esse texano charmoso e de fala mansa não quer nada sério, ficar com ele é melhor do que estar com as colegas fúteis ou passar as noites sozinha vendo televisão.
Mas logo Nan fica farta do comportamento descompromissado de Major e, depois que ele a deixa plantada em casa mais uma vez, decide ir a Las Vegas para um fim de semana sem regras e sem limites. Lá, conhece Gannon, um empresário sedutor e perigoso que sempre diz exatamente o que ela quer ouvir.
Quando Major vai atrás dela implorar por uma segunda chance e Gannon mostra que não é tão perfeito quanto ela pensava, Nan tem que decidir a quem entregar seu coração. O que ela não percebe é que os dois têm uma estratégia de longo prazo para ela – e já estão várias jogadas à sua frente.

Fortaleza Impossível, de Jason Rekulak

“Uma declaração de amor aos anos 1980.” – David Ebershoff, autor de A Garota Dinamarquesa
“Misto de história de amor, começo da adolescência e filme de ação, Fortaleza Impossível é um romance inteligente sobre amizade, sofrimento e computadores.” – Ben H. Winters, ganhador do Prêmio Edgar e autor da trilogia O último policial
Um trio de garotos esquisitos e uma nerd brilhante que esconde um grande segredo.
Um inesperado romance que nasce em meio a computadores e disquetes.
Um ousado e perigoso assalto para roubar a edição de maio de 1987 da revista Playboy, com imagens escandalosas de uma famosa apresentadora de TV.
Todos esses elementos se unem para compor Fortaleza Impossível, um romance que fará você rir, se emocionar e recordar a maravilhosa sensação de se apaixonar por algo – ou alguém – pela primeira vez.
Conheça o hotsite do livro: http://fortalezaimpossivel.com.br

Em Águas Sombrias

Autora: Paula Hawkins
Título Original: Into The Water
Tradução: Cláudia Costa Guimarães
Editora: Grupo Editorial Record
Páginas: 364
Onde Encontrar: AmazonBr | Livraria Saraiva | Livraria Cultura

Sinopse: Nos dias que antecederam sua morte, Nel ligou para a irmã. Jules não atendeu o telefone e simplesmente ignorou seu apelo por ajuda. Agora Nel está morta. Dizem que ela se suicidou. E Jules foi obrigada a voltar ao único lugar do qual achou que havia escapado para sempre para cuidar da filha adolescente que a irmã deixou para trás.
Mas Jules está com medo. Com um medo visceral. De seu passado há muito enterrado, da velha Casa do Moinho, de saber que Nel jamais teria se jogado para a morte. E, acima de tudo, ela está com medo do rio, e do trecho que todos chamam de Poço dos Afogamentos…
Com a mesma escrita frenética e a mesma noção precisa dos instintos humanos que cativaram milhões de leitores ao redor do mundo em seu explosivo livro de estreia, A garota no trem, Paula Hawkins nos presenteia com uma leitura vigorosa e que supera quaisquer expectativas, partindo das histórias que contamos sobre nosso passado e do poder que elas têm de destruir a vida que levamos no presente.

Olá leitores! Hoje venho trazer para vocês a resenha do lançamento da autora Paula Hawkins, Em Águas Sombrias, que também escreveu A Garota no Trem. Gostei muito do primeiro livro que li, foi bem imprevisível e emocionante, tão intrigante que o devorei em uma noite só. Neste lançamento podemos ver esse mesmo estilo de narrativa, cheia de mistérios e com alguns "tapas na cara" da sociedade, por assim dizer. Mas será que este livro nos surpreenderá tanto? Vamos a resenha.

Em uma pequena cidade inglesa chamada Beckford, seus moradores lidam com um problema vivido a séculos pelas famílias, o grande número de suicídios e afogamentos no rio que corta a cidade, já conhecido como "Poço dos Afogamentos". E é neste cenário que acompanhamos mais uma morte, uma mulher chamada Nel Abbot. Somos apresentados então a irmã de Nel, Jules, que retorna a sua cidade natal, e seu atual pesadelo, para lidar com a morte da irmã. Mas o que todos imaginavam ser mais um trágico acontecimento em Beckford, acaba se tornando uma incógnita para todos, principalmente para Jules.


#Lançamentos: Grupo Editorial Record

 


Não tem mais jeito. Acabou. Boa sorte.
É isso, as férias se foram. E nós precisaremos voltar ao mundo acadêmico.
Sem mais tempo para dormir. Sem mais tempo para ler. Sem mais tempo para viver.
Pelo menos eu consegui entregar o projeto com o qual me comprometi e li mais do que achei que seria possível (O Ciclo dos Corvos, pra dizer a verdade! Então aguardem resenhas).
Vejamos o que o Grupo Editorial Record reservou para nós em agosto, o mês mais longo do ano!



Selo Record


Polícia, de Jo Nesbø 

Harry Hole é um detetive norueguês com métodos pouco ortodoxos de trabalho, mas ainda assim brilhante. Seus problemas com álcool e com o cigarro, além do temperamento forte, podem até gerar alguns conflitos entre os colegas, mas Hole sempre foi respeitado dentro do departamento. Porém, um assassino brutal começa a atacar policiais da cidade e os colegas de Hole, assim como ele próprio, estão expostos ao perigo. Um investigador aposentado é assassinado de modo terrível em um bosque nos arredores da cidade; um detetive é morto com requintes de crueldade. Ambos são encontrados nos locais dos crimes que não foram capazes de solucionar. E o assassino não para por aí. Funcionando como uma força-tarefa, os amigos de Harry na polícia entram em ação. Apesar da falta de pistas, eles contam com uma ajuda inesperada para deter o assassino antes que seus colegas sejam as próximas vítimas.

O príncipe corvo, de Elizabeth Hoyt 

Inglaterra, século XVII. Anna Wren é viúva e mora com a sua sogra em uma casa simples no interior do país. As finanças não vão bem desde a morte do seu marido e ela decide procurar um emprego. É assim que o seu caminho se cruza com o do conde Edward de Raff, dono de uma personalidade intimidadora, mas em busca de um secretário que possa transcrever alguns de seus documentos. Mesmo sendo contratada sem o conhecimento do conde e insistindo em desafiá-lo diante de suas grosserias, Anna fica com o emprego. Nasce aí uma atração mútua que ambos insistem em esconder. Então ela descobre que ele planeja visitar o mais famoso bordel em Londres para atender a suas necessidades “masculinas”. Ora! Anna fica furiosa — e decide satisfazer seus desejos femininos… com o conde como seu desavisado amante.

Casada até Quarta - Noivas da Semana #01

Autora: Catherine Bybee
Título original: Wife by Wednesday
Tradução: Sandra Martha Dolinsky
Série: Noivas da Semana
Editora: Verus
Páginas: 196
Onde encontrar: AmazonBr | Americanas | Cultura | Saraiva | Submarino | Travessa


| Livro cedido em parceria com o Grupo Editorial Record


Sinopse: Blake Harrison: rico, nobre, charmoso... e precisando de uma esposa até quarta-feira. Para isso, Blake recorre a Sam Elliot, que não é o homem de negócios que ele esperava. Em vez disso, ele encontra Samantha Elliot, linda e exuberante, com a voz mais sexy que ele já ouviu.
Samantha Elliot: dona da agência de casamentos Alliance, ela não está no menu de pretendentes... até Blake lhe oferecer milhões de dólares por um contrato de um ano. Não há nada de indecente na proposta dele, e além disso o dinheiro vai ser muito útil para quitar as contas médicas da família dela. Samantha só precisa disfarçar a atração que sente por seu novo marido e evitar a todo custo a cama dele.
Mas os beijos ardentes de Blake e seu charme inegável se provam muito difíceis de resistir. Era um contrato de casamento que previa tudo... menos se apaixonar. Agora só resta a Samantha proteger seu coração até que o contrato chegue ao fim.

Catherine Bybee
Casada até Quarta é o primeiro dos sete livros que compõem a série Noivas da Semana, escrita por Catherine Bybee. A autora entrou na lista de mais vendidos dos principais jornais norte-americanos (New York Times, USA Today e Wall Street Journal), além de chegar a primeira posição na lista da Amazon americana.
A curta obra - não chega a ter nem 200 páginas - conta a história de Blake Harrison e Samantha Elliot.

Blake Harrison é um duque inglês diferente. Ele enfrentou as ideias antiquadas do pai sobre como um nobre deveria ser e decidiu trabalhar e crescer na vida sozinho. Por isso, atualmente, Blake vive no Estados Unidos e tem sua própria empresa em plena expansão. Só que o testamento de seu pai obriga Blake a se casar antes de completar 36 anos ou toda a fortuna seria dada ao primo dele, Howard Walker. E a mãe e a irmã de Blake ganhariam apenas uma pequena pensão que nunca manteria o estilo de vida das duas atualmente.
Então, embora Blake seja um homem muito rico, ele decide que não vai abrir mão de sua herança. E como Blake em breve fará aniversário, ele precisa de uma esposa até a próxima quarta-feira! 
É quando seus conhecidos recomendam a agência de casamentos Alliance, comandada por Sam Elliot - que Blake acredita se tratar de um homem.

#Entrevista Alwyn Hamilton + #Sorteio A Rebelde do Deserto Autografado




Um dos maiores presentes que conseguimos da Editora Seguinte, durante a FLIPOP 2017, foi a oportunidade de entrevistar Alwyn Hamilton, autora de A Rebelde do Deserto, A Traidora do Trono e Hero at the Fall (ainda com os editores ingleses).

Nós pudemos gravar, o que foi um verdadeiro teste de autocontrole, porque eu tremi muito pouco (algumas ondulações no vídeo? minha culpa, desculpa). Outra coisa maravilhosa que essa oportunidade trouxe: eu dei pequenos passos no mundo da edição de vídeo - foi incrível (qualquer erro, minha culpa também) e da legendagem (um mundo completamente novo!)

Alwyn é uma pessoa extremamente simpática, aberta e acessível. No domingo (9/7), eu estava treinando minhas habilidades de tiro ao alvo, quando ela apareceu. Nós convidamos ela a jogar e foi simplesmente incrível! Ela pegou a Nerf (minha próxima aquisição) e mirou nas garrafas! Depois de sua sessão de autógrafos, ela se preparou e seguiu conosco para uma salinha e lá gravamos essa maravilha a seguir.

Não se esqueça: para ativar as legendas em português é só clicar no primeiro ícone que está no canto inferior direito do vídeo. ;)






Para quem não puder acompanhar o vídeo no momento em que estiver lendo o post, pode conferir as perguntas e respostas a seguir!

Levana: A Rainha Mais Bela - Crônicas Lunares #3.5



Autora: Marissa Meyer
Título original: Fairest
Tradução: Regiane Winarski
Série: Crônicas Lunares
Editora: Rocco - Jovens Leitores
Páginas: 256
Onde encontrar: AmazonBR | Saraiva | Submarino

| Livro cedido em parceria com o Grupo Editorial Rocco|
Sinopse: Após o assassinato do rei Marrok e da rainha Jannali, a corte se prepara para coroar a próxima soberana de Luna: Channary, a irmã mais velha de Levana. Bela e cruel, a primogênita da família sempre maltratou a caçula, agredindo-a tanto física quanto psicologicamente. Quando as duas eram crianças, Channary se divertiu usando seus poderes para forçar Levana a se atirar ao fogo, fingindo para os adultos que tudo não passou de um trágico acidente. Por toda a vida, Levana teria que conviver com o resultado da brincadeira mórbida: a jovem princesa passou a evitar espelhos e aprendeu a usar seu dom para mudar a aparência, escondendo do mundo o corpo e o rosto bastante deformados pelas queimaduras.
Mas o palácio não é só tristeza para Levana. Desde criança, ela é apaixonada por Evret Hayle, um dos guardas reais. Quase dez anos mais velho do que a princesa, Hayle sente carinho por ela e espera ser visto como um amigo, já que é louco pela mulher, Solstice. O problema é que Levana está convencida de que eles foram feitos um para o outro e que seu amor é correspondido. Fria e calculista, ela passará por cima de qualquer um que estiver em seu caminho. Mergulhe na trama de Marissa Meyer e conheça a história que dá origem às Crônicas Lunares.

Se você não leu ao menos Cinder, saia daqui agora mesmo! Esse livro é um presente para os fãs da série, não um convite. Muitos detalhes tratados aqui são menções de grandes descobertas ao longo dos volumes 1, 2 e 3! Ouvindo os apelos, Meyer escreveu Fairest, a história de Levana. Esse livro se encaixa como 3.5, pois foi lançado antes de Winter. Inspirada na Rainha Má da Branca de Neve, Levana é mais uma prova da maestria de Marissa ao escrever! Está preparada para entrar na mente dessa jovem perturbada? Então vamos lá!

Espelho, espelho meu.
Quem é mais bela do que eu?

Quem foi Levana? Como era sua irmã, Channary, mãe de Selene? Como foi ser uma princesa em Luna? O que representa a aliança no dedo de Levana? O que se esconde por trás do véu e do glamour? Essas são algumas das perguntas que floresceram na leitura das Crônicas Lunares. E agora temos uma resposta!

Os pais de Levana e Channary morreram assassinados por um cascudo, lunares que nascem sem a capacidade de influenciar a mente dos outros, mas que também são imunes a essas manipulações. Channary é a primogênita, a mais alegre, a mais bonita, a mais extrovertida, e definitivamente a que menos merece a coroa, pelo menos do ponto de vista da irmã. A leviandade com que leva seu dever é chocante! Sabemos também de sua crueldade para com a irmã mais nova que levou ao "acidente" que deformou o rosto de Levana. “A dor era implacável, e a agonia não terminava nunca. Ela implorou pela morte, mas a morte não chegou.” Levana, p. 9

Mestre das Chamas

Autor: Joe Hill
Título Original: The Fireman
Tradução: Fernanda Abreu
Editora: Arqueiro
Páginas: 592
Onde Encontrar: AmazonBR | Livraria Saraiva | Livraria Cultura

| Livro cedido em parceria com a Editora Arqueiro |

Sinopse: Ninguém sabe exatamente como nem onde começou. Uma pandemia global de combustão espontânea está se espalhando como rastilho de pólvora, e nenhuma pessoa está a salvo. Todos os infectados apresentam marcas pretas e douradas na pele e a qualquer momento podem irromper em chamas.
Nos Estados Unidos, uma cidade após outra cai em desgraça. O país está praticamente em ruínas, as autoridades parecem tão atônitas e confusas quanto a população e nada é capaz de controlar o surto.
O caos leva ao surgimento dos impiedosos esquadrões de cremação, patrulhas autodesignadas que saem às ruas e florestas para exterminar qualquer um que acreditem ser portador do vírus.
Em meio a esse filme de terror, a enfermeira Harper Grayson é abandonada pelo marido quando começa a apresentar os sintomas da doença e precisa fazer de tudo para proteger a si mesma e ao filho que espera. Agora, a única pessoa que poderá salvá-la é o Bombeiro – um misterioso estranho capaz de controlar as chamas e que caminha pelas ruas de New Hampshire como um anjo da vingança. Do aclamado autor de A estrada da noite, este livro é um retrato indelével de um mundo em colapso, uma análise sobre o efeito imprevisível do medo e as escolhas desesperadas que somos capazes de fazer para sobreviver.

Olá leitores e leitoras! Finalmente terminei Mestre das Chamas, de Joe Hill. Eu e o Joe temos uma boa relação de leitora e autor (rsrs). Já li outras obras dele, gosto muito de sua narrativa e ele tem por onde puxar, afinal, é filho do Stephen King. Nesta nova obra do Joe, ele consegue demonstrar uma criatividade diferente, como já havia visto em seus outros livros. Mas será que é o suficiente para nós, leitores, encararmos mais de quinhentas páginas?

Em Mestre das Chamas, o nosso mundo está vivendo um apocalipse diferenciado. Nada de zumbis, meteoros ou vulcões entrando em erupção, e sim uma pandemia completamente diferente de tudo: a Escama de Dragão. O nome dessa doença que assola o globo é devido aos seus sintomas. A pessoa infectada desenvolve algumas marcas na pele, primeiramente, e a partir deste fato, a qualquer momento o infectado pode entrar em combustão espontânea. Isso mesmo, pode pegar fogo! Diante da propagação da doença, ainda no início, iremos acompanhar seu avanço e seu impacto na vida dos personagens.


#Evento: FLIPOP 2017


Olá, leitorxs!!!! 

É com MUITA animação que apresentamos um resumo do que aconteceu de bacana na FLIPOP, organizada pela editora Seguinte em São Paulo, nos dias 8 e 9 de julho. Esse foi o primeiro festival literário totalmente dedicado à literatura Young Adult (YA) e aos jovens leitores, com a duração de um fim de semana inteiro - imagina a loucura! 

Teve escritores internacionais incríveis - Alwyn Hamilton e Benjamin Alire Saénz -, muuuuuuuuitos escritores nacionais maravilhosos - Babi Dewet, Bárbara Morais, Chris Salles, Eduardo Cilto, Eric Novello, Frini Georgakopoulos, Iris Figueiredo, Jim Anotsu, Larissa Siriani, Luiza Trigo, Pâm Gonçalves, Socorro Acioli e Vitor Martins - brincadeiras, sorteios e um baile inspirado na série A Seleção!! 

Confira abaixo mais detalhes de tudo que rolou nesses dias! ;)

A Ordem dos Clarividentes - Bone Season #02

Autora: Samantha Shannon
Título original: The Mime Order 
Tradução: Cláudia Mello Belhassof
Série: Bone Season
Editora: Fantástica Rocco
Páginas: 400
Onde encontrar: AmazonBr | Americanas | Cultura | Saraiva | Submarino | Travessa

| Livro cedido em parceria com o Grupo Editorial Rocco

Sinopse: Paige Mahoney escapou da colônia penal Sheol I, mas seus problemas estão só começando: muitos dos sobreviventes estão desaparecidos, e ela é a pessoa mais procurada de Londres.
Enquanto Scion está à caça da andarilha onírica, os mime-lordes e mime-rainhas da cidade são convocados para uma reunião da Assembleia Desnatural. Jaxon Hall e seus Sete Selos se preparam para assumir o palco, mas a comunidade clarividente encontra-se dividida por segredos obscuros. E então os Rephaim começaram a sair das sombras. Mas onde está o Mestre? Paige deve seguir em frente, de Seven Dials a Grub Street e às catacumbas secretas de Camden, até que o destino do submundo seja decidido.
A Ordem dos Clarividentes é a esperada continuação de Temporada dos Ossos, segundo da série de fantasia distópica com toques paranormais Bone Season, sucesso da britânica Samantha Shannon. Publicada na Inglaterra pela Bloomsbury, casa editorial responsável pelo sucesso Harry Potter, Shannon foi apontada pela crítica como uma nova e vigorosa voz da literatura fantástica contemporânea, “a melhor criação mitológica desde que Harry Potter aportou em sua Nimbus 2000”, afirma o USA Today, por sua combinação de horror e ficção científica, com um inovador e surpreendente código de combate para os personagens. 

Comentei na resenha de Temporada dos Ossos, primeiro livro da série Bone Season, que já estava morrendo pelo segundo título - A Ordem dos Clarividentes. Então, obviamente eu o peguei para ler assim que chegou na minha casa - e não me arrependi! 

"Eu não consigo parar de ler"

A saga criada pela britânica Samantha Shannon já foi publicada em mais de 20 países e tem previsão de ser concluída no 7º (sétimo) livro, o que gera ainda mais comparações com J.K. Rowling pelos críticos ingleses.

A Ordem dos Clarividentes começa exatamente onde Temporada dos Ossos terminou, por isso, essa resenha contém alguns spoilers do primeiro livro. Leiam por sua conta e risco! ;)

Assim, a obra é dividida em três partes que separam de certa maneira as grandes reviravoltas dessa trama tão rica.

"Algumas revoluções alteram o mundo em um dia. Outras levam décadas, séculos ou mais, e outras nunca dão resultado. A minha começou com um momento e uma escolha. A minha começou com o brotar de uma flor em uma cidade secreta na fronteira entre dois mundos.
Você vai ter que esperar para saber como essa história termina.
Bem-vindo de volta a Scion."
Paige, p. 19

A Irmã da Tempestade: A História de Ally - As Sete Irmãs #02



Autora: Lucinda Riley

Título original: The Storm Sisters
Tradução: Fernanda Abreu
Série: As Sete Irmãs
Editora: Arqueiro
Páginas: 528
Onde encontrar: AmazonBr | Saraiva | Submarino


| Livro cedido em parceria com a Editora Arqueiro |
Sinopse: Em A irmã da tempestade, segundo volume da série As Sete Irmãs, as vidas de duas grandes mulheres separadas por gerações se entrelaçam numa história sobre amor, ambição, família, perda e o incrível poder de se reinventar quando o destino destrói todas as suas certezas. Ally D’Aplièse é uma grande velejadora e está se preparando para uma importante regata, mas a notícia da morte do pai faz com que ela abandone seus planos e volte para casa, para se reunir com as cinco irmãs. Lá, elas descobrem que Pa Salt – como era carinhosamente chamado pelas filhas adotivas – deixou, para cada uma delas, uma pista sobre suas verdadeiras origens. Apesar do choque, Ally encontra apoio em um grande amor. Porém mais uma vez seu mundo vira de cabeça para baixo, então ela decide seguir as pistas deixadas por Pa Salt e ir em busca do próprio passado. Nessa jornada, ela chega à Noruega, onde descobre que sua história está ligada à da jovem cantora Anna Landvik, que viveu há mais de cem anos e participou da estreia de uma das obras mais famosas do grande compositor Edvard Grieg. E, à medida que mergulha na vida de Anna, Ally começa a se perguntar quem realmente era seu pai adotivo.

Aprendemos com a incrível história de Maia que cada momento é precioso! E que não devemos deixar o medo guiar nossas escolhas. Por isso, depois de nos aventurarmos pelo passado de Maia no Rio de Janeiro, embarcaremos na emocionante história de Ally.
"- Chega de se esconder. Mesmo se não der certo, pelo menos eu vou ter tentado.
- Chega de se esconder." Maia e Ally, p. 100

Se te uma coisa que eu prezo é cronologia. Ally e Mais cruzam caminhos mais de uma vez, tanto no começo quanto no final de As Sete Irmãs. Isso se repete em A Irmã da Tempestade. A história de Ally "começa" para valer com a conclusão da história de Maia, três semanas depois de ela ter se redescoberto com Floriano e ter partido de mala e cuia para o Rio atrás do escritor!

Com o epílogo desnorteador de Ally no primeiro volume (p. 474), mais perguntas a respeito da origem das irmãs e de quem foi Pa Salt são levantadas. E você acha que isso é a primeira coisa que encontrará no segundo livro da série?! Nop. As 100 primeiras páginas são dedicadas a uma introdução à vida de Ally.

Alcíone é a segunda irmã mais velha. A líder, aquela com quem Pa Salt dividiu a paixão pelos mares. Hoje, com uma carreira de sucesso, Ally participa de competições e acaba de cruzar caminhos com Theo, um famoso capitão no círculo das regatas. Um convite para fazer parte da equipe dele é feito e "Quem, em sã consciência, recusaria um convite para trabalhar com o cara atualmente conhecido como 'Rei dos Mares'?" Ally, p. 13 Depois de algum tempo trabalhando juntos, os dois passam a se enxergar como mais que colegas. Um final de semana, isolados do resto do mundo no Mar Egeu foi onde o relacionamento dos dois começou e onde tudo mudou: Ally recebe a notícia de que seu pai faleceu e parte para Atlantis, encontrar suas irmãs.

Seguidores

No Instagram @bloglohs

Vem pro Facebook