#II Mês da Fantasia: O Nome do Vento - A Crônica do Matador do Rei #01

Autor: Patrick Rothfuss
Título Original: The Name of the Wind
Tradução: Vera Ribeiro
Série: A Crônica do Matador do Rei
Editora: Arqueiro
Páginas: 656
Onde Encontrar: AmazonBr | Submarino | Livraria Saraiva | Livraria Cultura

Sinopse: Ninguém sabe ao certo quem é o herói ou o vilão desse fascinante universo criado por Patrick Rothfuss. Na realidade, essas duas figuras se concentram em Kote, um homem enigmático que se esconde sob a identidade de proprietário da hospedaria Marco do Percurso.
Da infância numa trupe de artistas itinerantes, passando pelos anos vividos numa cidade hostil e pelo esforço para ingressar na escola de magia, O nome do vento acompanha a trajetória de Kote e as duas forças que movem sua vida: o desejo de aprender o mistério por trás da arte de nomear as coisas e a necessidade de reunir informações sobre o Chandriano - os lendários demônios que assassinaram sua família no passado.
Quando esses seres do mal reaparecem na cidade, um cronista suspeita de que o misterioso Kote seja o personagem principal de diversas histórias que rondam a região e decide aproximar-se dele para descobrir a verdade. Pouco a pouco, a história de Kote vai sendo revelada, assim como sua multifacetada personalidade - notório mago, esmerado ladrão, amante viril, herói salvador, músico magistral, assassino infame. Nesta provocante narrativa, o leitor é transportado para um mundo fantástico, repleto de mitos e seres fabulosos, heróis e vilões, ladrões e trovadores, amor e ódio, paixão e vingança.

Olá leitores e leitoras. Dando continuidade ao nosso mês da fantasia, não podia deixar de trazer, mais cedo ou mais tarde, um dos melhores livros do gênero, e um dos mais complexos também (na minha humilde opinião). Eu li O Nome do Vento, do autor americano Patrick Rothfuss há muito tempo, antes do LOHS existir e de eu escrever resenhas. E a história me encantou logo nas primeiras páginas, assim como a linda edição publicada pela Editora Arqueiro (eu sou apaixonada pela arte das capas). Vamos conferir um pedacinho do quão grandiosa, artística e trágica, é a história de Kvothe? Sempre sem spoilers, especialmente por que este livro deve ter seus mistérios mantidos.


Somos apresentados a duas linhas narrativas diferentes dentro de um mundo repleto de magia e contos, lendas de heróis e vilões, habitado por humanos e seres encantados, e chamado de Os Quatro Cantos. A primeira narrativa é focada em um cronista, que, em busca de uma história lendária e misteriosa, chega a uma pousada no meio da estrada, conhecida por Marco do Percurso e localizada em uma cidade muito pequena, Nalgures. O dono desta pousada, Kote, é o alvo do cronista. Este homem, que vive junto ao seu pupilo Bast, é conformado com sua vida pacata, mas esconde uma história cujo cronista está disposto a ouvir pelo tempo que for necessário, e logo, Kote se dispõe a contá-la em três dias. Dá se início então, a outra parte da história, o "primeiro dia", ou seja, o primeiro livro desta trilogia.



Um menino chamado Kvothe (pronúncia semelhante a Kuouth) vive pelas estradas acompanhado dos pais, que fazem parte de uma trupe de artistas. Se apresentando de cidade em cidade, o garoto vive uma vida repleta de momentos alegres e curiosos. Muito inteligente, Kvothe acaba por conhecer, ao longo de sua curta vida, personagens muito interessantes e que de certa forma, guiarão suas decisões futuras. Mas, inesperadamente, sua vida toma um rumo sombrio e muito triste, quando seus pais e sua trupe são assassinados por um grupo chamado Chandrianos. Os sete Chandrianos são criaturas mágicas, lendas que habitam seu mundo. Algo que ele jamais imaginou encontrar. E, ao sobreviver, ele se vê completamente sozinho no mundo.

"O dia em que nos inquietamos com o futuro é aquele em que deixamos a infância para trás."

Sozinho e desejando mais que nunca aprender os segredos dessa magia oculta, para que possa realizar seus planos e sua vingança, completamente movido pela dor em seu coração. Desta forma, Kvothe vê como seu primeiro objetivo a sua entrada na universidade de magia, onde poderá alcançar mais do que nunca o que deseja.

"[...]Na rua, ou a gente desenvolve uma sensibilidade para certas coisas ou tem uma vida miserável e curta."

Conforme acompanhamos os perrengues do protagonista (que são muitos), também somos apresentados ao seu crescimento, e ao longo dos anos, Kvothe nos conta diversas histórias, nos narra diversos momentos, vive seus primeiros romances e muitas experiências de vida e nos apresenta, página por página, seu mundo. E junto a ele conhecemos a magia, e o poder de dar nome as coisas. Pois é assim que a magia é utilizada, de uma forma complexa e muito interessante. Mas compreensível, como toda a sua história. E, para completar, o autor insere a música a vida de Kvothe, afinal, ele herdou a arte dos pais, um toque especial e leve na leitura.

"Pedir para segurar o instrumento de um músico é mais ou menos como pedir para beijar a esposa de um homem. Quem não é músico não compreende. O instrumento é um companheiro e uma amante. Os estranhos pedem para apalpá-lo e segurá-lo com irritante regularidade."



É muito difícil escrever sobre este livro, por ser realmente cheio de detalhes, bem construído, bem narrado. A escrita do Rothfuss nos seduz e nos encanta, é pura arte em palavras. Eu adoro a história a que somos apresentados, os personagens, o duplo protagonista (Kote e Kvothe), a forma como o tempo encaixa os fatos, e principalmente a profundidade a que somos levados. Realmente, é um livro que apresenta certa intensidade e complexidade ao leitor, mas não digo que isso dificulte a leitura. Muito pelo contrário, pois em meio a fantasia, ao mistério, nós também podemos presenciar as coisas simples na vida dos personagens, como o primeiro amor, ou um dia de provas da universidade. É um paralelo entre o simples e o denso.



Coloquem este livro na lista de leitura se vocês gostam de livros marcantes. Bem escritos. Fantasia de qualidade. Porque é isso que o autor nos apresenta. E não vejo a hora de contar aqui no blog, se continuo me surpreendendo com o segundo livro, já lançado pela Editora Arqueiro, também. Quem vem comigo na leitura dessa trilogia fantástica? :)

-

Curiosidades:


-O terceiro e último livro foi adiado pelo autor, que promete seu lançamento e conclusão da trilogia para 2017. De acordo com Rothfuss, ele precisou reescrever diversas cenas, para que o leitor seja apresentado a mesma qualidade dos dois primeiros livros. Compreensível, não é?

-Os direitos autorais de adaptação foram adquiridos pela Lionsgate, que nos garante filmes e possíveis spin-offs adaptados para série de TV. A produtora afirmou também, este mês, que contratou ninguém menos que o queridinho da Broadway, o compositor e músico Lin-Manuel Miranda (de Hamilton), para seguir com a direção artística e musical das adaptações dos livros de Rothfuss. Lin-Manuel afirmou que trará um material impecável aos fãs, e admitiu que também é fã da obra de Rothfuss. É pra glorificar de pé (sou uma fã louca do Lin-Manuel)!

Espero que estejam convencidos de que O Nome do Vento é um dos "must read" da vida.





15 comentários :

  1. Esse livro esta na minha lista de leituras, quero muito ler. Parece ser uma historia bem elaborada e com muitos acontecimentos, curiosa porque mataram sua família, isso costuma fortalecer o personagem em busca de conhecimento e vingança.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Camila!!
    Já ouvi falar desse livro há algum tempo, mas nunca li por algum motivo, achei a história bem interessante, sem dúvida essa é uma trilogia bastante instigante.
    Beijoss

    ResponderExcluir
  3. Gente, com esse post estou mais que louca para ler esse livro! *-*
    Minha amg ja tinha comentado sobre o livro, mas eu confesso que nunca tinha dado muita bola...
    Agora to muito curiosa <3

    simplyonestory.blogpot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Tenho muita vontade de ler esse livro, mas vou esperar o lançamento do último livro para compra-los, afinal ninguém merece ficar ansioso esperando a próximo livro. Acho a história dele super bacana e apesar de já ter lido algumas críticas não muito boas, a vontade de lê-lo não passou. Amei a resenha!

    ResponderExcluir
  5. Todos que encontro e conversamos sobre 'O Nome do Vento', dizem que o livro é bom demais, e isso me deixa maluco por querer comprar o livro! Talvez, o compre ainda, pois adorei a sua resenha e modo como você escreveu sobre.

    Beijos,
    Danny
    Irmãos Livreiros

    ResponderExcluir
  6. Esse livro tá na minha lista a muito tempo, .minha irmã acaba de ler e não para de dizer o quanto é maravilhoso, e agora essa resenha só pra me deixar com mais vontade ainda, mas não quero ler, to resistindo já faz tempo. Queria começar só depois de confirmar a data de lançamento do terceiro em português, fiquei traumatizada com as crônicas de gelo e fogo (até já desisti do sexto, sério, esse livro nunca vai sair).

    ResponderExcluir
  7. Camila, eu já tinha até ouvido falar do livro, mas não conhecia a história, nunca tinha visto uma resenha sobre ele.
    Adorei as suas impressões, ainda mais porque você adora fantasia e esse é um das suas listas de must read.
    É o estilo de livro que eu adoro e sei que vou me afundar até a cintura durante a leitura!
    Gosto muito de personagens dúbios, essa coisa de ser mocinho, ser vilão, ser vingador.

    Beijooooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  8. Eu tenho uma amiga que é apaixonadíssima por esse livro, tanto que o autor virou o favorito dela, então eu já ouvi ela falando horrores dele e eu acabei me interessando bastante, mas ai vem essa questão do TAMANHO do livro, eu ja li livros de 400 páginas (olar, A Esperança), mas livro grande ainda me desmotiva a ler se a história não for MUITO BOA. Mesmo assim espero um dia conseguir lê-lo, porque parece ser uma história incrível, assim como você disse.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. eu perdi as contas de qts vezes vc manda a gente ler no livro
    mas ele está na minha lista, um colega meu - que sabe q eu amo fantasia- me indicou
    e foi mais ou menos do mesmo jeito, cheios de: "precisa ler" , muito bem escrito"
    eu vou junto com vc embarcar na leitura dessa trilogia!!!

    ResponderExcluir
  10. Parece uma história interessante, com um personagem rodeado de mistérios, mas confesso que não entendi bem o núcleo central da história (vingança, sobrevivência, ambição?), acho que só lendo mesmo. Mas não importa, quanto mais um livro parece complexo, mas interesse eu tenho de lê-lo.

    ResponderExcluir
  11. Não li o livro ainda mas realmente a capa é maravilhosa!
    Acho bem legal livros que envolvem seres humanos junto com esses seres encantados. A história se torna mais atraente para mim. Ainda mais quando vem com a escrita cheia de detalhes, porque faz você achar que vive a história.
    Parece muito interesse e dá uma vontade de ler sim!

    ResponderExcluir
  12. oi Camila, tudo bem?
    Espera, deixa eu babar nessa capa mais um pouquinho :O
    Não estou sabendo lidar, socorro que capa maravilhosa.

    Eu não conhecia o livro ainda, mas é incrível quando uma história é encantadora desde as primeiras páginas né? São poucos livros que conseguem fazer isso com o leitor.
    Gostei de saber que o livro é ao mesmo tempo intenso e complexo, mas também valorizando coisas simples da vida, só isso já ganhou muitos pontos comigo.
    Achei bem diferente também as duas linhas narrativas, acho que é um bom destaque do livro.
    Quero muito acompanhar essa trilogia, eu amo fantasia, então esse livro vai me conquistar, tenho certeza, mas também tenho certeza que vou ficar mais uma meia hora babando nessa capa, fazer oque kk
    Parabéns pela resenha <3
    Beijos!
    Lost Words

    ResponderExcluir
  13. Não conhecia esse livro, estou amando as indicações. Pela capa não parece ser um livro de fantasia, pensei mas em alguma história de guerras medievais e tal... Gostei!

    ResponderExcluir
  14. Gostei da resenha quero ter ele mas me deu um pouquinho de medo mas gostei da capa quero saber mais sobre ele

    ResponderExcluir
  15. Nossa, que ideia mais bacana esse negócio de "nomear coisas" - foi o que mais me empolgou para ler o livro- e a proposta de acompanhar o crescimento dos personagens... História muito interessante e original, amei!

    ResponderExcluir

Obrigada por fazer quatro blogueiras felizes, seu comentário e sua opinião são muito importante pra nós! Todas as visitas e comentários serão retribuídos.

(Comentários contendo ofensas e palavras de baixo calão não serão aceitos).

Seguidores

No Instagram @bloglohs

Vem pro Facebook