#Literatura nas Telas: Fallen + Coletiva de Imprensa + Sorteio

Olá, demônios!

Tenho uma novidade para vocês: Eu faço parte de um canal no Youtube!

O LOHS teve suas singelas e lindas participações no canal dos Irmãos Livreiros com nossa TAG Livros ou Travessuras 2.0, no #II Mês Halloween. Aparentemente, eu enganei alguém muito bem, porque fui convidada para fazer parte do Distopia Cast, um canal no Youtube completamente dedicado a quadrinhos. Em minhas conversas com Barba, percebemos que seria super legal se eu trouxesse um conteúdo diferenciado ao Distopia e ao LOHS. Comecei, então, minha jornada no Youtube! A cabine de imprensa da qual falaremos hoje foi um presente do Distopia, e eu vou dividir essa experiência com vocês!

Fui convidada para assistir Fallen na pré-estreia, dia 5 de dezembro, seguida por uma coletiva de imprensa com a autora e roteirista, Lauren Kate, e a protagonista Addison Timlin (Luce). E você pode descobrir tudo o que rolou aqui!


CABINE DE IMPRENSA


Autora: Lauren Kate
Título original: Fallen
Tradução:
Série: Fallen
Editora: Galera Record
Páginas: 406
Sinopse: Algo parece estranhamente familiar em relação a Daniel Grigori. Solitário e enigmático, ele chama a atenção de Luce logo no seu primeiro dia de aula no internato. A mudança de escola foi difícil para a jovem, mas encontrar Daniel parece aliviar o peso das sombras que atormentam seu passado: um incêndio misterioso levou Luce até ali. Irremediavelmente atraída por Daniel, ela quer descobrir qual é o segredo que ele precisa tanto esconder... mesmo que isso a aproxime da morte.

Muitos devem estar curiosos para saber se Fallen teve uma adaptação cinematográfica fiel ou não. Eu acho que foi um filme legal que entregaram para nós. Não vou mentir e dizer que sou fã de Luce e Daniel, porque comecei a lê-los com 14 e parei aos 15, sem terminar o terceiro volume. A última coisa da qual me lembro é de Luce entrando nas sombras e visitando suas vidas passadas. Não sei porque, mas eu me irritei. Muito. Tanto que parei de ler.

Ao ser convidada para participar da cabine, senti que era minha responsabilidade reler Fallen para acompanhar o que trariam para nós. Eu li algumas críticas bem pesadas ao filme na Veja Entretenimento, e não vou dizer que não concordo. Mas acredito que o público alvo sempre precisa ser considerado; nesse caso, os adolescentes, como nossa Luce, e os anjos caídos que estão vagando pela Terra desde sempre.

A grande questão aqui é: seria eu, uma ex-leitora de Fallen com 20 anos, o público alvo? Vamos lá!



Quando se adapta um livro, nós, leitores, sabemos que as coisas não serão gravadas para nós, mas para todos: aqueles que leram, aqueles que não leram, aqueles que nunca ouviram falar, aqueles que amam e aqueles que odeiam. E agradar a todos é extremamente difícil. Então eu digo, como alguém que parou no terceiro livro da série há 5 anos, e que só conseguiu reler 100 páginas antes da sessão, que o filme é bom. Eu gostei, achei que os atores se encaixaram direitinho e que o final de Fallen nos deixa com expectativas para os possíveis sequências. E, como todos os filmes, é capaz de fazer com que o interesse pelo livro, a fonte original, cresça.
"Mas ela viera pra cá por ser suspeita da morte do cara por quem era apaixonada, e ainda assim 'não estava nem perto de ser o pior caso daqui'? Luce se perguntou exatamente com o que estavam lidando na Sword and Cross", p. 28
Luce vai para o reformatório por conta de incidentes do seu passado. E percebe que não verá seus pais por um bom tempo. Será que ela realmente é louca? Será que ela foi capaz de matar seu antigo namorado? Sword and Cross é um lugar escuro, esquecido e que abriga muitos adolescentes problemáticos. No entanto, o que se passa com Luce é algo sobrenatural, portanto, um pouco mais difícil de detectar: as sombras que somente ela vê causam alguns dos piores pesadelos de nossa protagonista.

A primeira cena do livro em que Luce (Addison Timlin) e Daniel Grigori (Jeremy Irvine) se encontram não foi a que a maioria dos fãs esperava: não teve dedo do meio na cara de ninguém, até porque eu ainda não entendi isso no livro, quem dirá numa sala de cinema lotada, certo? Mas com certeza a atmosfera misteriosa e 'te desejo, mas não posso ficar perto de você' acontece.
Gostaria de deixar registrado que Callie, a melhor amiga da outra escola, nem ao menos é mencionada. e que eu eu esperava que Ariane (Daisy Head) tivesse uma participação maior no filme; afinal, no livro, ela e Luce praticamente não se desgrudam. Mas ela só apareceu por poucos minutos e passou o restante do filme fazendo comentários estratégicos com os outros anjos.
"- Por que todo mundo nessa escola é tão esquisito?
- Vou considerar que isso não foi uma ofensa pessoal." Luce e Ariane, p. 56
Entendo, porém, porque essa mudança foi feita. Para dar uma sequência melhor ao filme, a melhor amiga escolhida foi Penn (Lola Kirke), a filha do zelador de Sword and Cross. E a dinâmica das duas em tela é bem bacana! A cena da piscina, como vemos no trailer, passa de cômica à misteriosa em segundos. Afinal, para tentar desvendar seu passado, Luce precisará da ajuda dos arquivos confidenciais! E a cena logo depois do incêndio na biblioteca é tãaaao lindinha. Achei que respeitou muito a amizade entre elas e as palavras que Penn disse à Luce: "I believe in you".
"- E pode parecer que não, mas ser legalmente sã tem suas vantagens. Por exemplo, também sou a única aluna em que confiam para ser ajudante de escritório. O que é uma burrice da parte deles; afinal, tenho acesso a muitas porcarias confidenciais." Penn, p. 64
Bom, a história segue e nós somos apresentadas a Cam (Harrison Gilbertson) e Daniel. E é ai que mora todo o problema, talvez. No livro, seguimos a narrativa em terceira pessoa focada em Luce, ou seja, seus pensamentos e afins. No filme, porém, tudo o que vemos são ações e algumas realmente são estranhas. Em ambos, o interesse de Cam por Luce fica meio jogado no ar. Mas a gente entende o flerte, o interesse pelo bad-boy usando couro e que certamente quer conversar com você; diferentemente daquele outro cara, de quem você gosta, mas que nem sequer olha pra sua cara.
"Luce se sentiu lisonjeada, nervosa e frustrada consigo mesma. Daniel? Cam? Ela estava nessa escola há o quê, 45 minutos? E sua cabeça já estava fazendo malabarismo entre dois garotos diferentes?", p. 50
Sabemos que o interesse em Daniel tem razão de existir, afinal, "We have been in live for thousands of years". Então você entende. Mas só me diga: por quê? Triângulos amarosos são maçantes, eles não se encaixam mais no tipo de literatura que nós desejamos (pelo menos eu). Eu não gosto quando o interesse é dividido, mas mesmo assim entendo. É algo humano. A gente nunca tem certeza sobre o que quer, principalmente em escolhas tão decisivas quanto o amor.
"- Aquele é Daniel Grigori. Posso ver que chamou a atenção de alguém.
- Não me diga.
- É, bom, se você gosta desse tipo de cara.
- O que há ali pra não se gostar?" Ariane e Luce, p. 44
Preciso comentar a cena da estátua. Vem aqui junto comigo num cantinho onde ninguém vai ficar bravo se eu falar o que eu penso: aquela cena lembra ou não lembra Crepúsculo? Lembra. Então tá bom. Muito obrigada, eu sabia que vocês me entenderiam. E justamente por isso, é impossível não fazer associações que nos remetam aos nossos nostálgicos vampiros e lobisomens. A pegada do filme foi bem diferente da do livro. Cam, no filme, flerta com Luce, e é um pouco mais hm.. bobo? Não sei se esse seria o adjetivo correto. E Daniel fica naquele morde e assopra que só termina quando Luce decide se jogar do prédio.

Comentários gerias a respeito do filme: foi fiel, gostei do vestido da Luce, ficou muito igual, mas não sei onde ela aprendeu a pilotar moto. Talvez em um das outras vidas? Porque, sim, achei a cena de esgrima muito legal! Queria eu poder lembrar das paradas que aprendi em vidas passadas e aplicar nessa (porque ai as coisas poderiam ser mais fáceis, não é mesmo?).



O final, como já disse, deixa-nos com a expectativa de uma continuação. Fallen foi apenas o primeiro capítulo dessa jornada que pode, sim, melhorar e se aprofundar nos mistérios teológicos envolvendo anjos, demônios, reencarnações. Vejamos o que o futuro nos reserva, certo? Como Lauren respondeu em uma das perguntas feitas a ela na Coletiva: "O fim de toda grande história é o começo de outra." 

COLETIVA DE IMPRENSA

Estávamos em, ao menos, setenta jornalistas. Lauren, Addison e a intérprete fizeram um trabalho incrível respondendo e traduzindo as perguntas que fizemos. Tentarei reproduzir com a maior fidelidade possível as perguntas e as respostas, ok? Anotei todas as repostas no meu caderninho, mas não tenho memória de elefante, infelizmente.
Dividi as perguntas feitas à Lauren e à Addison. Espero que gostem!

LAUREN KATE

Coletiva: Como tem sido a turnê de divulgação?
Lauren Kate: O retorno da turnê está ótimo. Na América do Sul, principalmente. Nossa visita às Filipinas foi incrível. E o retorno do Brasil tem sido excelente.

Coletiva: Por que você escolheu fazer parte do processo de adaptação?
LK: Depois do lançamento, na medida em que o livro foi crescendo, eu senti que teria a responsabilidade de participar desse processo. [Lauren é a roteirista executiva]. A comunicação com o diretor e com o elenco foi excelente e bem responsiva. Todo esse processo de aprendizado foi longo e muito útil.

Coletiva: Você foi inspirada por Crepúsculo?
LK: Eu estava terminando minha tese de mestrado quando comecei a escrever os rascunhos de Fallen. Então, não fui inspirada por nada que estava acontecendo no mercado literário da época. Também nunca fui inspirada por nada sobrenatural. Quando terminei de escrever Fallen foi uma surpresa. Acredito que por conta das minhas pesquisas acadêmicas, todas aquelas referências a anjos caídos ficaram rodando meus pensamentos. O ponto diferencial que existe em Fallen é o amor. O livro não é divido somente entre o bem e o mal; o amor é uma força a ser considerada também. É essa a ideia: mostrar as implicações cósmicas do amor.
“Love is the reason que are here. It is a beautiful and powerful message: love can give you wings.”

Coletiva: Por que anjos?
LK: Pesquisei muito a respeito de teologia, Gênesis 6 (a parte em que os filhos de Deus encontras as filhas dos homens) foi onde percebi que existe a terceira força em toda essa guerra cósmica: o amor.
Existem diferentes versões para a queda dos anjos; cada crença ao redor do mundo terá uma versão. E eu gosto muito dessas áreas cinzas nos conceitos de bem e mal, pois é uma ótima oportunidade para humanizar todas as personagens. Passei meses estudando teologia e encontrei mais contradições e inconsistências do que nunca, por exemplo: o tempo de queda de um anjo. Num lugar dizia 1000 dias, outro que era o tempo entre um nascer e o pôr do sol e outro que demorava oito dias. E eu perguntei para o professor que estava me orientando: qual é verdade? E ele disse: não existe uma verdade. Você só escolhe o caminho que você prefere e não olha para trás.

Coletiva: Como foi adaptar o livro para um roteiro?
LK: Eu terminei a série um ou dois anos antes de as gravações começarem. Por isso, eu sabia qual seria o melhor caminho a seguir no roteiro. Por mais que eu tentasse incluir todas as cenas do livro no filme, eu fui responsável por grandes e pequenas mudanças feitas. O voice over que temos no início foi difícil de gravar. Eu o reescrevi muito e nunca achei que estava perfeito, mas agora estou feliz com o produto final que estamos apresentando aos fãs.

Coletiva: O set do filme ficou incrível. Você escreveu o roteiro pensando em algo tão grande assim?
LK: Eu o escrevi sem grandes expectativas. Mas a equipe responsável por encontrar os locais foi simplesmente incrível. Filmamos em Budapeste e aquele castelo é arrepiante.

Coletiva: Como está sendo sua viagem ao Brasil?
LK: Eu estava na Comin Con ontem (4/12), no painel em que o trailer foi mostrado e a recepção dos fãs foi incrível. Eu simplesmente não consegui aguentar e chorei. “Nothing compares to Brazil. You are very warmful”.

ADDISON TIMLIN

Coletiva: Você leu os livros antes de as filmagens começarem?
Addison Timlin: Sim. Eu li o primeiro volume, mas parei por aí. Não queria colocar na minha interpretação coisas que Luce só descobriria depois do primeiro volume. Tentei ser o mais fiel possível à versão de Fallen.

Coletiva: Do que você mais gosta em Luce?
AT: O fato de ela ter vidas passadas faz com que ela possua muitas camadas e isso é muito interessante. A cada minuto que ela passa com Daniel, algo a respeito dela é revelado; ela está constantemente se redescobrindo.

Coletiva: Você se inspirou em alguém para dar vida à Luce?
AT: Luce é uma jovem mulher que tem controle sobre seu destino e suas escolhas. Não tive um ponto de referência específico, porque não queria que Luce fosse igual a outras personagens que estão dividias entre dois amores. É como aquela frase no trailer diz “Eu prefiro ser eu mesma do que fingir algo que eu não sou.”

Coletiva: Você tem medo de ficar marcada por Fallen, caso o filme tenha o sucesso desejado? Isso seria algo bom ou ruim?
AT: Sendo uma pessoa pública, sei que chamar a atenção faz parte do trabalho. Todos estamos trabalhando com muito esforço para que Fallen seja uma franquia de sucesso e eu sei que isso tem um impacto na minha vida pessoal. Eu só tento ser eu mesma.

Coletiva: Você teve alguma experiência sobrenatural enquanto estava filmando Fallen?
AT: Não aconteceu nada de sobrenatural no set. O mais assustador que aconteceu foi a cena do incêndio. Aquilo foi real. A equipe de produção construiu uma casa e depois colocou fogo nela. Algo bem triste na verdade. Outra coisa incrível que vimos é a cena aérea da Sword and Cross; aquilo foi um efeito de filmagem muito caro, porque as duas metades da escola ficavam em lugares diferentes. Mas, eu acho que levando em conta que se apaixonar, o amor, aqui é uma força sobrenatural também, então eu posso dizer, sim, que eu fui tocada pelo sobrenatural.

Coletiva: Você acredita em reencarnação?
AT: Eu acredito totalmente! Eu acho que todos nós somos céticos em algum ponto da nossa vida, mas é importante acreditar em algo. Pensar que você encontra pessoas com as quais já viveu é simplesmente incrível. Dessa forma, o mundo inteiro pode estar conectado.







SORTEIO

Ao final da coletiva, a editora Galera Record, super fofa, deu para os repórteres (me senti tão importante) um volume cortesia de Fallen, com a capa do filme. Como eu já tenho a segunda edição, achei que vocês gostariam de tentar a chance e ganhar a 62º edição! (Fiquei chocada com esses números).

E é isso aí, pessoal. Espero que vocês tenham gostado do post. Não deixem de comentar suas opiniões e de visitarem o Distopia!






a Rafflecopter giveaway

REGRAS DO SORTEIO

  • Será apenas 01 (um) ganhador do livro Fallen (capa filme). Em caso de empate entre dois ou mais leitores, faremos um sorteio n site Sorteador.com.br e divulgaremos o resultado do sorteio.
  • O ganhador terá 48 horas para entrar em contato conosco pelo e-mail: bloglohs@gmail.com, caso contrário, o prêmio será enviado para o segundo colocado, ou sorteado novamente entre os que tiverem empatados.
  • O Sorteio começa dia 18/12/2016, domingo, e vai até dia 14/01/2017, sábado.
  • Deixe seu comentário com um e-mail para contato!
  • O prazo de envio do prêmio é de 30 (trinta) dias úteis contando a partir da data de divulgação do ganhador. Não nos responsabilizamos por eventuais extravios ou danos que têm como responsabilidade os Correios.

24 comentários :

  1. Gostei desse resumão do filme, confesso que também não consegui terminar Fallen, parei no terceiro livro, assim como Crepúsculo (odiei Eclipse e nem tentei ler o resto), mas acho que o filme sempre é bom para expandir a leitura do livro. Na época de Crepúsculo lembro que muitas pessoas começaram a ler os livros depois dos filmes e espero que com Fallen aconteça o mesmo. Acho bem bacana isso, os filmes muitas vezes apresentam as pessoas ao mundo dos livros. Vamos ler meu povo! hahaha

    ResponderExcluir
  2. Sou apaixonada por essa série,ansiosa para assistir essa adaptação.Ainda bem que não mudaram muito a história.
    danisilvabl@hotmail.com

    ResponderExcluir
  3. Participando e torcendo muito para ganhar.
    suquinha@gmail.com

    ResponderExcluir
  4. Torcendo para ganhar esse livro maravilhoso!!
    martaizabeln@gmail.com

    ResponderExcluir
  5. Confesso que não li o livro e muito provavelmente não vou ver o filme, mas gostei desse resumo que você fez. Acho que um dos maiores problemas desse preconceito que existe com a literatura juvenil, quando dizem que é tudo a mesmo coisa, é culpa dos filmes. A narração é sempre a mesma, usam as mesmas técnicas, querem deixar tudo com a mesma cara, como se fossem um mesmo gênero, o que não é. Espero que esse filme saia disso, busque algo novo.
    Participando.
    Aline.gongora@hotmail.com (alinegongoras@gmail.com).

    ResponderExcluir
  6. Adorei a "critica" que vc fez comparando o filme com o livro, e sim é muito dificil falar sobre adaptação cinematografica, até pq tem que pensar em todos os fatores que você disse: publico alvo, os leitores fãs, as pessoas que nunca ouviram falar, etc...
    Nunca tinha pensado em tudo isso!
    ainda não assisti o filme mas já li os livros faz uns 3 anos então acho que pra mim a adaptação estaria legal (não perfeita, vi o trailer e não me senti muito segura quanto a isso) mas acho que no fim ficou um bom filme e trabalho de tds as partes!
    Beijinhos :*

    simplyonestory.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Assisti o filme e também achei que faltou algumas coisas, mas como você bem citou o filme tem um público alvo, mas ele quer atrair não só leitores como pessoas que nunca ouviram falar em "Fallen".
    Por isso acredito que o filme fez o que tinha proposto à fazer... e teve um bom resultado!

    taina.damico@hotmail.com

    ResponderExcluir
  8. Que privilegio cabine de imprensa parabéns, ainda não li e nem assisti, mas li comentários negativos sobre o filme, acho que como foi mencionado, talvez por ser mais adolescente. Também acho triângulos amorosos maçantes. Acho interessante falar sobre reencarnação, saber mais. Também fiquei impressionada com esse numero 62° edição uau.
    Participando!!!
    maria-alves@folha.com.br

    ResponderExcluir


  9. PARTICIPANDO DESSE SORTEIO MARAVILHOSO
    annasantts@hotmail.com

    ResponderExcluir
  10. Izabela, que bacana você ter ido na cabine de imprensa!
    Imagino que tenha sido uma experiência muito legal.
    Que bom que gostou do filme, mesmo que ressalvas e saber que talvez você não seja o público-alvo. Gostei da sua sinceridade de mostrar pontos negativos e positivos.
    E eu não vi o filme (e nem li o livro), mas vi o trailer e achei muito Crepúsculo a cena da estátua. Até a encarada que eles se dão, hahaha.
    Bom, estou participando do sorteio. Porque eu sou uma pessoa curiosa que deseja sempre ler mais e mais.
    :P

    Beijooooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  11. Olha só minha situação: Doida pra ver Fallen, mas minha mãe diz que não posso ir no cinema porque estamos economizando aqui em casa, um tiro no peito.
    Acompanho tudo que divulgam do filme desde que soube sobre, ótima postagem. Beijos!!

    ResponderExcluir
  12. Participando!!!
    victoryamsgomes@hotmail.com

    ResponderExcluir
  13. Assisti ao filme, porém ainda não li.
    Então pelo amor de Deus: lembre-se de mim!

    Beijos,
    Danny
    Irmãos Livreiros

    Participando!
    e-mail: irmaoslivreiros.adm@gmail.com

    ResponderExcluir
  14. a série fallen(livros) foi uma decepção p mim
    eu adorei o primeiro livro
    mas o segundo e o terceiro? aff... só terminei a série pq enfim sabe aquela filosofia já cheguei até aqui
    acabei perdendo o filme no cinema, eu estava super curiosa
    valeu por trazer a entrevista com a autora

    ResponderExcluir
  15. Eu assisti ao filme sem antes ter lido o livro então nem tenho como falar se foi o que eu esperava ao não, mas pretendo ler o livro (aliás, espero ganhar para ler, rs).
    Eu preciso concordar com você que a cena da estátua realmente parece com a cena do Crespúsculo!!!! kkkkk
    Em relação ao filme eu gostei bastante e o final me deixou mesmo curiosa para o próximo filme! Da pra ver também que a autora é uma fofa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já ia esquecendo do e-mail haha
      rossanakey@hotmail.com

      Excluir
  16. fora o email o que precisa para participar da promoção ??
    QUERO MUITO ♥
    cristianecmichelin@hotmail.com

    ResponderExcluir
  17. Verdade, “Quando se adapta um livro, nós, leitores, sabemos que as coisas não serão gravadas para nós, mas para todos: aqueles que leram, aqueles que não leram, aqueles que nunca ouviram falar, aqueles que amam e aqueles que odeiam”. Já havia me esquecido disso. Normalmente quando assisto um filme, sobretudo daqueles cujo livro eu já li, quase sempre fico insatisfeito, reclamo, mas o que você disse, Izabela-san, faz todo o sentido. Na verdade, o sentido oposto também é valido. Se um filme fica melhor do que o livro (o que é raríssimo) é porque ele foi pensado para um público-alvo bem mais amplo e heterogêneo do que o autor do livro pensou contemplar. Vou procurar lembrar disso em minhas resenhas também.

    ResponderExcluir
  18. Oi Izabela, tudo bem?
    Eu não vi o filme ainda (aqui onde moro não tem cinema :/) e nem li o livro, mas acho legal quando o filme é fiel ao livro, e acaba agradando um público grande.
    Adorei saber mais sobre o filme e a entrevista, deve ser muito legal estar perto dos atores e tudo mais.
    Eu adoro livros com anjos, então acho que Fallen vai ser uma boa leitura.
    Vou participar do sorteio, vai que.. kkk
    e-mail: linegoettems11@gmail.com

    ResponderExcluir
  19. Participando e torcendo! Marinaandrade2000@hotmail.com

    ResponderExcluir
  20. Livro legal mas não estou enteressada no sorteio mas boa sorte ai pessoal

    ResponderExcluir
  21. Lembrei de um amigo meu que estava lendo o livro e viu um trailler do filme, e aí começou a reclamar do fato de colocarem os personagens com 'asas de luz' hahahah

    ResponderExcluir
  22. Eu li a série inteira. ..várias vezes. Porém, li pelo celular mesmo... Então nada melhor do que ter o livro físico, não é mesmo. Vou participar.
    halanasantossilva@gmail.com

    ResponderExcluir

Obrigada por fazer quatro blogueiras felizes, seu comentário e sua opinião são muito importante pra nós! Todas as visitas e comentários serão retribuídos.

(Comentários contendo ofensas e palavras de baixo calão não serão aceitos).

Seguidores

No Instagram @bloglohs

Vem pro Facebook