Scarlet - Crônicas Lunares #02

Autora: Marissa Meyer
Título original: Scarlet
Tradução:  Regiane Winarski
Série: Crônicas Lunares
Editora: Rocco - Jovens Leitores
Páginas: 480
Onde encontrar: AmazonBR | Saraiva | Submarino

  
| Livro cedido em parceria com o Grupo Editorial Rocco |

Sinopse: Depois de Cinder, estreia de sucesso de Marissa Meyer e primeiro volume da série As Crônicas Lunares, que chegou ao concorrido ranking dos mais vendidos do The New York Times, a autora está de volta com mais um conto de fadas futurista. Scarlet, segundo livro da saga, é inspirado em Chapeuzinho Vermelho e mostra o encontro da heroína ciborgue que dá nome ao romance anterior com uma jovem ruiva que está em busca da avó desaparecida. Em uma trama recheada de ação e aventura, com um toque de sensualidade e ficção científica, Marissa Meyer prende a atenção dos leitores e os deixa ansiosos pelos próximos volumes da série.

O segundo volume da quadrilogia Crônicas Lunares, Scarlet, é uma releitura de dois contos de fadas, na minha opinião: A Chapeuzinho Vermelho (obviamente), mas com um quê de A Bela e a Fera. Então, não preciso dizer que gostei bastante do que encontrei aqui! Sou fã? Sou fã! 
Cinder, Scarlet, Cress, Winter e ...

O ritmo de Scarlet foi muito melhor do que o de Cinder.  O enredo se desenvolve de modo mais rápido, os leitores não descobrem fatos antes das personagens e a narração é dividida entre: Cinder, nossa já conhecida e amada ciborgue; Kai, nosso ingênuo imperador; e Scarlet, uma neta decidida a salvar sua grand-mère!

Como Cinder, este livro também é dividido em partes pelas citações do conto original. E novamente, dividirei a resenha. Espero que gostem! Aviso: essa resenha contém spoilers do final de Cinder. Mas eu já encontrei sinopse de Scarlet na internet que contava a mesma coisa, então fica aí o aviso para você tomar cuidado e fazer o que achar melhor!

Ela não sabia que o lobo
era um tipo de animal perverso
e não teve medo dele

Scarlet vive na Europa, em uma cidade pequena, Rieux, cuidando da fazenda junto com a avó. No entanto, Mademoiselle Benoit desaparece. “O mundo ao redor de Scarlet estava despencando e ninguém ligava. A avó estava desaparecida e ninguém se importava” Scarlet, p. 11 A polícia não está tão empenhada em ajudar Scarlet quanto o que seria esperado. E ela simplesmente não consegue lidar com isso.

Nossa protagonista precisará de ajuda e contará com um parceiro extremamente duvidoso, Lobo. Um cara misterioso que aparece pela cidade no mesmo período em que a avó some. Nós sabemos que existe algo estranho com ele, mesmo antes do pai de Scarlet nos contar que o tal Lobo fazia parte de uma gangue, Membros Leais da Matilha. Por algum motivo, esse pessoal louco resolveu sequestrar sua grand-merè. Scarlet, no entanto, não entende o porquê, afinal, ela e sua avó não guardam segredos!
“- Mas tem alguma coisa a ver com a minha avó.
- Tem tudo a ver com a sua avó.” Scarlet e Lobo, p. 239
O arco inicial da história desses dois é basicamente ele prometendo ajudar a encontrar a avó de Scarlet e ela aceitando com aquele pé atrás. O que eu mais gostei nessa nova princesa moderna que nos é apresentada é a força de Scarlet. Ela não é nenhuma donzela em perigo andando pela floresta; na verdade, ela atiraria no primeiro que cruzasse seu caminho e continuaria seguindo sem problemas. Já Lobo, apesar do caminho turbulento pelo qual escolhe seguir, se tornará um pequeno bebê que decidimos adotar e proteger.
Scarlet e Lobo.

Como sabemos, por conta do FINAL DE CINDER, a Rainha Levana está desesperada para colocar suas mãos em nossa ciborgue. Afinal, a mecânica é a Princesa Selene desaparecida. Para salvar sua vida, Cinder decide fugir. E, neste volume, acompanhamos todo esse processo! Ela acidentalmente cai na sela errada, e conhecemos Carswell Thorne, um personagem extremamente irônico e um tanto lentinho, mas que se torna essencial para a fuga, pois possui uma aeronave: uma Rampion 214 que roubou quando desertou do exército americano.

Com a inteligência de Cinder, suas novas extremidades de metal e a sagacidade de Throne, os dois partem para o espaço, a fim de fugirem da Comunidade das Nações Orientais e a Rainha Levana. Vemos uma Cinder conturbada, tentando entender o que significa ser lunar e, principalmente, princesa de Luna. Aos poucos, ela e Thorne se tornando amigos, com alguns dos melhores momentos de risos do livro; no entanto, também vemos os dois dividirem verdadeira compreensão e apoio.
“- O que eles estão fazendo?
- Obedecendo - [...]. Odiando esse dom que não era nada natural, que era tão poderoso, tão injusto.
Mas a ideia de interromper o controle sobre eles jamais cruzou sua mente.” Thorne e Cinder, p. 67

Chapeuzinho era carne jovem e macia,
e o lobo sabia que ela seria
ainda mais saborosa do que a velha

Obviamente, essa fuga repercute mundialmente. Scarlet presencia momentos de extremo preconceito, comentários realmente ruins dirigidos a uma pessoa que aqueles que difamam nem ao menos conhecem. E, novamente, Marissa Meyer nos dá aquela linda lição de moral: se você não conhece, não fale; se você não entende, não julgue.
“- É a segunda vez que ouço você defendê-la.
- As pessoas são tão rápidas para acusar e criticar, mas não sabem o que ela passou, nem o que a levou a fazer as coisas que fez. Por acaso temos certeza de que ela fez alguma coisa?” Lobo e Scarlet, p. 173
Nesse volume, seremos apresentadas a uma nova arma lunar e descobriremos que Levana está disposta a usar todas elas para conseguir o que quer: controle, imperador Kaito e a Terra. Teremos um breve capítulo com o ponto de vista de Levana, o que me deixou curiosa. Fiz minhas pesquisas e descobri que temos um livro inteiro com a narração dessa mulher: Fairest. Este volume contará a história de Levana antes de ela se tornar Rainha e esse pequeno monstro que conhecemos. Será que a Rocco trará esse livro para nós?!
“- Você parece entender mal meus motivos, então vou falar precisamente o que quero dizer. Algum dia, vou governar a Comunidade das Nações Orientais, e a decisão é sua se farei isso por guerra ou por uma união pacífica ou diplomática de casamento. Mas isso não tem nada a ver com guerra e política. Quero essa garota ou o cadáver dela. Vou queimar seu país até não sobrar nada em busca dela se for preciso.” Rainha Levana, p. 153
Apesar de o Dr. Erland ter instruído Cinder a fugir para África, ela ignora esse pedido por enquanto, pois não consegue absorver a realidade de ser alguém relevante: até poucos dias atrás ela era apenas a melhor mecânica de Nova Pequim e isso era o suficiente, porque ela poderia fugir com Iko e se livrar da madrasta má. No entanto, agora ela começa a perceber que é parte de um jogo muito maior do que poderia prever e se sente na responsabilidade de lutar, tanto por sua vida quanto pelo seu amigo, Kai.
“Mas o que o médico não levou em consideração era que Cinder não tinha qualquer desejo de ser rainha. Não queria ser princesa nem herdeira de nada. Durante toda a vida, pelo menos a vida da qual ela conseguia se lembrar, tudo o que quis foi liberdade.” Cinder, p. 203
Kai, em sua narração nos leva pela situação com Levana e seus os taumaturgos na Terra. A ameaça é constante. Um personagem que ganhou cada vez mais meu respeito foi seu conselheiro, Torin. Ele ajuda Kai a se adaptar a nova tarefa de imperador e é um porto seguro para nossa pura criança. Iko, nossa adorada androide, consegue achar seu caminho de volta ao lado de Cinder e, bem, ela é simplesmente adorável. Ela cuidará de Cinder e seu novo amigo, Thorne, da melhor forma que puder!
“- Você é… bem bonito, capitão Thorne.
- E você, minha bela dama, é a nave mais bonita dos céus, e não deixe que ninguém diga o contrário.” Iko e Thorne, p. 166

Ah, vovó,
que dentes enormes você tem!

Na tentativa de descobrir seu passado, Cinder se vê viajando para a Europa, cruzando caminhos com Scarlet. Ver as duas juntas é incrível e abre oportunidades para novos caminhos ao longo da quadrilogia. Scarlet conseguirá achar sua avó? Lobo é alguém em quem podemos confiar? Levana atacará a Terra em retribuição à fuga de Cinder? Como fica Kai e Cinder?
“- O senhor sabia que ela era ciborgue?
- Não vejo por que ela ser ciborgue seja relevante.” Jornalista e Kai, p. 268

Esse livro é uma excelente sequência para Cinder e a escrita da Marissa Meyer parece evoluir. Algumas pontas soltas deixadas do primeiro volume são amarradas em Scarlet! E isso cria um universo científico ainda maior para essa releitura de contos de fadas. É um livro engraçado, envolvente e com desenrolares cheios de potencial!

Gostaria de ressaltar novamente o fato de finalmente vermos uma Terra unida contra um inimigo comum. O fato de passarmos por diferentes continentes, mostrando diversidade, cultura e poder de formas diferenciadas. E enaltecendo não o romance, mas relações de amizade, lealdade, luta por um bem comum. É uma das minhas séries preferidas. E eu espero que vocês possam dar uma oportunidade a ela!

E que cliffhanger, você nos deixou, hein, srta. Meyer!

Pra te comer melhor, minha querida.




 





Seção das Quotes

“- Os animais me adoram
- Ah, aposto que sim. Que animais de fazenda não adoram um lobo?” Lobo e Scarlet, p. 34

“- Você tem a chave mestra?
- Claro, me deixe só pegá-la no bolso deste uniforme da prisão e vamos embora.” Cinder e Thorne, p. 103

“- Por que a minha nave está falando comigo?
- Sou eu, seu idiota.” Thorne e Cinder, p. 107

“- Só porque vou deixar você entrar, não quer dizer que confio em você.
- É claro. Eu também não confiaria em mim.” Scarlet e Lobo, p. 125

“Liberdade dos olhares de desprezo e palavras de ódio de estranhos que não confiavam na garota ciborgue - que era forte demais e inteligente demais e boa demais com máquinas para ser considerada normal.” Cinder, p. 158

“- Só acho que não devíamos julgá-la e nem ninguém, sem tentar entender primeiro. Que talvez devêssemos ouvir a história toda antes de tirar conclusões. Uma ideia louca, eu sei.” Scarlet, p. 174

“Era fácil explorar uma pessoa quando ela não parecia que estava sendo explorada.” Cinder, p. 208

“- Mas eu sou um fugitivo procurado, como Cinder. Eles perceberam que desapareci, não?
- Talvez estejam agradecidos.” Thorne e Cinder, p. 271

“- Podemos sobreviver, e eles não vão nos encontrar. Posso manter você em segurança, Scarlet. Posso proteger você.” Lobo, p. 280

“Pareceu tão natural, tão fácil, tão óbvio que era a coisa certa a fazer.” Cinder, p. 361

“- Entendo você achar que foi sua culpa, mas vamos tentar colocar um pouco de culpa no lugar certo.” Thorne, p. 386

“Cinder não era a única capaz de se sacrificar por uma causa maior.” Kai, p. 439

“- Fico feliz em ser útil. Tem alguém ferido?
- Todo mundo está ferido.” Iko e Cinder, p. 442

19 comentários :

  1. Ai meu Deus, apaixonei!
    Izabela mto bacana essa quadrilogia!
    Vai pra lista com toda ctz!
    Parabéns pela excelente resenha!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Eu pensava que cada livro ia falar de uma história independente, mas não, Scarlet vem pra somar numa história que já está em andamento ao mesmo tempo que vive sua pró´ria aventura e gostei demais da resenha e tô super curiosa pra conhecer essa série. Vai pra lista e vou ver se esse ano consigo começar a lê-la ;)

    ResponderExcluir
  3. Cada vez mais curiosa com essa série, que parece ser bem diferente das outras releituras dos contos de fadas. Bem misterioso esse desaparecimento da avó da Scarlet. Gostei da lição de moral que a autora passa para o leitor.

    ResponderExcluir
  4. Lobo, lobo, lobo S2
    Amo releituras de contos de fada e a amei a resenha. Gostei de saber que a historia flui melhor no segundo livro e espero que no terceiro fique ainda mais fofa

    ResponderExcluir
  5. Oi, Izabela!!
    Estou apaixonada por essa história!! Conheço essa Série Crônicas Lunares mais infelizmente ainda não conseguir ler!! O que mais me chama atenção nessa história e a releitura que a autora vez da Chapeuzinho Vermelho!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  6. IZAAAAAAAAAA ME ABRAÇA!
    A Scarlet foi uma grata surpresa como personagem nova, e que arco maravilhoso! Melhor recontagem da Red que já vi na vida. ELA E O LOBO ASFJKNASUIOAGBUOASGBASGOGUAS OTP
    O Kai durante o livro todo foi 'must be protected' porque é muito ingênuo para o mundo, tadinho.
    Concordo plenamente sobre a evolução da escrita, a cada livro a Marissa se superava mais e mais!
    Tô ansiosa pela resenha de Cinder, meu fave da quadrilogia :')

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  7. Uôl! Adorei, a cada resenha ou comentário que leio sobre essa série fico com ainda mais vontade de lê ela.
    A impressão que tenho é que as releituras de contos de fadas são sempre melhores que os contos originais, talvez porque as "princesas" são muito mais fortes e independentes, e as minhas releituras preferidas são as da Chapelzinho Vermelho, então nem preciso falar mais nada né?
    Será que foi um clima que eu senti entre a Iko e o Thorne :o

    ResponderExcluir
  8. Iza, cada vez mais fico mais curiosa pra poder ler essa quadrilogia. Quando conheci "Crônicas lunares", o segundo volume só havia em inglês, e como eu não conseguia ler nem uma palavra na época deixei de lado kk, mas agora quero voltar com tudo. Tanto na sua primeira e segunda resenha me apaixonei ainda mais por esses livros, toda essa mistura de ficcção, robótica, releituras de contos de fadas, é uma mistura perfeita para uma leitura deliciosa. E claro, esses quotes faz todo mundo adquirir uma curiosidade ainda maior pelo livro.

    ResponderExcluir
  9. Sou louco para ler essa série, acho que ainda em fevereiro vou lê-la. Os três livros me interessam muito, já que adoro recontagens de contos de fada, esses parecem ter aventura e muita emoção, misturados com distopia e ficção científica. Depois dessa resenha show estou ainda mais ansioso ^^
    Abraços

    ResponderExcluir
  10. Olá Izabela,

    Não conhecia essa série ainda, mas a capa não me agrada e me afasta dele, mas a sinopse e sua resenha me deixaram curiosos, dica anotada....bjs.


    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi!
    Li esse livro recentemente e já não gostei tanto dessa historia como Cinder, acho que por saber que cada livro serie sobre uma personagem diferente, pensei que irei seguir aquele modo de cada livro sobre uma personagens, então quando acabou Cinder daquele jeito, corri para ler esse e achei que as coisas demoravam muito a acontecer, principalmente a Cinder que demora muito tempo para tomar decisões, pois esse acaba sendo um livro de descobertas para a personagem e a historia da Scarlet já começa meio que um detetive o que para mim acabou quebrando o final frenético do anterior, mas gostei muito dessa historia !!

    ResponderExcluir
  12. Ahhhhhh! Esses eram livros que só me chamavam atenção devido à arte das capas, que é magnífica! Nunca nem ao menos tinha lido a sinopse de Cinder, mas agora, lendo esta resenha do segundo volume, me encontro totalmente curioso para ler a história *---*

    Se tem uma coisa que me fascina é isso dos contos de fadas modernizados (se isso realmente também te agrada, te aconselho a ver a série Once Upon a Time). Adorei sua resenha e, sem dúvidas, assim que tiver oportunidade irei embarcar nessa jornada ao lado da já conhecida em outras versões Scarlet e do Lobo *-*

    Abs,
    Jhon!

    Parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
  13. Tenho muita curiosidade de ler essa série. Amo os contos de fadas e as princesas, e gosto bastante de ler releituras dessas histórias. Fiquei curiosa não só com Scarlet, mas com Cinder também, por conta dos spoilers, que não me importo de ler kkkkk Os livros já estão na minha lista de desejados, mas agora que já sei um pouco como é a história, vou tentar ler logo.

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  14. Aaah, gente, quero tanto ler essa série!
    Amo releituras de contos de fadas, ainda mais esse que é super diferente num ambiente futurista e ciborgue.
    Melhor ainda saber que a autora evolui a sua escrita a cada volume.
    E posso dizer uma coisa? Amo/odeio cliffhangers, hahaha.

    Beijooos

    www.casosacasoselivros.com
    www.livrosdateca.com

    ResponderExcluir
  15. Olá, Marissa Meyer é a rainha! Ela criou uma história tão original e bem feita que não tem como não amar! Não vejo a hora de ter todos os livros em mãos. Beijos.

    ResponderExcluir
  16. eu ainda não li essa série
    tá desde do primeiro na minha lista mas sempre acontece algo que eu acabo não lendo!
    olha o spoiler! eu não tenho problemas, mas avisa antes please!
    adorei os quotes rindo do quem não gosta de lobos e pq minha nave está falando comigo
    ah, tentar ler esse carnaval!

    ResponderExcluir
  17. Adorooo, essa adaptações de historias infantil, o motivo é simples. Acredito, essa historias fizerem parte da nossa infância, e porquê não recriar-las para nossa idade? Enfim, essa adaptação é bastante diferente de algumas que vir por ai. Essa diferente das outras, tem ficção científica e maioria que vir, era fantasia, ficção e realidade juntos. E isso me deixou bastante curiosa

    ResponderExcluir
  18. Oi Izah, esses dias atrás participando de um sorteio desses livros eu quase ganhei, o número passou raspando no meu. Estou lendo tantas resenhas positivas desses livros que estou me vendo obrigada a lê-los. Entre todos os contos, o que eu sempre adorei é A Bela e a Fera, e saber que esse possui uma mistura desse conto, me deixou mais animada ainda para ler.
    Beijokas
    [SORTEIO]Baile Literário
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  19. Carol, só queria dizer que já estou muito feliz de saber que em Scarlet a autora não revela coisas ao leitor antes dos personagens, quer dizer não que ela tenha feito isso em Cinder, mas ficou tudo muito óbvio mesmo sem ser explicito. Feliz em saber tbm que teremos mais da narração de Kai, sinto que preciso saber mais sobre ele e seus ideais. O fato da história se basear em dois contos não é muito surpreendente, mas eu jurava que a princesa da vez seria a Rapunzel e não a ingenua chapeuzinho vermelho, ainda assim curiosa aqui com essa mistura de A bela e a Fera e chapeuzinho. Bom, já estou doida para ler desde ontem, quando terminei Cinder, sua resenha só me deixou mais curiosa, pena que vou demorar um pouco. Louca para conhecer novos personagens e ver como a história se desenrola.

    ResponderExcluir

Obrigada por fazer quatro blogueiras felizes, seu comentário e sua opinião são muito importante pra nós! Todas as visitas e comentários serão retribuídos.

(Comentários contendo ofensas e palavras de baixo calão não serão aceitos).

Seguidores

No Instagram @bloglohs

Vem pro Facebook