Fica Comigo - Broke and Beautiful #01

Autora: Tessa Bailey
Título original: Chase me
Tradução: Priscilla Barboza
Série: Broke and Beautiful
Editora: Record
Páginas: 252

| Livro cedido em parceria com o Grupo Editorial Record |

Sinopse: Uma história de amor sexy, divertida e inteligente.
Roxy Cumberland largou a faculdade e se mudou para Nova York com o sonho de se tornar atriz, mas, com o dinheiro na conta bancária acabando rapidamente, esse sonho ficava cada vez mais difícil de realizar. Para conseguir uma grana rápida, ela aceita trabalhar com telegramas cantados. Seu primeiro cliente é um lindo e arrogante riquinho de Manhattan. E o que poderia ser mais humilhante do que cantar uma ode à genitália dele, a mando da mulher que havia transado com o cara na noite anterior? Talvez o fato de Roxy estar usando uma fantasia de coelho cor-de-rosa gigante...
Depois de passar a noite fora comemorando a vitória do seu último caso, o advogado Louis McNally II, não estava preparado para a ressaca nem para o coelho fazendo uma serenata à sua porta. Mas a sagacidade atrevida e a voz sexy da garota por trás da máscara o deixam intrigado. E, depois de ver o seu rosto deslumbrante — seguido de um beijo arrebatador encostado no batente da porta —, Louis quer mais.
Roxy não precisa de um rapaz rico e mimado que teve tudo na vida entregue para ele numa bandeja da Tiffany. Mas há mais em Louis do que a sua superfície sexy e ele está determinado a fazer Roxy perceber isso... mesmo que tenha de correr atrás dela por toda a cidade de Nova York.

Devo contar a vocês que entrei em uma vibe de “xô, sofrência!” e por isso dei um tempo nas leituras mais complexas. Agora estou com uma lista de leitura com muitos romances que parecem ser fofos e engraçados - exatamente o que precisava.

Tessa Bailey
Fica Comigo passou a frente na lista por me parecer ser um livro capaz de gerar muitas risadas. Ele é o primeiro da série Broke and Beautiful (Quebradas e Lindas, em tradução livre), que tem três livros publicados no exterior. A autora, Tessa Bailey, é conhecida por seus romances contemporâneos best-seller do New York Times.

Embora os maiores sucessos de Tessa sejam romances adultos, a saga Broke and Beautiful é do gênero New Adult, que nasceu do desejo da própria escritora de contar histórias sobre estilos de vida alternativos aos vinte e poucos anos, longe da experiência de vida universitária. Isso porque ela mesma teve um começo de vida difícil, tendo que trabalhar como garçonete enquanto frequentava a faculdade comunitária e sem dinheiro algum. 

Fica Comigo começa narrando o primeiro encontro entre Roxy Cumberland, que largou a faculdade e se mudou para Nova York a fim de realizar o sonho de ser atriz, e Louis McNally II, um jovem advogado bem sucedido que ainda está tentando criar o próprio caminho e não aquele traçado por seu pai.

Mas esse primeiro encontro é bem diferente do comum. Isso porque, como está totalmente quebrada, Roxy aceita trabalhar com telegramas cantados para juntar uma grana rápida e não ter que voltar para a casa dos pais. E, a pedido da cliente da vez, ela está vestida com uma gigante fantasia de coelho cor de rosa. Seu trabalho no momento é cantar uma ode à genitália do sr. McNally.


Louis McNally II venceu um importante caso no dia anterior e saiu para comemorar a vitória com os amigos. O que ele não esperava era receber - na manhã seguinte - uma coelha cor de rosa gigante à mando do caso que teve na noite anterior.

"-Ainda estou bêbado ou você está mesmo vestida de coelha?
A voz dele estava rouca, meio sonolenta. Provavelmente não era sua voz normal. Talvez tenha sido por isso que o estômago de Roxy deu uma cambalhota.
-Estou vestida de coelha.
-Ok. - Ele inclinou a cabeça para o lado. - Devo ficar bêbado para isto?
-Se alguém tem que ficar bêbado para isto, esse alguém deveria ser eu.
-Pode crer. - Ele apontou em direção à escuridão do apartamento. - Acho que ainda sobrou tequila...
-Sabe de uma coisa? - Esta é minha vida agora. Como vim parar aqui? - Acho que já estou pronta.
Ele assentiu, respeitando a decisão dela.
-E agora, o que a gente faz?
-Você é... - continuou Roxy, lendo o que estava escrito no papel através do recorte da máscara. - Louis McNally? -Sou. - Ele encostou no batente, observando-a. - Foi uma homenagem ao meu avô. Então, tecnicamente, sou Louis McNally II. Bem pomposo, não acha?
-Por que está me contando isso?
-Só estou tentando puxar assunto.
-Esta é uma programação de quinta-feira normal pra você? Receber visitas de criaturas da floresta na porta de casa?
-Você é a primeira.
-Tudo bem então. Pode me chamar de Coelhinha Rosa I. Bem pomposo, não acha?"
Louis e Roxy, p. 13-14

Esse encontro inusitado irá atiçar - e muito - a curiosidade de Louis sobre essa garota, de uma forma que ele simplesmente não saberá explicar. E assim ele começará uma verdadeira aventura atrás de Roxy. E, depois de encontrá-la, fará de tudo para convencê-la a ir em um encontro com ele e - talvez - começarem um relacionamento.

Quando Roxy reencontra Louis, ela não sabe muito bem o que esperar até porque nunca teve boas experiências com homens. Mas Roxy acredita que pode acabar se divertindo um pouco com ele enquanto o que estiver rolando entre eles durar. O que ela não fazia ideia é que Louis fosse mexer com ela de forma tão intensa. 

"-O que é isso?
Roxy não percebeu que Louis também havia subido no banco e estava atrás dela até que ele falou em seu ouvido.
-Eles atravessam o túnel uma vez por ano quando o circo vem à cidade. É uma tradição.
-Não acredito que eu nunca tenha sabido disso - murmurou ela.
Ele deslizou um braço ao redor da sua cintura, puxando-a para si.
-Estou contente por você não saber, ou esta teria sido uma surpresa muito sem graça.
-Isto não tem nada de sem graça. É incrível.
Os dois permaneceram em silêncio por algum tempo, observando os elefantes terminarem a travessia pelo túnel. Ela se deixou relaxar contra o peito reconfortante de Louis, parando de pensar no que significava estar ali com ele, abraçados como se fossem um casal. Ou por que aquilo parecia tão bom e natural. Assim que o último elefante atravessou o túnel, os holofotes brilhantes começaram a se apagar, um de cada vez, e a multidão se dispersou e tomou direções diferentes. Em questão de minutos, Roxy e Louis foram banhados pela escuridão, ficando praticamente sozinhos na rua. Afastados da calçada como estavam, o jeito como ele a segurava por trás passou de amigável a carinhoso e, depois, a algo completamente diferente."
Roxy e Louis, p. 113

Enquanto Roxy e Louis começam a se conhecer, ambos descobrem muitas coisas que não faziam ideia sobre o outro e a profundidade do relacionamento aumenta. E os dois também deverão aprender a lidar o novo relacionamento com as mudanças profissionais de cada um.

"-Cumberland, você se importa de esperar no corredor? - perguntou Johan. - Nós te chamaremos de volta em um minuto.
-Claro.
Tudo bem, aquilo era incomum. Mas, de novo, ser contratada era incomum para ela, então esse procedimento pouco ortodoxo poderia ser positivo. Assim ela esperava."
Roxy, p. 143

Mas pequenos segredos podem gerar grandes problemas se escondidos por tanto tempo. E o romance entre Roxy e Louis pode acabar terminando antes mesmo de começar. 

"Louis se virou para Roxy, parecendo tão satisfeito com ele mesmo que ela teve que rir. Ela pensou em como ele conseguira acalmar as irmãs naquele sábado à noite, o jeito como conduzira a situação difícil com tanta facilidade. Até mesmo a maneira como conversara com ela no quarto de Fletcher depois da fracassada tentativa no mundo do strip-tease. Quem diabos era esse cara? O domador de vaginas?"
Roxy, p. 168


"No fim eu sou apenas uma garota, parada em frente de um garoto, pedindo a ele para amá-la"

Fica Comigo foi uma agradável surpresa. Eu não esperava muita coisa da história, mas Tessa Bailey conseguiu combinar uma trama jovem - bem no estilo New Adult - com uma comédia leve e romântica.

O livro em si é bem previsível e o clímax não chega a ser algo marcante, mas a narrativa é tão divertida e digna de um filme de Hollywood (no melhor estilo de comédia romântica) que não tem como não gostar. Eu dei muitas risadas ao longo da leitura com cenas inacreditáveis, mas muito bem feitas. Devo avisar já que é o típico humor americano e algumas pessoas podem acabar não achando tanta graça assim - é como me sinto quando tento entender o humor britânico, pelo menos. 

Mesmo com as doses de humor, o livro também traz momentos doces e fofos - típicos de um casal se conhecendo de verdade e se apaixonando. O que torna a leitura muito gostosa e rápida - eu li em apenas um dia!

Então, se estão querendo um livro para relaxar, se divertir e ver dois jovens se apaixonando em Nova York, Fica Comigo é uma ótima pedida!

"-A primeira vez que você atendeu à porta sem camisa, achei que seu abdômen era convidativo. Como se você fizesse abdominais apenas quando sentia vontade, mas não se esforçasse muito.
Louis processou o que ela disse, franzindo o cenho.
-Não consigo dizer se deveria ficar feliz por isso.
-Deveria. - Talvez ele estivesse demonstrando incredulidade, porque ela se virou para olhá-lo. - Também achei que seu caminho da felicidade deveria se chamar caminho da perdição. Isso ajuda?
-Ajuda pra cacete. - Ah, Deus, a risadinha sonolenta dela fez sua garganta doer. Especialmente por saber que ele tinha sido o responsável por aquilo. Caminho da perdição... legal. - Sabe o que eu pensei sobre você?
-Por que essa garota está vestida como uma coelha?
-Depois disso. - Ele apoiou o queixo na cabeça de Roxy. - Antes de você tirar a máscara, a sua voz me lembrou a de alguém que eu já conhecia. Isso ficou martelando na minha cabeça depois que você saiu. Se eu te conhecesse, certamente lembraria, então aquilo não fazia sentido. - Estou falando demais? Provavelmente. - Quando finalmente te achei, percebi que não te conhecia de lugar algum. Eu simplesmente conhecia você. Isso faz sentido? Você me parecia familiar, embora eu nunca tivesse te visto.
Roxy ficou em silêncio por um bom tempo, a respiração profunda e equilibrada. A natureza dele demandava que a virasse para tentar decifrar a expressão em seu rosto. Reivindicava que ela dissesse alguma coisa. Justo no momento em que Louis achou que estavam destinados a cair no sono, com o momento de muita informação que ele tinha compartilhado pairando sobre suas cabeças, ela beijou a parte interna do braço dele.
-Você ganhou, Louis. Vou ficar.
O alívio tomou conta dele. Ele a puxou para perto e caiu no sono mais profundo que conseguia se recordar."
Roxy e Louis, p. 210-211 





8 comentários :

  1. Oi Carolina, livros fofos e bem humorados sempre me agradam e apesar de não ter gostado dessa capa, curti a resenha. Já tinha visto comentários e resenhas dessa história e eles oscilam, então tenho que ler pra saber o que vou achar de verdade e surgindo a oportunidade o farei. Ótima resenha *__*

    ResponderExcluir
  2. Olá, de vez em quando é bom ler algo leve e descontraído para fugir um pouco da ressaca literária e esse livro cumpre isso muito bem. Como adoro comédias românticas ambientadas em Nova York, fiquei curioso para ler. Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Realmente este livro nos encanta j[á pela capa, li várias resenhas sobre ele, e confesso que li várias positivas como a sua sobre ele, mas ainda não senti muito entusiamos pela história, creio que por ser uma série, e sei que tem partes bem hots nele. mas que bom que foi uma leitura bacana para ti!

    ResponderExcluir
  4. Eu não conhecia este livro, mas fiquei bem interessada em ler ele, que bom que para você a leitura foi uma agradável surpresa, e que a história tem doses de humor e romance; Adicionei este livro em minha lista de leituras e pretendo ler ele em breve.

    ResponderExcluir
  5. Eu também acho uma super boa ideia ler livros mais tranquilos e leves depois de uma leitura intensa ou simplesmente de uma ressaca literária mesmo. kkk Ainda mais que essas leituras geralmente fluem bem mais facilmente. Esse aí já está adicionado a minha lista e espero curti-lo também.

    ResponderExcluir
  6. Se a resenha já me fez querer ler o livro (estou precisando de algo leve, engraçado e romântico), os quotes confirmaram isso!! Adorei hahaha. Quero demais saber a cena com detalhes dela cantando pra ele vestida de coelhinha. Tava precisando de um livro desse tipo, e é bom saber qu ele foi uma grata surpresa pra vc!!

    ResponderExcluir
  7. Parece ser uma leitura descontraída e gostosa de se ler. Deve ser bem engraçada a cena em que a personagem canta para a genitália do cliente, só de imaginar fiquei rindo e imaginando a cara dele rs. E quem diria que eles acabariam se envolvendo ai, ai.

    ResponderExcluir
  8. Oi, Carol!
    Vi a capa e não me chamou a atenção nenhum pouco, mas assim que comecei a resenha, me apaixonei.
    Já quero ler!
    Acho que eu não conseguiria ser cantora de telegrama, HAHAHAHA.
    Amo estilo comédia romântica, leitura leve e mesmo sem um climax tenso e super de reviravolta, eu adoro.
    Anotei na wishlist!

    Beijooos

    www.casosacasoselivros.com
    www.livrosdateca.com

    ResponderExcluir

Obrigada por fazer três blogueiras felizes, seu comentário e sua opinião são muito importante pra nós! Todas as visitas e comentários serão retribuídos.

(Comentários contendo ofensas e palavras de baixo calão não serão aceitos).

Seguidores

No Instagram @bloglohs

Vem pro Facebook