Cidade das Cinzas - TMI #2

Autora: Cassandra Clare
Título original: City of Ashes
Tradução: Rita Sussekind
Série: Os Instrumentos Mortais
Editora: Galera Record
Páginas: 406
Onde comprar: Submarino
Sinopse: Depois ser apresentada ao Mundo de Sombras e a Jace — um Caçador que tem a aparência de um anjo, mas a língua tão afiada quanto Lúcifer —, Clary Fray só queria que sua vida voltasse ao normal. Mas o que é “normal” quando você é uma Caçadora de Sombras assassina de demônios, sua mãe está em um coma magicamente induzido e você de repente descobre que criaturas como lobisomens, vampiros e fadas realmente existem? Para complicar ainda mais, alguém na cidade de Nova York está matando jovens do Submundo.Quando o segundo dos Instrumentos Mortais, a Espada da Alma, é roubada, a aterrorizante Inquisidora chega ao Instituto para investigar — e suas suspeitas caem diretamente sobre Jace. Como Clary pode impedir os planos malignos de Valentim se Jace está disposto a trair tudo aquilo em que acredita para ajudar o pai? Nessa sequência de tirar o fôlego da série Os Instrumentos Mortais, Cassandra Clare atrai os leitores de volta para o lado mais obscuro do submundo de Nova York, onde amar nunca é seguro e o poder se torna a mais mortal das tentações.

Clary é uma Caçadora de Sombras, assim como a mãe. Jocelyn está inconsciente. Jace é irmão de Clary. Não espera...  É ISSO MESMO! Tia Cassie nos deixa roendo as unhas de ansiedade e, enquanto amarra algumas pontas, ela desenvolve a história de Cidade das Cinzas, o que só faz com que haja mais pontas soltas no final, mas tudo bem. Pronto para descobrir o que te espera nesse incrível segundo volume?

Atenção, essa resenha contêm SPOILERS do primeiro livro, e poucos do segundo. Você foi avisado/a. Enjoy it. =)

Responsáveis maiores de idade estão na área! Maryse e Robert Ligthwood, os pais de Alec e Izzey voltaram e, com eles, o irmão mais novo, Max Ligthwood. (Só pra gente entender o nível de fofura desse garoto, ele tem 9 anos, lê Naruto e o ídolo dele é o Jace).

Bom, a história de Cidade das Cinzas começa com integrantes do submundo - fadas, lobisomens, vampiros e feiticeiros - sendo assassinados misteriosamente. Por isso, a Clave é envolvida e quem vem representar a política e a lei é a Inquisidora Herondale.
"- Você pode se parecer com um anjo, Jonathan Morgenstern, mas sei exatamente o que você é." Inquisidora, p. 82
O que eu posso dizer dessa mulher... bom, ela odeia o Valentim, consequentemente, o filho dele é quem sofre com essa desconfiança, ou seja, Jace. Como se não bastasse essa desconhecida o castigar por ser filho do seu pai, Jace ainda tem que conviver com as suspeitas da mãe que o criou ao longo de 7 anos e, quando sua mãe duvida de você, tudo fica muito pior. 
"- Você nunca cantou para mim.
- Ah, você... você nunca teve medo do escuro.
- Que espécie de criança de 10 anos nunca tem medo do escuro?" Jace e Maryse, p. 28
Valentim é um complexado. Eu entendi isso em CoA, porque, primeiro: ele abandonou o filho, fingindo a sua morte, e, agora, quer que esse mesmo filho volte a confiar nele e que tudo seja como era antes. E segundo: ele é um Caçador de Sombras e um que parece odiar muito demônios e habitantes do submundo, (tipo um Hitller moderno e com habilidades especiais), mas mesmo assim, ele usa demônios e habitantes do submundo nos seus planos malignos de CoA. Além, é claro, de estar atrás do segundo Instrumento Mortal, a Espada!
"- Mas Valentim é um Caçador de Sombras. E, até onde sei, odeia demônios.
- Bem, os demônios não parecem cientes disso." Simon e Maia, p. 304
Também vale a pena deixar claro o desenvolvimento das personagens. E a introdução de novas. Em Cidade das Cinzas, Clary e Jace lutam contra a tentação o tempo todo, porque, apesar de serem irmãos, essa ficha não parece ter caído para eles. 
"- O desejo nem sempre diminui com o desgosto." Rainha da Corte Seelie, p. 163
E nesse sentido, o livro aborda um assunto muito delicado: o que define família, seu sangue ou seu afeto? Porque o Simon, por exemplo, seria o irmão da Clary, enquanto que o que ela sente pelo Jace seria digno de um namoro épico. Mas o enredo não permite e Cassandra faz tudo ao contrário... E a tensão presente não deixa ninguém muito feliz...

E agora, você deve se perguntar quem é Mia? Bom ela é uma lobisomem, 15 anos, que faz parte do bando de Luke. E aparentemente tem uma história muito interessante por tás dela. Um namorado muito suspeito e sumido... Também temos o vampiro Rafael, líder de um grupo de vampiros, que estava presente em CoB, mas que volta para CoA com muito mais enfoque e é responsável por uma grande mudança em um dos nossos conhecidos... Ah, e o casal mais fofo dá sinais de que está por vir! \o/
"- Não estamos namorando.
- Ah, então você é tão amigável daquele jeito com todo mundo?" Alec e Magnus, p. 224
Outra coisa que vale a pena não deixar passar batido é a Clary e seus sonhos estranhos. E isso faz eu volar ao que disse na resenha de CoB, que a Cassandra já devia ter tudo MEGA esquematizado na cabeça dela. Um exemplo claro disso é o que acontece com Simon, certo? Quem já leu CoA vai me entender.

Para terminas, no final, uma batalha de tirar o fôlego acontece. Sério, Cassandra escrevendo cenas de ação é diva além do normal. Nessa batalha descobrimos poderes e segredos que nos fazer dar um nó na cabeça, nos enchendo de especulações sobre o que a Tia Clare pode mandar em Cidade de Vidro para nós. 
"- A Clave não faz ameaças, Lucian Graymark. A Clave faz promessas, e as cumpre." A Inquisidora, p. 269





9 comentários :

  1. Resenha muito boa! Terminei de ler CoA na sexta e agora estou babando por CoG (tenho um sério problema com spoiler a ponto de não ler nem resenha antes de ler o livro xD)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que boom que você gostou ^^ e SIM, CoG vai arrasar corações, aproveite.
      Eu acho que não sou muuito assim com spoilers, mas aviso sempre que mencionar algo que não caiba nas resenhas hahaha.

      Excluir
    2. No seu post "Os instrumentos mortais" você falou o verdadeiro sobrenome do Jace T^T Eu já suspeitava, mas poxa çç

      Excluir
    3. PUTZ, séeeeerio? que mancada a minha. Mas ooo, pensa. Sem ter lido nunca nenhum volume da série, Herondale era só um sobrenome comum hahahahaha

      Excluir
    4. Sim T^T Logo no começo fala Jace Wayland. Mas tudo bem, pelo menos é algo que eu já esperava. Agora quero saber o porquê uahshusahushua

      Excluir
    5. hahahaha é, não importa que você saiba... o que importa é como vc fica sabendo depois! o/

      Excluir
  2. Mas ainda sim discordo com aquela pesquisa de que spoiler não influencia u.u huasuhsauhsahu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tem vezes que eu discordo e concordo hahahaha

      Excluir
  3. Li esse livro e é muito bom, concordo extremamente com a sua resenha!
    Por incrível que pareça, muitas vezes eu fiquei do lado do Valentim ao decorrer do livro.
    Estou começando a achar que seria melhor se o Simon deixasse a Clary de lado e investisse em Maia, gostei bastante desa nova personagem. Ç_Ç
    Muito boa sua resenha, está de parabéns!
    Juliano, (diariodeumledor.blogspot.com.br)

    ResponderExcluir

Obrigada por fazer três blogueiras felizes, seu comentário e sua opinião são muito importante pra nós! Todas as visitas e comentários serão retribuídos.

(Comentários contendo ofensas e palavras de baixo calão não serão aceitos).

Seguidores

No Instagram @bloglohs

Vem pro Facebook