Princesa das Águas - Princesas #03

Autora: Paula Pimenta
Título: Princesa das águas
Ilustração de capa: Renato Guedes
Série: Coleção Princesas
Editora: Galera Record
Páginas: 368
Onde encontrar: AmazonBR | Saraiva | Submarino



| Livro cedido como cortesia pelo Grupo Editorial Record |

Sinopse: Arielle Botrel é uma nadadora famosa, prestes a viver o maior desafio de sua vida: participar das Olimpíadas pela primeira vez. Porém, ao contrário do que todos pensam, ela não possui tudo que deseja. Por ser a filha caçula de uma grande família, a garota é muito protegida e, apesar das medalhas e dos troféus, sonha com uma vida diferente, onde possa ser livre. Até que um dia um acidente faz tudo mudar. Arielle é apresentada a um mundo diferente... E nele existe alguém que vira sua vida de cabeça para baixo. Porém, para conquistá-lo, ela terá que abrir mão de sua voz. Será que Arielle vai conseguir conquistar esse príncipe sem palavras? E se no coração dele já existir outra princesa?

Esse livro foi uma surpresa tão bonitinha! Eu fiquei muito feliz com a oportunidade de lê-lo. Então, obrigada à Galera Record pela oferta. Antes de falar do livro em si, gostaria de contar um pouquinho da mágica do cosmos que rolou na semana que passei com ele. Eu nunca li Paula Pimenta. Esse foi literalmente meu primeiro contato com a escrita da autora, e eu adorei cada segundo! Outro fato interessante: eu não fazia ideia de que tínhamos releituras de contos de fadas nacionais.

Como vocês podem se lembrar, eu sou completamente apaixonada pelas obras da Sarah J. Maas, cujos livros são inspirados em contos de fadas. Recentemente, também comecei uma história de amor com Marissa Meyer e suas Crônicas Lunares, cujas histórias são releituras de contos de fadas. Então você entende porque acredito tanto no cosmos. Eu adoro releituras de princesas e, quando olhei essa cortesia parada na estante, não me aguentei.

O mundo dos humanos - lá é uma bagunça.

Mesmo sendo o terceiro da série Coleção Princesas, não senti falta de um contexto anterior. Pelo contrário, fiquei ainda mais curiosa para ler os livros anteriores, Cinderela Pop, a história de Cíntia (que aparece arrasando numa festa em Princesa das águas!) e Princesa Adormecida, cujo príncipe, Phil, é melhor amigo do protagonista desta história, Erico!

Eu gostaria de frisar que os nomes das personagens deste livro são sensacionais. Num primeiro momento, você já sabe que Arielle e Erico (Ariel e Eric) são nosso casal principal. O pai de Arielle, um nadador olímpico, foi considerado o "rei das águas". Agora, anos mais tarde, com a filha seguindo seus passos, a imprensa apelidou-a de a "princesa das águas". No entanto, eu só fui me dar conta das outras personagens que aparecem por volta da página 100. Lino é o melhor amigo, confidente, parceiro do crime de Arielle. Linguado, não? Sebastião é o treinador preocupado e protetor, o qual trabalha junto com o pai de Arielle para manter a menina sereia segura. Sula é uma das personagens que mais me confundiu. O que não deveria ter acontecido, certo? Afinal, estamos falando de uma personagem deliberadamente inspirada em Úrsula. E temos também as cinco irmãs de Arielle, as quais formam a Mermaid Sisters, uma das girl band mais amada do Brasil.


“- Todo mundo sabe que a Sula é manipuladora e que não tem o menor pudor de pisar em quem quer que seja para conseguir o que quer. Você é muito ingênua, confia demais nos outros, sempre foi muito protegida por todo mundo…” Lino, p. 141
Eu gosto de ver essa história dividida em três pedaços. Como é seu pontapé inicial? Vemos uma Arielle rebelde, procurando escapar só um pouco da sua árdua rotina de atleta olímpica. Porém, fazer isso em pleno ano de Olimpíadas no Rio de Janeiro não é nada fácil. Nossa jovem de 16 anos está se preparando para ganhar um ouro olímpico, portanto não deve focar em nada além de seus treinos. Cansada de tanta pressão, ela decide que algumas coisas precisão seriamente mudar. Ela já é quase uma adulta e consegue lidar com: esporte, escola e futuro de forma relativamente boa.  

A segunda parte é a competição na Suíça, onde ela conhece Erico Eggenberg, tenista de 20 anos. Numa festa, na qual ela não deveria estar, um acidente une o destino dos dois. Arielle salva-o de um afogamento e desde então só consegue pensar nele. Erico, por sua vez, vai às redes sociais em busca da garota misteriosa que o salvou. Ele não lembra de nada, estava muito escuro, mas imagina que ela seja uma sereia, porque tudo de que ele se lembra é de sua melodiosa voz.


A terceira parte dedica-se exclusivamente ao tempo de Arielle na Gincana Olímpica, quando o romance e o desenrolar realmente acontece. O evento principal do livro e não as Olimpíadas, como poderíamos imaginar, mas essa gincana, que é basicamente uma programação da rede Globo adaptada para atletas do mundo inteiro. Arielle e Erico, por meio de tramites que você só descobrirá lendo, acabam num programa chamado Linguagem do Amor, no qual uma das regras principais é: a menina não pode falar com seu crush.


“- Já procuramos na internet e vimos fotos dos três caras que estão concorrendo e… meu Deus! Não tem uma vaga pra gente também?” Amanda, p. 160


Uma das partes que mais me cutucou ao longo do livro foi não conseguir definir o caráter de Sula. Eu não sabia se devia acreditar naquilo que Arielle narrava ou se eu devia acreditar na tradição da releitura. A ideia de que talvez não existisse uma vilã no livro me agradou muito. No entanto, não foi isso que a estrutura da história nos trouxe. E fica aqui a reflexão: sendo um livro dedicado a adolescentes, não seria interessante mostrar um outro lado? Mesmo racionalizando isso, também considero o outro lado da história: precisamos de uma vilã, uma figura não confiável para que, ao ler as atitudes de Yasmin, por exemplo, percebêssemos claramente essa divisão entre bel e mal.

Para terminar, uma das mensagens mais lindas que encontrei no livro foi a perseverança. A força que uma atleta precisa ter para se dedicar e ser reconhecida no esporte que escolheu seguir. Eu joguei vôlei por muito tempo, então dá até uma nostalgia lembrar dessa época tão gostosa da minha vida: eu cresci, amadureci, aprendi a ganhar e aprendi a perder. Nunca fui atleta olímpica, mas sei que - no meu pequeno cosmos -, fazer parte daquele time foi essencial para formar essa pessoa que vos escreve. 
“Sua vida não pertence apenas a você. E por isso é tão difícil. [...]. Mas é isso que faz a diferença. É isso que te torna um atleta de verdade. É exatamente o fato de não desistir.” Arielle, p. 336
Paula Pimenta, apesar das trollagens e talvez por conta delas mesmo, acaba de ganhar mais uma leitora. Eu adorei como A Pequena Sereia foi trazida para o século XXI, como a voz foi roubada, como o melhor amigo é melhor amigo não importa a circunstância. Estou ansiosa para conferir os outros trabalhos da coleção e trazer as resenhas aqui para vocês. O que acham?!









*
Seção das Quotes

“O meu pai e o Sebastião iam simplesmente morrer se eu aparecesse a TV procurando um namorado!” Arielle, p. 134

“[...] mas então disse teríamos que aguardar, pois primeiro precisava chamar os comerciais; só faltei levantar de onde eu estava e tomar aquele papel da mão dela!” Arielle, p. 189

“- Você é naturalmente linda, mas lembre-se de que, dependendo da roupa que colocar pode esconder isso.” Yasmin, p. 209

“Eu não podia ser considerada uma tagarela, mas passar a vida inteira falando e de repente ser obrigada a me calar, era mais difícil do que eu imaginava.” Arielle, p. 232

“Eu tinha medo de falar sobre aquilo e a Sula fazer algum comentário que furasse a bolha de felicidade que parecia estar me envolvendo.” Arielle, p. 284

“- Odeio te falar isso, mas eu te avisei…” Lino, p. 320

“Ignorei completamente e continuei rodando.” Arielle, p. 346


*
Seção fofoca

Nessa época de empenho da Disney para filmar as versões live actions de seus clássicos, Lindsay Lohan declarou na segunda-feira, 20 de fevereiro, com uma indireta no Instagram, que gostaria muito de estrelar um possível remake de A Pequena Sereia! O que será que a Disney dirá a respeito?




14 comentários :

  1. Oi Iza, eu li Princesa Adormecida, mas o livro não passou de uma boa leitura pra mim, acabei não me empolgando tanto e por isso não dei continuidade a série. Contudo deu pra perceber que a escrita da autora é fluida e para aqueles que curtirem a história vão ficar encantados com as releituras, que apesar de não terem me conquistado são fofas. Trazer uma releitura de Ariel é uma ideia ótima e imagino que seja muito bom ir reconhecendo personagens como Linguado e Sebastião :D

    ResponderExcluir
  2. Olá,Izabela!
    A Paula Pimenta têm uma escrita tão deliciosa que quando percebemos, o livro acabou. Ainda não li essa releitura,eu amei pelo fato de ser com a Ariel agora *-*
    Sua resenha me deixou mais curiosa, aumentando minha curiosidade em ler logo!!
    Ficou perfeita sua resenha.

    Beijo, beijos
    relicariodehistoriasma.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Bom dia Izabela,

    Também nunca li nada da autora mas tenho muita curiosidade e vontade, gosto de livros intato juvenis e infantis e espero ter oportunidade de ler um dia, dica anotada...bjs.


    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Sou apaixonada por contos de fadas e amo a Pequena Sereia *_*
    Já vi vários comentários sobre a escrita da Paula, o que só me deixa com mais vontade de ler algo dela

    ResponderExcluir
  5. Olá, já li uma série dessa autora e AMEI, como sou apaixonado por releituras quero muito ler esses seus livros baseados na princesas só que numa versão teen e no mundo atual. Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Izabela!
    Gosto muito de releituras dos contos de fadas e ver que a Paula foi bem fiel ao original, porém dando sua própria visão atualizada e contemporânea, é uma delícia, né?
    Nunca li nenhum dos livos ela, mas bem quero.
    Bom carnaval e moderação, hein?
    “Quanto mais nos elevamos, menores parecemos aos olhos daqueles que não sabem voar.” (Friedrich Nietzsche)
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  7. Iza, sou apaixonada pelas coleções de princesas da Paula, a escrita dela é tão boa que a leitura flui de uma maneira espetacular. Falta apenas esse livro para eu ter completado todas as leituras dela. E falando nele, amei a premissa da história, o modo em que a Paula estruturou essa narrativa é brilhante, além de claro, ela manter as ideias da obra original mas dando aquele charme que só ela consegue.

    ResponderExcluir
  8. eu nunca li nada da paula pimenta
    mas essa série das princesas (que agora que eu me toquei que os livros foram uma série) eu estou achando bem legal
    fiquei super curiosa para conhecer a escrita da autora que todo mundo elogia muito

    ResponderExcluir
  9. Primeiramente: essa Lindsey não existe não, pô KKKKKK aquela indireta básica né

    Eu gosto bastante de releituras, e a julgar pelo título e nome da personagem, imaginei que se tratava de uma releitura de A Pequena Sereia.

    Nunca tive contato algum cm a escrita da Paula (também), e não será agora que terei 🌚 Mesmo achando a premissa interessante, não vou adicionar à wishlist, dar prioridade a outros, mas se surgir a oportunidade, sem dúvida eu leio para tirar minhas próprias conclusões.

    Abs!

    ResponderExcluir
  10. Ainda não li nenhum livro da autora, queria comprar essa trilogia para a minha filha e ler também, pois adoro releituras de contos de fadas. Deve ser muito árduo para a personagem ter que treinar muito e não poder curtir uma vida mais sossegada, ter mais liberdade para fazer o que quer, como se divertir por exemplo.

    ResponderExcluir
  11. Paula Pimenta e sua criatividade em mudar um pouco da historia infantil pra mais adultinho haha. Apesar de ainda não ter lido nenhum livro da autora, confesso que tenho bastante curiosidade justamente por ser bastante elogiada com sua obras. Suas releitura cada vez ganha ainda mais força, e isso faz sentir uma necessidade de ler. Achei lindo essa historia de Ariel em uma forma historia, amaria ler algum dia

    ResponderExcluir
  12. oi Izah, que máximo esses livros né. Eu descobri a pouco tempo também que tínhamos releituras nacionais dos contos - dentre os quais sou fissurada -, eu tenho vontade de conhecer o trabalho da Paula, parece pelas funções que ela deu aos personagens, que a história é bem divertida.
    Espero gostar.
    Beijokas
    [SORTEIO]Baile Literário
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  13. Oi, Izabela!!
    Adoro livros de releitura de contos de fadas!! Mas infelizmente ainda não li nenhum livro da Paula Pimenta!! Sempre gostei da história da pequena sereia e fiquei bem curiosa para saber como essa história termina.
    Beijoss

    ResponderExcluir
  14. Oi!
    Gosto muito das releituras dos contos de fadas e estou curiosa sobre esses livro da Paula Pimenta, li uns livros da autora que gostei muito e essa é uma leitura que não tinha me chamado muita atenção, mas lendo a resenha voltei a ficar curiosa para conhecer essa releitura !!

    ResponderExcluir

Obrigada por fazer quatro blogueiras felizes, seu comentário e sua opinião são muito importante pra nós! Todas as visitas e comentários serão retribuídos.

(Comentários contendo ofensas e palavras de baixo calão não serão aceitos).

Seguidores

No Instagram @bloglohs

Vem pro Facebook