Winter - Crônicas Lunares #04




Autora: Marissa Meyer
Título original: Winter
Tradução: Regiane Winarski
Série: Crônicas Lunares
Editora: Rocco - Jovens Leitores
Páginas: 688
Onde encontrar: AmazonBr | Saraiva | Submarino 


| Livro cedido em parceria com o Grupo Editorial Rocco


Sinopse: Em Luna, a rainha Levana controla a população e planeja se tornar ainda mais poderosa, casando-se com o imperador Kai e estendendo seus domínios para a Terra. Sua enteada, Winter, é praticamente prisioneira da crueldade da madrasta e vive na fronteira entre a realidade e as alucinações produzidas pela própria mente, desde o dia em que desistiu de usar os poderes lunares. Mas nem tudo é tristeza na vida de Winter: ela conta com a lealdade e a proteção do guarda real Jacin Clay, seu amigo desde a infância e por quem a princesa é apaixonada.
O que Levana não sabe é que a princesa Selene, legítima herdeira do trono de Luna, sobreviveu à tentativa de assassinato planejada por ela e foi transformada na ciborgue Cinder, que tem um romance com o imperador Kai. Com a ajuda de Scarlet, Thorne, Lobo, Cress e Iko, Cinder está disposta a recuperar a coroa e governar Luna, salvando Kai e a Terra da perigosa aliança com Levana.
Infelizmente chegamos ao último volume dessa série que, com certeza, ganhou um pedaço extremamente especial em meu coração! Durante quatro livros, nós acompanhamos Cinder e seus amigos em sua aventura para salvar a Terra. Winter foi uma conclusão extremamente satisfatória! Li-o com medo do que poderia acontecer e com a esperança de que Marissa não mataria ninguém importante. 

Além de alguns pequenos infartos, passo bem depois da leituras dessas colossais 688 páginas. Winter é inspirada em Branca de Neve, mas com um diferencial incrível: ela não é branca. Nossa personagem é descrita como uma maravilhosa jovem negra, que luta desde muito cedo contra a loucura que não usar seu dom lunar lhe infligiu. Os pontos de vista da narração continuam divididos e isso só dá ao livro aquele ritmo sensacional ao qual nos acostumamos em Cress. Dessa vez não dividirei a resenha com todas as citações do conto original, pois não posso escrever muito sobre esse livro; quero que vocês tenham toda a experiência de leitura (a qual, garanto, será sensacional!).

Lembrando também que Meyer lançou outros dois livros no mundo de Crônicas Lunares. Fairest, a história de Levana (teoricamente para lermos antes de Winter, porque conta como a rainha se tornou o monstro que é hoje) e Stars Above (uma antologia sobre o mundo de Marissa antes e depois da série). Ah!, essa resenha contém spoilers dos livros anteriores, então se você não leu Crônicas Lunares ainda, pare tudo o que estiver fazendo e vá lê-la. 


Você está pronta pro final?

A jovem princesa era linda
como a luz do dia. Era mais bonita té
do que a própria rainha.

Agora nossa luta será levada até Luna. Cinder conseguiu sequestrar Kai e impedir que Levana fosse coroada Imperatriz na Terra. Nosso plano é ir atrás de Levana, destroná-la, tornar Cinder rainha e resgatar Scarlet (não podemos nos esquecer disso!). Lobo precisa de sua Alfa de volta (“- Deixa pra lá. Não importa. Scarlet é a prioridade. A única prioridade. / Cress pensou em mencionar que destronar Levana e coroar Cinder como rainha eram prioridades de tamanho razoáveis também, mas não ousou.” Lobo e Cress, p. 49) e todos nós precisamos da Scarlet para lidar com essa revolução que iniciamos depois de sequestrar Kai. Como represália, Levana torna a acatar a Terra. Portanto, nossa Squad não pode mais se esconder dentro da nave.
“- Não acredito que ninguém queria ver minha paciência testada mais do que já foi.” Levana, p. 115
Nossas personagens começam a se conhecer cada vez mais no espaço confinado da Rampion. Os gestos de carinho de Cress para Thorne precisam parar, pois ela sabe que não pode pedir mais do que ele está disposto a dar. A visão de Thorne retorna lentamente (“- Um dia desses quero abrir os olhos e ver você.” Thorne, p. 53). Cinder e Kai vivem em sua pequena bolha de amor. Lobo e Cinder treinam. Cress e Lobo se ajudam mesmo sem perceberem. Kai e Thorne finalmente têm a chance de trocarem suas farpas maravilhosas (“- Também gosto de você, apesar de não dever. / - Você ficaria surpreso com a frequência com que ouço isso.” Kai e Thorne, p. 92). Iko cuidado de todos da melhor forma possível. E nós só podemos observar e surtar enquanto toda essa obra prima ocorre diante de nossos olhos. 


Conversemos um pouco sobre Winter, a princesa de Luna, enteada de Levana. Ela é a garota mais doce que você conhecerá. Cress é um bebezinho, mas ela consegue destruir sua vida inteira com acesso a uma rede. A princesa Winter, por outro lado, consegue fazer com que você se apaixone por ela em menos de um minuto, tanto por conta de sua beleza quanto por seus modos de agir e falar, ou seja, a delicadeza com que trata aqueles ao seu redor. E isso pode causar mais problemas do que ela imagina. Afinal, a insegurança de Levana é completamente lunática.
“- Você não é rainha, princesa.
- Eu não quero ser rainha.
- Então, pare de aceitar coroas.” Jacin e Winter, p. 101
Conhecemos seu fiel guarda em Cress, e aqui tivemos uma visão melhor de como Jacin e Winter funcionam. Amigos de infância, Jacin prometeu protegê-la a qualquer custo; com bem sabemos, ele traiu Cinder em Pequin. A princesa Winter, no entanto, confia sua vida a ele em seus momentos mais difíceis, por exemplo, quando vê as paredes do castelo sangrarem. Ou então, quando uma ameaça real é feita contra ela.
“- As visões nunca são tão ruins quando você por perto. Vão ficar melhores agora que você voltou.” Winter, p. 28
O caçador teve pena dela
 e disse: ‘Fuja para a floresta criança,
e não volte nunca.’

Depois dessa pequena introdução é que as coisas começa a ficar MUITO interessantes. A história abre seus caminhos gloriosamente e nós somos levados por uma narrativa sensacional. As personagens são tão bem construídas que você nem imagina as formas pelas quais elas podem interagir. E ver a gangue inteira se encontrar é um dos pontos altos do livro, assim como vê-los separados é torturante, mas ao mesmo tempo incrível, porque você sabe que eles farão grandes coisas: tipo, invadir uma pedra no meio do céu. 
“Meu nome é Selene Blackburn. Sou a filha da falecida rainha Chanary, sobrinha da princesa Levana e herdeira por direito do trono de Luna.” Cinder, p. 263
Todos têm um papel fundamental no plano. Uma revolução precisa começar e Cinder tem o dever de começar a libertar o povo de Luna das garras da tirania de Levana. É muito interessante perceber o contraste entre os lunares que vimos em Cress: aqueles que morreram por Cinder na África e aqueles que acabam de conhecê-la em Luna (os trabalhadores que fazem todo o sistema funcionar). Vemos também os taumaturgos, os guardas, os ricos cidadãos de Luna. 

O contraste de classes é claro e eu fiquei surpresa porque é fácil esquecer que estamos lendo uma distopia aqui, senhoras e senhores. Nossas reencarnações de princesas permanecem, mas elas são mais do que isso, elas são a prova de que não aceitaremos tirania, não aceitaremos preconceito, não aceitaremos o ódio. Vamos lutar por aquilo que acreditamos: um mundo melhor.
“- Ela é nossa princesa perdida. E está vindo para casa.” Jacin, p. 30
Na visão deturpada de Levana, o mundo melhor é aquele que ela controla tudo o que seu povo vê e pensa. É o mundo em que o dom lunar faça com que todos sejam súditos passivos, ajustados e adoradores de seu governo. Winter faz com que todos pensemos a respeito do controle mental. Como isso é justo? Como alguém ter controle sobre as vontades de outras pessoas é normal? A princesa então escolhe outro caminho, um com consequências para sua saúde, mas um que ela está disposta a percorrer, um pelo qual ela está disposta a lutar. 
“- Como melhora as coisas?
- Não piora nada.
- Piora você. Por que você não… faz coisas boas com se dom?
- Todos acreditam que estão fazendo o bem.” Winter e Scarlet, p. 226
‘Sua madrasta logo vai saber que você está aqui’, 
avisaram os anões gentis. 
‘Não deixe ninguém entrar’.

A ação, as estratégias, coisas dando errado, planos funcionando, beijos épicos acontecendo, amizade, morte, tiros, exércitos. Esse livro tem tudo. Por isso essa série é absolutamente perfeita! Fala sobre lealdade, coragem, amizade, amor e vai além dos romances que poderíamos esperar (ao menos dos contos de fadas modernos). Fala sobre o poder das jovens mulheres e do companheirismo. Uma das coisas mais notáveis na quadrilogia é a amizade entre nossas personagens. 
“- Estou quebrada. Estou literalmente quebrada.
- É, mas quebrada não quer dizer impossível de consertar.” Cinder e Iko, p. 392
Cinder, Scarlet, Cress, Winter e Iko me ensinaram tantas coisas; as quais eu só tenho a agradecer a Meyer por ter criado algo tão perfeito. Essas garotas são fortes, delicadas, humanas, decididas, revolucionárias e amigas umas das outras. E juntas salvarão a Terra. E não só as garotas, mas Kai, Lobo, Thorne e Jacin; cada um com sua personalidade, suas responsabilidades e talentos. Todos juntos, oferecendo aquilo que podem em prol de uma causa maior que interesses pessoais. Todos apoiando uns aos outros e sendo as melhores versões que puderem de si mesmos. É tudo tão lindo e perfeito e tudo em mim dói. Por favor, só leiam!

 








Seção das Quotes

“- Tente pensar em mim quando puder.
- Tentar, princesa? Não consigo pensar em mais nada.” Winter e Jacin, p. 30

“- São incrivelmente raras. O que estão fazendo aqui?
- Tenho quase certeza de que Thorne roubou.” Kai e Cinder, p. 70

“- Iko, o que você está fazendo?
- Kai me abraçou. Então eu desmaiei.” Cinder e Iko, p. 84

“Havia vezes que ela estava tão perto que ele ficava impressionado com a própria habilidade de não botar as mãos nela.” Jacin, p. 96

“Era bem mais seguro agir como louca quando na dúvida.” Winter, p. 135

“- Você fez um amigo.
- Nós, animais, ficamos do lado um do outro.” Jacin e Scarlet, p. 197

“- Jacin. Você deve saber. Não consigo me lembrar de uma época em que não amava você. Acho que essa época não existiu.” Winter, p. 205

“- Segurança primeiro, amiga Scarlet. Somos coisinhas frágeis.” Winter, p. 221

“Winter inspirou e tremeu, com inveja das brasas que ardiam dentro de Scarlet. Ela se sentia vazia às vazia e fria por dentro. Fácil de quebrar.” Winter, p. 223

“Havia uma tensão na expressão dele, como se não confiasse em ninguém mais atraente do que ele mesmo.” Cinder sobre Thorne, p. 242

“- Cinder, controle-se. Você é o coração dessa revolução. Caso se entregue agora, acabou.” Thorne, p. 294

“- Você entende sarcasmo?
- Claro que entendo sarcasmo. Não é física teórica, né?” Kinney e Iko, p. 312

“- Você está enganada. Você é assassina. Você é a predadora; não sabe nada de lealdade e amor. Nós podemos ser animais, mas nunca mais vamos viver na sua jaula.” Winter, p. 321

“Restava só ele. A última linha de defesa entre Levana e a Terra. 
Que fosse.” Kai, p. 341

“Aquela mulher era tão cheia de ignorância que era quase como se quisesse continuar assim.” Cinder sobre Adri, p. 358

“- Você viu se tinha arroz lá dentro? Talvez a gente pudesse encher a cabeça de Cinder com arroz cru.
Todo mundo ficou olhando para ele.” Thorne, p. 391

“- Ah, claro. Quando eu abro o painel da cabeça dela, ela grita comigo. Quando é Iko, ela é uma heroína.” Thorne, p. 433

“- Cuidado é meu sobrenome. Vem logo depois de Charmoso e Ousado.
- Você ao menos sabe o que está dizendo na metade do tempo que fala?” Thorne e Cinder, p. 480

“Cicatrizes, cicatrizes. Ela estava ficando com tantas. Perguntou-se se havia algo de errado em sentir orgulho delas.” Winter, p. 520

11 comentários :

  1. Cada protagonista que entra na série, parece dar mais brilho a história e cada resenha que leio aqui no blog percebo como a história te conquistou e isso me deixa bem animada pra lê-la. Gostei muito dos desenhos e de Winter ser negra, espero poder começar a acompanhar essa série logo logo e fico mais feliz ainda por todos os livros já terem sido lançados ;)

    ResponderExcluir
  2. Izaaaaaaaaaaaaaaaaa que resenha!
    Winter só não é meu favorito porque existe Cress, mas o nível de surto foi quase o mesmo. Sem or como eu tremo na base com tudo a respeito dessa série!
    Winter foi caso de amor instantâneo, realmente. A pequena aparição dela no fim do 3 já me deixou ansiosa, e toda a participação dela nesse volume final foi emocionante demais. Amei como a Marissa desenvolveu a questão com os poderes e a loucura e como o Jacin estava ali por ela e JKASBFUASBASGUOASGUBOASGU SHIP KNIGHT/PRINCESS QUE É A MELHOR COISA DA VIDA!
    O girl power dentro dessa série é de mais de 8 mil. Como você falou, tem muitas mensagens e lições pra se tirar dessa história, recontagens importantes dos contos clássicos <3
    Eu morro de saudade sempre que vejo algo a respeito, aquela vontade imensa de reler. Quero muito comprar Wires e Nerve porque pelo que vi da comic tem muitas participações de todos os personagens, e a própria história da Iko é incrível!
    Resenha maravilhosa JKANASBGABASGOBASGUOBASGUO

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  3. Preciso ler essa série, que bom que a Winter não é branca mesmo inspirada na branca de neve isso dá um diferencial na historia. Os personagens parecem conquistar o leitor e com tantos acontecimento deve deixar o leitor ansioso em saber o desfecho.

    ResponderExcluir
  4. Aiii meu Deus qro mto ler essa série, estou doida pra conhecer esse livro...Eu qro eu qro eu qro!
    Capas lindas com enredos lindos!
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Oi, Izabela!
    Antes de mais nada, já digo que me identifiquei com sua citação sobre fazer a leitura torcendo para que a autora não matasse nenhum personagem importante, haha. Gosto muito de fantasia e um pouco até de distopia também, mas sempre que leio fico naquela tensão de 'será que ele(a) vai sobreviver à esse livro?', é complicado mesmo, rsrs.
    Sobre Winter propriamente dito, então, confesso que pulei os parágrafos em que você falou mais aprofundadamente sobre a trama desse desfecho porque, após sua resenha do livro anterior, fiquei com vontade de ler a série e não quis pegar spoilers, rs. Apesar disso, minha vontade de lê-la só cresceu após novos elogios seus sobre a construção tão bem feita do enredo e seus personagens, principalmente por, pelo o que você citou, fugir dos clichês de um conto de fadas comum e ir muito além, inclusive nessa representação de uma amizade feminina, coisa que muito valorizo e gosto de ver nos livros. Bom saber que a série agora está completa, assim não precisarei esperar tanto entre um livro e outro quando começar a ler. Mais uma vez obrigada demais pela indicação!
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional.blogspot.com.br ♥
    ♥ DandoUmadeEscritora.blogspot.com.br ♥

    ResponderExcluir
  6. Estou querendo muito, estou querendo demaaaaaaaais!
    Desde a resenha do primeiro livro meu coração palpitou de amor aqui por essa série.
    Gente, e a Branca de Neve ser negra? Amei!
    E pelas ilustrações ela é muita maravilhosidade.
    E não imaginava que o livro tem tantas páginas.
    Gigantesco!
    Que bom que ficou satisfeita com o final, mesmo com os mini infartos, hahaha.

    Beijooos

    www.casosacasoselivros.com
    www.livrosdateca.com

    ResponderExcluir
  7. Izabela!
    Ficamos tristes quando uma série de livros que gostamos, termina.
    O lado bom é que terminou a contento e vai deixar saudades.
    Gosto de distopias e ver uma versão da Branca de Neve com uma protagonista negra, foge aos padrões do comum.
    E ainda tem romance, né? O que conquista ainda mais.
    “A sabedoria começa na reflexão.” (Sócrates)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP COMENTARISTA ABRIL especial de aniversário, serão 6 ganhadores, não fique de fora!

    ResponderExcluir
  8. Oi Izabela,
    Em questão de plot o desta série é o que mais tem me chamado atenção nos últimos anos, pois a autora conseguiu inovar a ficção científica e distopia trazendo releituras dos contos de fadas de uma maneira que nunca imaginei. Não bastando toda essa ideia Marissa Meyer foi além neste livro ao trazer uma protagonista negra, algo que raramente acontece em histórias como esta. Apesar de não ter lido os livros ainda, não tenho dúvidas de que irei gostar, pois se trata de um enredo cheio de ação, romance e uma trama bastante envolvente.

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Nossa, que linda e profunda resenha! Parabéns, você transmitiu muito bem os seus sentimentos positivos por essa leitura.
    Espero um dia vir a ler e gostar tanto quanto você!
    Realmente parece um enredo muito cativante.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Oi,
    Não li a resenha inteira, porque desde que publicaram a resenha do primeiro livro tenho pedido a série pra todo mundo, e acho que finalmente vou ganhar (presentes de aniversário atrasados). Eu amei a história desde que conheci aqui, as personagens são simplesmente maravilhosas, e agora uma branca de neve negra *-*. Já amo. Estou super ansiosa.

    ResponderExcluir
  11. Oi, Iza!!
    Que bom que o último livro dessa série não decepcionou. Ainda não li nenhum desses livros mas cada vez mais curiosa para ler essa série.
    Bjoss

    ResponderExcluir

Obrigada por fazer quatro blogueiras felizes, seu comentário e sua opinião são muito importante pra nós! Todas as visitas e comentários serão retribuídos.

(Comentários contendo ofensas e palavras de baixo calão não serão aceitos).

Seguidores

No Instagram @bloglohs

Vem pro Facebook