#Especial Bienal - Editora Empíreo



Empíreo inova na Bienal com estande que é uma sala de leitura


Que leitor nunca sonhou em ter seu cantinho especial, uma biblioteca aconchegante para descansar e mergulhar nas histórias mais incríveis?

A Editora Empíreo embarca nesse sonho e constrói para a Bienal um espaço feito por amantes de livros para amantes de livros. Em parceria com o ‘Oito Mãos Atelier’, o estande vai ser composto apenas de móveis que qualquer leitor gostaria de ter na sua biblioteca.

Serão 25 metros quadrados de conforto e aconchego. Pufes, bancos, sofás, estantes e tudo o mais estará à disposição para que os leitores possam desfrutar dos livros da Empíreo em um ambiente agradável. Ah! E esses móveis também estarão à venda! 


Ônix - Saga Lux #02

Autora: Jennifer L. Armentrout
Título Original: Onyx
Tradução: Bruna Hartstein
Série: Lux
Editora: Valentina
Páginas: 416
Onde Encontrar: AmazonBr | Americanas | Cultura | Saraiva | Submarino | Travessa


| Livro cedido em parceria com a Editora Valentina |


Sinopse: Estar conectada a ele é uma droga!
Graças ao seu abracadabra alienígena, Daemon está determinado a provar que o que sente por mim é mais do que um efeito colateral da nossa bizarra conexão. Em vista disso, fui obrigada a dar um “chega pra lá” nele, ainda que ultimamente nossa relação esteja... esquentando.
Algo pior do que os Arum ronda a cidade.
O Departamento de Defesa está aqui. Se eles descobrirem o que o Daemon pode fazer e que nós estamos conectados, vou me ferrar. Ele também. Além disso, tem um garoto novo na escola que, tal como a gente, guarda um segredo. Ele sabe o que aconteceu comigo e pode ajudar, mas, para fazer isso, preciso mentir para o Daemon e ficar longe dele. Como se isso fosse possível!
Até que, de repente, tudo muda.
Vi alguém que não deveria estar vivo. E tenho que contar ao Daemon, mesmo sabendo que ele não vai parar de investigar até descobrir toda a verdade.
Ninguém é o que parece ser. E nem todo mundo irá sobreviver às mentiras.

Hoje eu venho contar para vocês um pouco de Ônix, sequência de Obsidiana (Resenha) e também o segundo livro na série Lux, que esteve em primeiro lugar na lista dos mais vendidos do jornal New York Times!! Hoje, a saga Lux tem cinco títulos e mais cinco contos extras, além de ter os direitos vendidos para o cinema. 

A autora, Jennifer L. Armentrout, tem sete séries literárias publicadas, além de 10 livros que não fazem parte de nenhuma saga. Com mais de um milhão de títulos vendidos, Jennifer também é uma autora com alguns prêmios focados em romances young adults e new adults. Todas as suas obras tem uma pegada fantasiosa e paranormal, mas ela também escreve romances contemporâneos sob o pseudônimo de J. Lynn

Capas originais da saga Lux

#Especial: XXIV Bienal de São Paulo - Autores Nacionais


Hey, gente! A Iza já fez o post sobre os autores internacionais, e a Bienal promete! Então que tal saber a programação dos autores nacionais que estarão por lá também? E olha que é só uma amostra de tudo o que vai acontecer nesses dias, então confiram a programação completa e divirtam-se! Comentem se vão e o que pretendem acompanhar!

27 de agosto (sábado)


Mario Sergio Cortella e Luiz Felipe Pondé


Horário: das 18h às 19h

Tema: "Verdades e mentiras: ética e democracia no Brasil"
Os filósofos se apresentam e também têm
sessão de autógrafos.

Magônia #01

Autora: Maria Dahvana Headley
Título Original: Magonia
Tradução: Alda Lima
Série: Magônia
Editora: Galera Record
Páginas: 308
Onde Encontrar: AmazonBr | Livraria Saraiva | Submarino

| Livro cedido em parceria com o Grupo Editorial Record |

Sinopse: Uma fantasia original com ótimos personagens, complexidade emocional e um universo fantástico. Aza Ray nasceu com uma estranha doença incurável que faz com que o ato de respirar se torne mais difícil. Aos médicos só resta prescrever medicamentos fortes na esperança de mantê-la viva. Quando Aza vê um misterioso navio no céu, sua família acredita que são alucinações provocadas pelos efeitos do medicamento. Mas ela sabe que não está vendo coisas, escutou alguém chamar seu nome lá de cima, nas nuvens, onde existe uma terra mágica de navios voadores e onde Aza não é mais a frágil garota enferma. Em ''Magônia'', ela não só pode respirar como cantar. Suas canções têm poderes transformadores e, através delas, Aza pode mudar o mundo abaixo das nuvens. Em uma brilhante e sensível estreia no gênero young adult, Maria Dahvana Headley constrói uma fantasia rica em nuances e cheia de simbolismo.

Magônia é o primeiro volume de uma série de livros de fantasia, recém publicada pelo Grupo Editorial Record através do selo Galera, e eu como amante da fantasia, para todo o sempre, me encantei logo de cara com a premissa e também, confesso, com a capa do livro.

O livro narra a triste (?) história de Aza, uma jovem de quinze anos cuja vida foi consumida por uma doença rara, e aparentemente, terminal. A doença, que foi batizada de síndrome de Aza Ray (sim, seu nome), a deixou com os pulmões debilitados desde que a adolescente era um bebê. Além das dificuldades respiratórias, ela possui órgãos com mal formação, e de tempos em tempos tem convulsões que a levam ao coma temporário. A mãe, uma biomédica, faz de tudo para que o laboratório em que trabalha desenvolva uma cura para a filha, mas parece impossível. Sua família já está preparada há anos para o dia em que Aza partirá deste mundo, mas por enquanto, a jovem só deseja ter uma vida normal e sair com o melhor amigo, Jason. Mas a vida de Aza é tudo, menos normal.

#Especial: XXIV Bienal de São Paulo - Autores Internacionais


Olá, queridos leitores. Continuamos com o nosso pequeno esquenta para a Bienal do Livro em São Paulo. Hoje trago para vocês a profgramação Internacional da Bienal. São várias sessões de autografos. Infelizmente, todas as senhas já se esgotaram. Mas, é como dizem, a esperança é a última que morre!


Carlan Audrey


27 de agosto, sábado, às 14, Arena Cultura BNDES

Autora da série best-seller Calendar Girl, Audrey nos visitará no sábado.

Para saber mais sobre a autora, confira as resenhas incríveis da Carol sobre a série A Garota do Calendário, publicada pela Verus Editora (do Grupo Editorial Record). Janeiro, Fevereiro, Março e Abril

Caso você não more em São Paulo, não fique triste! O LOHS pretende trazer várias surpresas para você!

Um Sussurro nas Trevas

Autor: H. P. Lovecraft
Título original: The Whisper in Darkness
Tradução: Guilherme da Silva Braga
Editora: Hedra
Páginas: 147
Onde encontrar: AmazonBr | Cultura | Hedra | Saraiva

| Livro cedido em parceria com a Editora Hedra |
Sinopse: A história se desenrola em torno dos acontecimentos ocorridos após as grandes enchentes de Vermont em 1927. O acadêmico Albert N. Wilmarth, ao ouvir histórias sobre cadáveres de animais desconhecidos boiando nas águas, tenta vincular os relatos às crenças populares da região. O assunto ganha os jornais e com isso surge Henry Wentworth Akeley, um folclorista de Vermont que acredita na existência de cultos secretos e criaturas inumanas nas colinas do estado e logo percebe estar diante de coisas muito mais poderosas do que poderia imaginar. O apêndice traz o texto inédito “Vermont, uma primeira impressão”, um poético relato da viagem que influenciou de maneira decisiva a escritura dessa novela.

Hoje nós vamos voltar um pouco na história, lá para 1930, com um dos mestres do horror e suspense da história da literatura: Lovecraft.

Antes de começar, eu quero deixar por escrito, como todas as letras, que essa foi a minha experiência com o livro; não é uma verdade absoluta e eu não estou usando teóricos de base, é só a minha opinião mesmo, ok? 

O conto trata de acontecimentos estranhos em Vermont de 1927: criaturas não identificadas foram encontradas no lago da cidade, e o desaparecimento não solucionado de um inteligente folclorista apenas traz mais suspeitas ao professor — e pesquisador do caso — Albert Wilmarth. 

A população da cidade, como era de se esperar, comenta o caso e descreve as criaturas. O interessante, porém, é também o inesperado: contando com a falta de coerência entre os relatos dos moradores, a verdade é que quase tudo bate:

Na época, era impressionante notar como os detalhes de diferentes fontes tendiam a coincidir [...]. Concluí que a as testemunhas — todas elas pessoas ingênuas e humildes de áreas remotas —haviam vislumbrado os corpos contundidos e inchados de seres humanos ou de animais do campo nas correntes revoltas; e permitido que o folclore revestisse esses tristes objetos de uma aura fantástica.
P. 28

#Especial XXIV Bienal de São Paulo - O Evento


Olá leitores e leitoras do #LOHS, vamos trazer para vocês um especial sobre a Bienal do Livro de São Paulo, que acontece entre os dias 26/08 e 04/09 deste ano, no pavilhão de exposições do Anhembi. A Bienal tem tradição em vários estados e a de São Paulo não é diferente! A cada dois anos esperamos um evento lindo, e estamos muito ansiosas para receber as editoras, os expositores, os autores e autoras, sejam eles de outros países ou os lindos nacionais que temos por aqui, todos serão amados e visitados por nós, claro. Estamos ansiosas, mas enquanto o grande dia não chega, vamos apresentar neste primeiro post, algumas dicas para você se preparar e chegar com tudo na 24° Bienal do Livro de São Paulo.

The Kiss of Deception #01

Autora: Mary E. Pearson
Título original: The Kiss of Deception
Tradução: Ana Death Duarte
Série: Crônicas de Amor e Ódio
Editora: DarkSide Books
Páginas: 416
Onde encontrar: AmazonBr | Saraiva | Submarino


Sinopse: Tudo parecia perfeito, um verdadeiro conto de fadas menos para a protagonista dessa história. Morrighan é um reino imerso em tradições, histórias e deveres, e a Primeira Filha da Casa Real, uma garota de 17 anos chamada Lia, decidiu fugir de um casamento arranjado que supostamente selaria a paz entre dois reinos através de uma aliança política. O jovem príncipe escolhido se vê então obrigado a atravessar o continente para encontrá-la a qualquer custo. Mas essa se torna também a missão de um temido assassino. Quem a encontrará primeiro?
Quando se vê refugiada em um pequeno vilarejo distante o lugar perfeito para recomeçar ela procura ser uma pessoa comum, se estabelecendo como garçonete, e escondendo sua vida de realeza. O que Lia não sabe, ao conhecer dois misteriosos rapazes recém-chegados ao vilarejo, é que um deles é o príncipe que fora abandonado e está desesperadamente à sua procura, e o outro, um assassino frio e sedutor enviado para dar um fim à sua breve vida. Lia se encontrará perante traições e segredos que vão desvendar um novo mundo ao seu redor.

Este livro ganhou o meu respeito. Eu comecei a lê-lo, mas não consegui entrar por completo no mundo criado por Mary. Foi uma leitura um tanto lenta, admito, mais por minha culpa do que do livro. Minha vida deu uma guinada de 180° nas últimas semanas e eu ainda estou me adaptando. O divertido é que, de tão incrível, o livro conseguiu me ganhar e eu adoro quando isso acontece. Junto à história envolvente, o trabalho da Editora DarkSide torna a experiência de leitura primorosa: a capa dura, as páginas beges, a diagramação escolhida, os mapas nas contracapas,  o pôster e o marcador que acompanham a versão impressa fizeram com que eu me apaixonasse pelo volume físico que recebi. Pelo trabalho que nos é oferecido, acreditem, vale o dinheiro que paguei!


A história da Princesa Arabella Celestine Idris Jezelia quase mira o clichê na primeira metade do livro (eu o divido em: antes e depois da trollagem). Lia, como prefere ser chamada, foi prometida em casamento com o príncipe do Reino de Dalbeck, alguém que ela nunca viu e que ela definitivamente não ama. Como Primeira Filha, Lia possui deveres, responsabilidades, e muitas expectativas estão depositadas em seus ombros; sua mera existência deveria significar vantagens para o Reino de Morrighan, porém a princesa ainda não demonstrou sinais de estar desenvolvendo seu dom, ou seque de que o teria algum dia. Portanto, a única utilidade estratégica que seu pai vê nela é casá-la a fim de unir forças contra o Reino de Venda, o lar de bárbaros.
“'Eu não sou um soldado no exército de meu Pai.'
'Sim, minha querida. Você é.'” Lia e Mãe, p. 20

Seguidores

No Instagram @bloglohs

Vem pro Facebook