Rainha das Sombras - TOG #04



Autora: Sarah J. Maas
Título original: Queen of Shadows
Tradução: Mariana Kohnert
Série: Trono de Vidro
Editora: Galera Record
Páginas: 644
Onde encontrar: AmazonBr | Cultura | Saraiva | Submarino 

Sinopse: Todos que Celaena Sardothien amou lhe foram tirados. Mas finalmente chegou a hora da retribuição. A vingança promete ser tão dura quanto o aço da Espada de Orynth — a espada de seu pai. Finalmente Celaena retornou ao império; por justiça, para resgatar seu reino e confrontar as sombras do passado.
A assassina está morta. Ela abraçou a identidade de Aelin Galathynius, rainha de Terrasen. Mas antes de reclamar o trono, precisa lutar. E ela vai lutar. Por seu primo, a Puta de Adarlan, o general do Norte... um guerreiro preparado para morrer por sua soberana; por seu amigo Dorian, um príncipe preso em uma inimaginável prisão; por seu povo, escravizado por um rei cruel e à espera do retorno triunfante de sua líder; por seu carranam e a libertação da magia.
Ao avançar em seu plano, no entanto, Aelin precisa tomar cuidado com velhos inimigos. E abrir o coração para novos e improváveis aliados. Tudo isso enquanto os valg continuam trabalhando nas sombras. E Manon Bico Negro, a Líder Alada das Treze, treina suas bestas voadoras. Mas é de Morath, a fortaleza montanhosa do Duque de Perrington, que uma ameaça como nenhuma outra promete destroçar seu grupo de rebeldes e sua corte recém-formada.


Olá, minhas queridas e meus queridos. Hoje trago para vocês a resenha do quarto volume da série Trono de Vidro, Rainha das Sombras. Eu não tenho como resenhar esse livro sem soltar spoilers dos últimos três, então, por favor, faça um favor a si mesma/o e vá ler Sarah J. Maas! Pronto. Já foi? Olha, tem resenha de todos os volumes aqui! Pode confiar, eles são maravilhosos. Gostaria de ressaltar que aqueles que não leram A Lâmina da Assassina sentirão falta desses contos, pois Sarah entrelaça todas as suas histórias, logo, diversas personagens voltarão! 

Eu li Queen of Shadows em setembro de 2015, assim que foi lançado lá nos EUA. E nunca fiquei tão feliz por ter um Kindle. Agora, em abril, na nossa linda edição brasileira, tive o prazer de (re)ler cada momento, de reviver cada emoção, de chorar lágrimas de sangue e lutar como uma guerreira de fogo. Obrigada, Galera Record pela tradução, pela capa e pela assiduidade! Bom, é isso, se você não tem ideia do que está acontecendo, ou não quer spoiler de Herdeira do fogo, até outra hora!
Chegou meu momento de brilhar e surtar!

“- Vamos estremecer as estrelas.” Aelin, p. 529

 

Senhora das Sombras


Herdeira do fogo terminou com nossa rainha perdida deixando Wedlyn e voltando para Adarlan. Rowan, seu carranam, ficou para trás, por conta da barreira anti-magia que cobre todas as terras ocidentais. Já Aelin pode se esconder, sua forma animal (característica de todos os feéricos) é a humana. Então, ela viaja e planeja todos os seus passos, todas as contas que cobrará quando chegar em Forte da Fenda. E acreditem, existem muitos assuntos inacabados, cujas pontas serão belamente amarradas nessa primeira parte.

“Havia muitas, muitas dívidas a serem pagas pelo que aconteceu na época.” Aelin, p. 22

Com o final de tirar o fôlego de Herdeira do fogo, vimos que a merda explodiu no ventilador. Sorcha foi morta, Chaol fugiu (pelo menos levou a Ligeirinha junto), Dorian foi aprisionado pelo colar de pedras negras de Wyrd e Aedion, primo de Aelin, a Puta da Adarlan, O Lobo do Norte está preso e pronto para ser executado. Aelin chegará de viagem e não saberá como começar a arrumar a bagunça que espera por ela. Porém, quando descobre que seu primo está sendo ameaçado, precisará unir forças com pessoas de seu passado. Uma delas é Arobynn, o Rei dos Assassinos. Qualquer relação, qualquer contato com Arobynn é um jogo, é uma possibilidade de ser traída, como já o foi no passado. Por isso, as tramoias que veremos Aelin planejar nos tirarão o fôlego; ela sabe o que pretende fazer, é extremamente inteligente e estrategista, mas nós só descobrimos o que quer que esteja acontecendo depois que tudo já está acontecendo. E esses momentos são cenas maravilhosamente planejadas.

“- Diga e será feito. Mas deixe que eu cuide de você como fiz um dia, antes... antes que a loucura envenenasse meu coração. Pode me punir, torturar, destruir, mas deixe que eu ajude você. Faça essa pequena coisa por mim... e deixe que eu coloque o mundo a seus pés.” Arobynn, p. 31

Da mesma época de Arobynn, Lyssandra retornará. Ela é uma das meretrizes que circundavam Arobynn. Desde que eram muitos jovens, Alein e ela foram ensinadas a se odiarem, a competir pela atenção do mestre. E isso funcionou perfeitamente, até agora. Nesse reencontro, as duas estão extremamente diferentes. Aelin se lembrará de sua outra amiga, Nehemia, e algo como uma aliança começa a surgir entre essas duas personagens absolutamente incríveis. Estou louca para ver o que essas elas farão juntas em Empire of Storms. Em uma entrevista, Sarah disse que Lyssandra era uma de suas personagens favoritas, e ao lermos Rainha das Sombras finalmente saberemos o porquê. Novamente, Maas escreve com maestria, dando a todas as suas personagens femininas chances de brilharem e arrebatarem nossos corações! 

“- É tudo por Sam, o que quer que tenha planejado contra Arobynn.
- Passei tempo demais sem exigir vingança. Não tenho interesse em perdão.” Lyssandra e Aelin, p. 124

Meo. Deos. Vamos falar sobre Sam? Sim, vamos falar sobre Sam! Ele apareceu lá em A Lâmina da Assassina e destruiu todos os nosso corações. Basicamente, teria sido o namorado ideal, o companheiro perfeito para Aelin. Mas foi assassinado e arrancado dela, de todas nós. Uma das dívidas a serem pagas é essa. A vingança pelo que foi feito a Sam é suficiente para encher todos aqueles becos de sangue. (E lágrimas, porque né? Como eu me emocionei com essas cenas!).

Acho importante falar de Rowan agora. Ele é uma figura que passou por um processo de "gosto ou não gosto", "shippo ou não shippo" lá no terceiro volume. Afinal, Calaena/Aelin não precisa de um homem para fazer o que tem de ser feito, ou seja, salvar o mundo; ela precisa de companhia, de não estar sozinha. E é isso que Rowan representa. Ele apoia sua rainha, da mesma forma que Sam apoiou a garota que estava tentando se livrar de uma vida de dívidas. Rowan é um dos guerreiros feéricos mais poderosos da história, ele é direto e às vezes cruel, mas está ao lado de Aelin, protegendo-a e servindo-a. Ele está lá para garantir que sua rainha tenha aquilo que deseja.

Assim como Aedion, essa pessoa maravilhosa. Os primos cresceram juntos e foram abruptamente separados. Com o destino reunindo-os, Aedion vê em Aelin a força que destruirá o Rei de Adarlan, a vê como a figura que unirá os rebeldes e marchará vingando Terrasen. O reencontro dos dois é lindo e emocionante. E eu amo tanto esse personagem, amo a dinâmica dos dois juntos e como eles se completam.

“- O que quer que tenha precisado fazer para sobreviver, o que quer que tenha feito por desprezo ou ódio ou egoísmo... Não dou a mínima. Você está aqui e é perfeita. Sempre foi e sempre será.” Aedion, p. 192

Bom, já que estamos aqui falando de todos os homens maravilhosos que existem nesse livro, falemos de Chaol. Alguém que já me foi tão querido e necessário, mas que agora se tornou um pé no saco. Eu entendo que ele esteja tentando salvar seu príncipe! Entendo mesmo. No entanto, Aelin se transformou em sua cabeça; de amante, ele passa a enxergá-la como inimiga. Alguém que ameaça sua única certeza: Dorian. (Outro homem maravilhoso que merece o devido espaço nessa resenha!). Porque precisamos pensar, o príncipe está perdido e cada capítulo sob seu ponto de vista é uma agonia para nós. Aelin acredita que ele já se foi, afinal, existe um príncipe valg dentro dele e a única solução seria acabar com sua vida. Chaol, porém, não aceitará isso de maneira nenhuma. E essa resolução trará consequências e cenas enervantes.

“- Não existe um nós. Não existe um nós há um tempo, Celaena....
- É Aelin agora. Celaena Sardothien não existe mais.”, p. 57


Rainha da Luz


Uma dessas consequências é uma das cenas mais desesperadoras que todos os tempos. Aelin versus Manon Bico Negro. Não falarei mais nada a respeito, porém quero deixá-los com um gostinho de quero mais!

"- Espadas são chatas.
- De fato." Aelin e Manon, p. 479

Falemos sobre o arco da Bico Negro agora. Que desenvolvimento mais extraordinário. Ela, com certeza, é uma das personagens que mais me encantam na série. Toda a mitologia construída para as bruxas em Trono de Vidro nos diz que as Bico Negro são as mais cruéis; e Manon é a personificação da brutalidade e da disciplina. No entanto, desde o livro três, nós vemos Sarah trabalhar a trajetória dessa bruxa maravilhosa, mostrando que ela poderá decidir seu próprio futuro. Juntamente com Abraxos, seu cachorro com asas, digo... sua besta alada.

“E o que quer que sua avó tenha visto em você que a deixou com medo... Valia a pena esperar. Valia a pena servir. Então foi o que fiz.” Asterin, p. 501

Em Rainha das Sombras, todos os clãs estão reunidos das montanhas de Morath, um lugar no qual até mesmo a escuridão tem um cheiro errado, treinando suas bestas aladas e aguardando as ordens do Rei. Porém, bruxas não obedecem a simples mortais. Logo, o interesse delas é aquele território há tanto esquecido. Amaldiçoado a elas pelas Chrochans. Mas até mesmo isso está sendo ameaçado pelos sonhos deturpados do Rei de Adarlan. Sinto que tudo isso trará repercussões inimagináveis no quinto volume, afinal, Manon será a peça central na guerra que está sendo preparada. Perae, Iza... Você disse guerra? 

“Pelos deuses, estavam realmente falando sobre aquilo. Guerra... guerra se aproximava. E talvez nem todos sobrevivessem.” Rowan, p. 430

Sim, eu disse guerra. O Duque e o Rei estão planejando mais do que deixam transparecer. Além de criarem as bestas aladas, eles estão experimentando dar vida a outros tipos de criaturas. E nenhuma delas é desse mundo.
Admito que deixei de falar de muitas personagens que encontraremos aqui, pois quero que vocês tenham o prazer de encontra-las ao longo de suas leituras, mas deixo menções honrosas a Elide (que conhecemos por conta de flashbacks em Herdeira do fogo), quero muito vê-la se reencontrando com sua rainha!; a Nesryn (rebelde e amiga de Chaol), outra personagem fortíssima, independente e focada; a Lorcan (um dos antigos amigos guerreiros de Rowan), ele aparecerá para causar e irritar profundamente a nós, leitoras; a Asterin (segunda no comando d'As Treze), cuja história é simplesmente maravilhosa e emocionante, aguardo grandes feitos em Empire of Storms.

Por fim, saibam que eu mal cheguei a comentar uma virada de plot, por motivos óbvios, mas algo grande está vindo. Um perigo ainda maior do que o Rei de Adarlan está para surgir. E toda a corte de Terrassen precisará estar pronta para o que o futuro nos reserva. 

“- O que eu faço agora? O que eu faço?
- Ilumine a escuridão.” Dorian e Aelin, p. 613









Sessão das quotes




"Havia uma coisa esperando na escuridão." Dorian, p. 12


“Se Aelin podia fazer uma cidade inteira queimar como vingança por uma rainha feérica ter chicoteado um amigo... O que faria com o império que escravizara e massacrara seu povo?” Chaol, p. 61

“-Você e eu não passamos de bestas selvagens em pele humana.” Lyssandra, p. 125
 
“- Quando destruir os grilhões deste mundo e forjar o próximo, lembre-se de que arte é tão vital quanto comida para um reino. Sem ela, um reino não é nada e será esquecido no tempo. Já juntei dinheiro o suficiente na minha porcaria de vida para não precisar de mais, então vai entender muito bem quando eu disser que não importa onde estabelecerá seu trono nem quanto tempo vai demorar, irei até você, levando música e dança.” Florine, p. 146

“- Seu verme de coração mole. Uma perna aleijada e algumas correntes e você já está apaixonado?” Manon, p. 174

“- Shh. Seu cabelo era tão lindo. Estava esperando que você me deixasse trança-lo um dia. Acho que vou ter que comprar um pônei agora. Quando se transformar, sua forma de gavião vai ficar depenada?” Aelin, p. 241

“- Se você é um monstro, eu sou um monstro.” Rowan, p. 260

“Embora ele tivesse que aceitar que Aelin era uma rainha. Ela não hesitava. Não fazia nada a não ser seguir em frente, incandescente.” Chaol, p. 294

"- Sinto sua falta. Todo dia, sinto sua falta. E me pergunto o que você teria pensando disso tudo. Pensado de mim. Acho... acho que teria sido um rei maravilhoso. Acho que teriam gostado mais de você do que de mim, na verdade. Jamais contei a você.... como me sentia. Mas amava você e acho que parte de mim sempre amará.” Aelin, p. 332

“-Eu posso e vou. Rainha dos Assassinos soa bem, não é?
-O que faremos. Para onde iremos?
- Soube que o inferno é muito bonito nesta época do ano.”, Aelin e Tern, p. 388

“O guerreiro se perguntou se Lorcan percebia que, se matasse Aelin, ele mesmo seria o próximo. Então Maeve. E talvez o mundo, por ódio.” Rowan, p. 433

“Mas talvez os monstros precisassem cuidar uns dos outros de vez em quando.” Aelin, p. 482

“Olhar pra trás não ajuda nada nem ninguém. Só podemos seguir em frente.” Aelin, p. 518

“- Sei quais são nossas chances.
- Você e eu sempre nos divertimos mandando as chances para o inferno.” Aelin e Rowan, p. 523

“- Eu salvo o mundo. E, mesmo assim, acordo e vejo você todo irritadinho.” Aelin, p. 605

“- As coisas estão mudando.
- Que bom. Somos imortais. As coisas deveriam mudar, e com frequência, ou ficam chatas.” Manon e Asterin, p. 629





11 comentários :

  1. Pensando seriamente em pegar o primeiro da série que está esquecido na minha estante e começar na próxima leitura kkk
    Essa capa está ainda mais bonita que as outras 😱
    É bom ler resenhas assim positivas e que te fazem querer ler mesmo o livro. Fora que saber que a série continua boa em suas continuações dá um incentivo a mais p ler. Estou ansiosa p entrar no mundo da Celaena! Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Uma coisa é certa. Essa autora é fantástica!! Li Corte de Espinhos e Rosas e fiquei maravilhada com a estória e escrita da autora. Só posso imaginar que com essa série não é diferente, já que é muito elogiada.
    Não me aprofundei na resenha pra fugir de spoiler, mas com certeza vou ler nem que seja só o primeiro livro ainda esse ano.
    Estou louca pra conhecer a Celaena e descobrir tudo o que essa trama tem de melhor :-)
    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Simplesmente amei ! um livro cheio de surpresas e explicações, com a mesma narrativa de sempre: perfeita, mesmo o livro sendo um tijolão rssr indico muito essa série, onde nenhum livro é ruim, a autora consegue deixar um mistério em cada um e fazer um mais perfeito e cativante que o outro, AMEI AMEI E AMEI nota merecida, também daria excelente a este livro

    ResponderExcluir
  4. Hey, tudo bom?
    Infelizmente, não vou poder ler a resenha por causa dos spoliers. Estou bem curiosa para ler essa série. ''Trono de Vidro'' é uma das minhas metas para esse ano. Espero iniciar a leitura da série em breve.

    ResponderExcluir
  5. Cada vez que leio sobre essa série fico desesperada pra ler kkkk, mas ainda não comprei nenhum volume, aguardando uma boa oferta rsrs. Pelo visto ação e aventura é o que não falta, em Senhora das sombras tem vários acontecimentos de tirar o folego.

    ResponderExcluir
  6. Oi! Aí essa série...♥ Comecei a ler sem expectativa apenas como um passatempo prazeroso e ela ganhou meu coração. Amo esses personagens (odeio alguns é claro)... Esse encontro entre as DIVAS Aelin e Manon foi espetacular e o resultado... Prefiro não comentar pq spoiler né? E quem diria que aquele gesto simples da Aelin em Coroa c/uma certa pessoa irá retornar pra ela... ( Cadê Empire of Storms?)De uma forma digamos surpreendente. Isso só prova o quanto a Sarah é mestra de transformar um detalhe pequeno de um livro anterior em algo de suma importância p/o próximo livro. O livro todo foi uma montanha russa emocional, mas oh... Como ri e chorei com a ultima frase do capitulo 66. Tive que reler umas 1000 x porque não tava acreditando. Desculpe pelo textão, mas essa série...♥

    ResponderExcluir
  7. Tô com a série na minha meta de leitura desse ano.... e leio sempre elogios sobre ela. Quero muito ler, Iza.

    ResponderExcluir
  8. Uau ,quantos quotes ,confesso ,foi a única parte que li ,quero muito ler essa série ,mas ainda não tive a oportunidade .adoro as capas ,são maravilhosas.

    ResponderExcluir
  9. alguém conseguir fazer uma resenha do quarto volume de uma série sem dar spoiler é missão impossivel
    mas acho que não precisava de tanta coisa assim...enfim... eu tenho que terminar de ler essa série, só li o primeiro livro e amei
    eles estão aqui faz tempo na minha lista, vou tentar tirar o atraso

    ResponderExcluir
  10. Izabela do céeeeeeeeeeeuuuuu!!!!
    Fui lendo a resenha e recordando tudo o que senti enquanto devorava as páginas desse livro. SÊ-NHOR!
    A Sarah é uma diva. Ela nos engana, ela nos maltrata, ela faz nosso coração se partir em mil pedaços. Ela cola todos eles depois. Esse livro mexeu demais comigo. Acreditava numa coisa e em seguida, percebia que não era aquilo. Odiava um personagem pra em seguida, amá-lo loucamente. Achava que fulano não era capaz de nada, quando na verdade, era capaz de tudo. Ou, o contrário. Amei tudo. O resgate de personagens, o empoderamento das mulheres, o outro lado das bruxas, o amor entre a não mais Celaena e todos aqueles que a rodeiam... Não vejo a hora de ler o próximo. Uma das minhas séries favoritas da atualidade.

    Beijos e obrigada pela resenha e pelos quotes, o coração até apertou aqui.

    ResponderExcluir
  11. Eu não li a resenha por já ser do quarto livro da série e como estou no primeiro, estou fugindo dos spoilers.
    Mas a autora é sensacional realmente, criou uma personagem forte e inesquecível, a cada página lida eu fico mais fã dessa estória, das reviravoltas, do ritmo louco e imaginando o que virá pela frente, assim que ler o livro, volto e leio a resenha sem medo!

    ResponderExcluir

Obrigada por fazer quatro blogueiras felizes, seu comentário e sua opinião são muito importante pra nós! Todas as visitas e comentários serão retribuídos.

(Comentários contendo ofensas e palavras de baixo calão não serão aceitos).

Seguidores

No Instagram @bloglohs

Vem pro Facebook