Amar, Rir e Comer

Autor: Dr. John Tickell
Título original: Love, Laugh and Eat
Tradução: Pedro Jorgensen Jr.
Editora: Valentina
Páginas: 208
Onde encontrar: AmazonBr | Americanas | Cultura | Saraiva | Submarino | Travessa

| Livro cedido em parceria com a Editora Valentina |

Sinopse: Especialista em perda de peso e renomada autoridade em longevidade, Dr. John Tickell conta o segredo da vida longa: MODERAÇÃO. Moderação em tudo, exceto no amor, no riso, no peixe e nos vegetais, claro.
Baseado no bom senso, na ciência e na alimentação saudável, Amar, Rir e Comer é um guia acessível, simples e descomplicado para você melhorar sua saúde e prolongar sua expectativa de vida. De qualidade de vida, principalmente.
Com sabedoria prática e notória competência médica e científica, Dr. Tickell traz ao Brasil seu Programa ACE: Atividade Física, Controle Mental e Educação Alimentar.
Atuando simultaneamente sobre o corpo, a mente e a boca – os três fatores críticos da vida saudável –, o Programa ACE compreende um conjunto de instruções sobre como manter-se ativo, reagir às pressões externas controlando o estresse e alimentar-se de forma inteligente.
Amar, Rir e Comer contém um programa de desintoxicação de sete dias, planos alimentares que funcionam – simples, saborosos e completos –, deliciosas receitas e uma lista de Petiscos Infalíveis para você se manter energizado o dia inteiro.

Nunca fui o tipo de pessoa “fitness” simplesmente porque odeio academia e adoro comer hamburger. Mas quando criança vivia brincando na rua de “rouba bandeira” ou pular corda. Depois que virei adolescente continuei gostando de natação, artes marciais (fazia karate kyokushin) e andar de bicicleta. Por isso, foi só a partir do fim da faculdade que comecei a ganhar alguns vários quilinhos extras e achar cada vez mais difícil conseguir combinar faculdade, trabalho, tempo sobrando e exercícios físicos. 


Nos últimos dois anos já não tinha mais faculdade, mas cheguei a trabalhar 12 horas por dia. Passava cerca de quatro horas por dia no trânsito de São Paulo e algumas vezes não tinha folga nem de fim de semana. Minha vida social estava ruim porque raramente conseguia sair com os amigos e a família, e minha alimentação também estava completamente desregrada porque tinha dia que não conseguia nem sair da agência para almoçar. 

Enfim, fiquei acima do peso, extremamente estressada e doente. Tive pedra na vesícula, devido a má alimentação principalmente, e fui obrigada a entrar em cirurgia. Depois disso, fui obrigada a ter uma alimentação um pouco mais saudável porque até hoje meu corpo não aceita bem certos tipos de alimentos e/ou acompanhamentos.
Mas continuei trabalhando no ritmo enlouquecedor de São Paulo e presa no trânsito infinito da cidade. Dito isso, confesso que continuo sedentária e estressada.   

dr. John Tickell e sua esposa, Sue
Assim, tive certo receio de pegar um livro que achava que poderia ter várias regras estranhas de como perder peso - não sigo nada que não faz sentido, como proibir a pessoa de beber água, por exemplo. Mas ainda bem que me enganei completamente. 

Amar, Rir e Comer não é um guia com instruções de como perder peso. Mas é um livro que fala sobre como se pode ter uma vida mais saudável e, consequentemente, perder quilos. Tudo isso porque o autor, dr. John Tickell, passou 20 anos estudando o povo mais saudável e com maior longevidade do planeta: os japoneses de Okinawa.

John Tickell começa o livro nos explicando a diferença de qualidade de vida entre os okinawenses e os americanos, mostrando com números e gráficos a quantidade de doenças em cada sociedade. É absurdo comparar as taxas de cânceres e doenças cardíacas. E o mais preocupante, pelo menos no meu ponto de vista, é que nós (brasileiros) estamos com uma dieta cada vez mais parecida com os americanos. Aumentando sempre as proteínas (como carne, por exemplo) - que são a principal causa de problemas cardíacos e alguns tipos de câncer - e diminuindo as verduras e os carboidratos. 

Graças ao seu longo estudo, o médico, em parceria com a mulher que é personal trainer e com a filha que é nutricionista, criou o Programa ACE, que serve para combinar Atividade Física, Controle Mental e Educação Alimentar.

Tudo faz parte do mesmo jogo. Entenda: não são as cartas que recebemos no jogo da vida que importam; é o modo como jogamos.
p. 55

Dr. John Tickell separa a obra em partes para explicar cada uma das etapas do programa, começando pela “Atividade Física”. Acredito que todas as pessoas no mundo sabem como é importante, tanto para nosso corpo como para nossa mente, mas talvez muitos sejam como eu e simplesmente não conseguem tempo livre. 

Enfim, nos é demonstrado com exemplos reais como a falta de exercícios danifica o corpo e quantos problemas sérios de saúde são causados pelo sedentarismo e pela obesidade.

Faça qualquer atividade cinco dias por semana. Em um ano, a gordura desaparecerá como que por encanto. Verifique, abaixo, as opções de atividades com a correspondente expectativa ANUAL de perda de peso (supondo-se 5 dias de atividade por semana):
30 minutos de caminhada: de 3 a 5kg
30 minutos de bicicleta: de 3 a 7kg
30 minutos de natação: de 7 a 10kg
30 minutos de corrida: de 7 a 12kg
p.101

Mas como esse médico sabe que a vida hoje em dia é cada vez mais corrida, ele preparou - em parceria com sua esposa, Sue, que é uma personal trainer - um passo a passo repleto de instruções detalhadas de alguns exercícios básicos que qualquer pessoa pode fazer em casa, levando apenas 30-40 minutos por dia. Além de incluir uma série de “como fazer corretamente” alongamentos antes dos exercícios. 

"Ah, não. Ok, relaxa"

Em seguida ele apresenta a parte de “Controle Mental” do programa, que considero um dos assuntos mais importantes hoje em dia. Isso porque, como o médico explica, cada dia que passa há mais pressão em cima das pessoas e nem sempre é uma pressão positiva. O pior é quando não se sabe lidar com a pressão negativa e gera o estresse, o mal do nosso século.

(...) você não está sob estresse; o estresse está dentro de você. Pressão vem de fora, estresse vem de dentro. Portanto, você está sob pressão, e isto causa uma reação de estresse, que pode ser positiva, negativa ou neutra.
p. 103


Por isso, o escritor apresenta a importância da família, dos amigos e do simples ato de rir para ter uma vida melhor. Além de apresentar um modo para relaxar (com passo a passo detalhado) em apenas 7 minutos!

Rir é positivo do ponto de vista médico. É positivo do ponto de vista físico. E é positivo do ponto de vista psicológico. Rir demais não faz mal nenhum. Pode-se até morrer de rir, mas, em hipótese alguma, ficar doente de rir.
Moral da história: se você não ri, sinto dizer, está ferrado.
p. 106

A última etapa do programa é a “Educação Alimentar” - que considero a mais difícil nos tempos atuais. Um dos maiores males aqui de casa é falta de tempo para tudo, incluindo cozinhar. Muitas vezes a gente pede comida pronta ou um marmitex por simples cansaço de fazer uma refeição grande o bastante para alimentar todo mundo que mora aqui. Só que isso é apenas a ponta do iceberg.


Veja bem, o dr. John Tickell nos apresenta logo no início do livro o quão ruim é o excesso de carne vermelha na nossa rotina. E também mostra o quão melhor é incluir mais porções de peixes no cardápio. Além de citar pesquisas internacionais que mostram que a qualidade de vida cresce quando se tem legumes e frutas no menu.  

Uma excelente frase japonesa é Hara hachi bu, que significa "Coma até se sentir 80% satisfeito". Coma menos e mais devagar. Há um lapso de 20 minutos entre o momento em que o seu estômago está quase cheio e o momento em que o cérebro recebe essa mensagem e toma ciência do que está acontecendo. Vá devagar. Saboreie a comida. Curta a refeição.
p. 77

Japoneses usam hashis (pauzinhos) para comer e por isso demoram mais nas refeições

Por isso, o médico (em parceria com sua filha nutricionista), dá alguns exemplos de alimentos mais saudáveis e que fazem muito bem ao corpo, além de incluir algumas receitas para ajudar quem simplesmente não sabe o que fazer com aquele legume que nem tem o costume de comprar.
Os dois também incluíram no livro uma “dieta detox” que serve para limpar seu organismo de todas as químicas que ingerimos diariamente. Essa dieta é para ser feita somente em sete dias e, em média, duas vezes ao ano.

O dr. John Tickell em momento algum diz que não devemos mais comer carne ou fritura, nem nos obriga a comer o que ele considera melhor. O médico só mostra que é necessário moderação com muitos alimentos que ingerimos em uma quantidade alarmante e nos mostra alguns tipos de alimentos que pode-se comer à vontade e sem medo de ficar doente, como peixes, legumes e frutas. 

A maior parte do problema é criado pela língua. A fome é comandada pelo cérebro e pelo estômago, órgãos em geral facilmente saciáveis - sobretudo o estômago. Tanto faz o que você ingere, desde que ele seja alimentado três ou quatro vezes por dia. Mas as papilas gustativas são minúsculas tiranas. Nunca estão satisfeitas. Querem açúcar, sal e gordura porque foram treinadas para tal. Como você não tem papilas gustativas na cabeça nem no estômago, ao comer o quarto ou quinto tablete de chocolate você está, na verdade, alimentando sua língua.
p. 153

Vamos nessa!

Amar, Rir e Comer foi uma surpresa muito boa. E, confesso, me deixou morrendo de medo de ter câncer devido ao excesso de carne em meu cardápio hoje em dia. (Hahaha)
Mas o que mais gostei foi a maneira simples que o médico mostra o que é bom para nós, combinando o corpo e a mente, sem obrigar a pessoa a fazer nada. Afinal, é uma escolha da pessoa que tipo de vida quer ter, certo? 
Além disso, o dr. John Tickell também dá dicas para ajudar a manter esse novo estilo de vida em nosso conturbado e corrido cotidiano. Ele ainda garante: esse programa já salvou a vida dele.

Então, se sua saúde gera preocupação, se está com problemas para dormir, ou se está cansado demais para fazer qualquer coisa, dê uma chance ao livro. Acho que, assim como eu, vai se surpreender em como é simples tornar nossa vida melhor.

Depois de ler o que escrevi neste livro, você já sabe a diferença entre viver e sobreviver. Pois troque o sobreviver, como fazem milhões de pessoas em todo o mundo, pelo viver. Adote as coisas boas da vida, os quatro Fs: Felicidade, Família, Fé e Fazer amigos/amizades.
p. 195 



11 comentários :

  1. Amar, rir e comer parece ser um bom livro, cheio de dicas importantes e que devemos incluir em nosso dia a dia, o quote da pág. 106 é ótimo e dicas que vão tornar nossa vida saudável são sempre bem vindas, principalmente por estarmos vendo um aumento significativo do número de câncer e doenças decorrentes da má alimentação. Gostei muito da dica ;)

    ResponderExcluir
  2. Nem me fale desse trânsito de São Paulo rsrs. Essa cidade é uma correria só. O livro parece ser muito bom pois deve ter orientações que valem a pena seguir, pois engordar é fácil difícil é emagrecer, preciso perder uns quilinhos e melhorar a alimentação, legal ter exercícios para praticar, são sempre bons e ajuda.

    ResponderExcluir
  3. Carol, a gente já tinha conversado sobre o livro pelo Facebook, mas agora que conheci mais a fundo, quero mais ainda.
    Eu li um da Sextante nessa pegada esses dias, mas era para se manter jovem (o que, consequentemente, é saudável também), mas adorei a proposta dessa.
    Aff, agora vou querer caminhar, correr e andar de bicicleta todos os dias da semana. :P
    Sorte que o Calvin já me faz andar todo dia. E, realmente, perdi um quilo sem nem ver.

    Beijooos

    www.casosacasoselivros.com
    www.livrosdateca.com

    ResponderExcluir
  4. Você me falou com tanto entusiasmo desse livro que não vejo a hora de chegar a minha vez na sua lista de empréstimo...kkk A resenha me deixou mais ansiosa ainda, e quero aprender a técnica do relaxamento. Necessito!!!

    ResponderExcluir
  5. Carolina!
    Livro completo que trabalha a mente (principal fator), corpo e alimentação saudável.
    Gostaria muito de ler, porque apesar de ter conseguido emagrecer 46kg apenas mudando os hábitos alimentares, gostaria de apreciar as outras vertentes.
    “Compreender que há outros pontos de vista é o início da sabedoria.” (Campbell)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP COMENTARISTA ABRIL especial de aniversário, serão 6 ganhadores, não fique de fora!

    ResponderExcluir
  6. Olá.
    Gosto muito de leituras com esse tema. Dicas saudáveis são sempre muito bem vindas, seja na alimentação. cuidados com o corpo e a mente. Tudo vale!
    Espero ter a oportunidade de conferir.
    Ótima resenha.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  7. O livro parece excelente, eu tenho as mesmas dificuldades que você, simplesmente não tenho tempo nem de começar a pensar em uma vida mais saudável. Adorei a indicação.

    ResponderExcluir
  8. Oie!! Preciso dar uma olhadinha nesse livro, uma ajudinha e informações são sempre bem-vindas né!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  9. Oi, Carolina!!
    Adorei a sugestão de leitura!! Nesse mundo louco falta tempo para fazer tanta coisas... Que é sempre bom ter um guia para nos auxiliar um pouco na nossa vida.
    Beijoss

    ResponderExcluir
  10. Oi Carolina,
    Já tive fases na minha vida onde fui mais regrada com a alimentação e com atividades físicas e, nessas fases, percebi que tinha mais disposição para tudo. Meu problema é que não consigo me manter firme por muito tempo seguindo uma "dieta" e acabo largando tudo de mão. A moderação é mesmo a chave tudo, pois se soubermos controlar o que ingerimos e aliar isso a alguns minutos de atividade física a melhora na qualidade de vida será alcançada e, consequentemente, todas as áreas da vida serão afetadas positivamente.

    ResponderExcluir
  11. Acredita que li este livro em 1 único dia?
    Pois é! Li não, devorei e o achei incrível, bem como sua resenha TOP!

    Beijos,
    Danny

    ResponderExcluir

Obrigada por fazer três blogueiras felizes, seu comentário e sua opinião são muito importante pra nós! Todas as visitas e comentários serão retribuídos.

(Comentários contendo ofensas e palavras de baixo calão não serão aceitos).

Seguidores

No Instagram @bloglohs

Vem pro Facebook