Desnamorados

Autores Diversos
Título: Desnamorados, um Livro Colaborativo Sobre o Amor
Editora: Empíreo
Páginas: 168
Onde encontrar: Loja EmpíreoSubmarino

| Livro cedido em parceria com a Editora Empíreo |

Sinopse: Desnamorados é um livro colaborativo que buscou olhar para o amor de uma perspectiva diferente, menos clichê e mais autêntica. Para isso, o livro juntou diversos contos, crônicas e poesias de muitos autores, ilustrados por artes de diversas pessoas. A ideia do projeto foi espaço para o maior número de histórias possível, para que todas as contradições e semelhanças do amor fossem retratadas.Todo mundo pôde mandar seu texto através do site do projeto: www.desnamorados.com. A única regra foi usar sempre os nomes dos mesmos personagens: Pilar e Acir. Os textos foram selecionados para a publicação impressa e digital. Desnamorados alcançou sucesso total no site de financiamento coletivo Catarse e hoje pode ser adquirido por todos aqueles apaixonados por boa literatura.
Esse foi um dos livros mais amorzinhos que eu já li. Vocês sabem que eu adoro poesia. E eu adoro mais ainda quando tem ilustração envolvida. Tentarei fazer dessa resenha uma bela homenagem para o prazer que foi ler sobre as diversidades de Pilares e Acires.

Sério, Empíreo, obrigada por esse livro.


a gente
só é
gente
porque
não é


Ilustração de Anastasia Pugacheva
Esse livro fala a respeito do amor. Das mais diferentes versões do amor. Esse conceito mudou tanto, mas parece que ainda estamos extremamente acostumados com o que vemos em Hollywood, ou aquele dos contos de fadas. Acontece que as pessoas mudaram, as condições de vida, as dinâmicas, as relações interpessoais e o modo como sentimos.

A proposta do livro foi demonstrar como estamos sentindo o amor hoje. E ele vem de formas tão diferentes. Algumas partes te tocam e você fica meia hora pensando na vida e dizendo, "puxa, vida, não é que isso é tão absurdo mesmo? por que a gente fica sofrendo tanto assim?". Em outro casos, eu simplesmente não consegui entender o que tava escrito e só fiquei "o que eu acabei de ler?" (e talvez essa pode ter sido a intenção; no amor, a gente fica muitas vezes sem entender o que tá acontecendo).

Então aqui vai um pouquinho da minha experiência de leitura! Espero que vocês gostem e que deem uma oportunidade para a delicadeza desse livro.


"Quem é que nunca se perguntou se era amor o que estava sentindo? Buscou em livros, revistas, bateu um papo com a avó ou checou com os amigos para tentar entender se tudo aquilo que estava vivendo em um relacionamento era comum, fazia algum sentido, era válido, permitido ou 'normal'?
E quem é que nunca passou por situações totalmente diferentes, em relacionamentos diversos, dando o mesmo nome para todas elas? Amor.
[...]
Foi assim que Desnamorados nasceu. Da vontade de mostrar o que estamos vivendo, de verdade, nas nossas relações - sem a intenção de apontar certo e errado. Sem classificação nem julgamentos e com mais leveza e poesia." Introdução
Ilustração de Mateus Acioli
"-Então posso te pedir em desnamoro?
- E o que os desnamorados fazem?
- Eles tiram o 'a' do amor. Eles mar, juntos, sempre.", p. 37 ("Eles mar", de André Gravatá)

Quando vocês puderem lê-lo, saibam que não há uma ordem preestabelecida. Simplesmente ande pelo livro e leia o que quiser. Eu escolho sempre ler na ordem. Confesso que alguns eu pulei porque simplesmente não dava. Mas tiveram outros que eu queria colocar num potinho ou tatuar na testa.

Em alguns casos, Acir e Pilar eram um casal. Em outros, eram amigos, colegas de ensino fundamental. Depois, dois adultos teimosos, o segundo amor, o primeiro, o décimo. A. e P. são ninguém e todos nós. E isso é incrível,

Poemas já são extremamente pessoais. E ainda quando eles tratam de amor, desse sentimento tão fundamental, é impossível ter uma opinião objetiva a respeito, ou esperar que o que eu achei de tudo isso será o mesmo que você achará. De qualquer forma, deixarei aqui os que me tocaram mais.

Aqui vão alguns dos meus poemas preferidos

  • "Conversa ouvida por Otávio Aranha numa estação de metrô", de João R.: um monólogo de Acir em meio ao metrô, tentando convencer Pilar de seu amor.
  • "Coração Obsessivo", de Valentina Piras: um dos quais com que mais me identifiquei. Simplesmente incrível.
  • "Escova de dentes", de Caio Tendolini.
"Você veio e foi da minha casa
foi e veio tanto que virou nossa
tanto que agora é sua
a casa, a culpa
e eu sou dela
como pode o mesmo lugar ser tão diferente?
como pode você estar em tudo, estando ausente?
você veio, mexeu e partiu
e o que me restou para lembrar de você
foi a minha maldita escova de dentes.", p. 35
  • "Personalidade", de Camila de Albuquerque.
  • "Amor em cartaz", de Yassu Noguchi.
  • "A verdade é uma", de Jussara Rode.
"Ela veio antes de mim, eu sei. Sei que aquele amor sugou toda a sua boa vontade. E mesmo eu sendo ainda uma desconhecida já havia aparecido para você em sonho, em uma das tantas noites de delírios causados pelo seu alcoolismo precoce.
Você me desejou mesmo sem saber. Desejou ainda que eu levasse embora toa a sua dor. E sem desconfiar você sentira a minha dor.", p. 67 ("Uvas Passas", de Camila de Albuquerque).
  • "Normal", de Thiago Rosenberg: um menino descobrindo o que é gostar, achando que é normal, meu segundo favorito!
Primeiro lugar: "Se você deixasse", de Diego Sanchez

As ilustrações andam de mãos dadas com os poemas. Outras vezes, são um show a parte e falam conosco na mesma intensidade, quiza, maior. O livro é em capa dura, as páginas em Pólen Bold dão uma textura toda especial para o toque da página. O único ponto que atrapalhou um pouquinho foi a cola muito forte que impediu a abertura completa do livro e, por conta disso, eu precisei fazer uns malabarismos pra ler das páginas 70 a 120, por aí. Talvez uma capa mais maleável na reimpressão, quem sabe?


Ilustração de Carol Miag
O livro é delicioso e vai tocar cada leitor de uma forma diferente. Inevitavelmente pensaremos no Amor. E, enquanto em lia a Introdução, a proposta para essa tentativa de retratar algo tão poderoso e mutável, me trouxe à mente uma obra: Amor Líquido, de Zygmunt Bauman. Ele é um dos filósofos mais incríveis da contemporaneidade e ele trata da liquidez das relações da modernidade. O amor líquido nada mais é do que a perda de algum valor fundamental que os seres humanos tinham antes, mas que agora está liquefeito, transformado (ouso dizer, para pior). Na época de consumismo, de lascou, trocou e vantagens pessoais, amar se  torna um desafio. 

Se você é corajosa o suficiente e determinado o bastante para manter um relacionamento ou até mesmo descobrir o amor em uma sociedade constantemente ligada em seus aparelhos celulares, Desnamorados e Amor Líquido farão você refletir bastante a respeito dessa questão. O que eu acho totalmente válido, porque é para isso que estamos aqui, não é mesmo? 




15 comentários :

  1. Oi Izabela, por sua resenha deu pra perceber o quanto você curte poesia e os quotes e poemas que você incluiu são muito bons, as imagens dão um charme a mais ao livro e tenho certeza que pra quem curte esse livro é uma ótima indicação. Acho que o bom de um livro de poesia é que você não precisa ter pressa pra terminar e pode apenas curtir as poesias que mais te encantam <3

    ResponderExcluir
  2. Nossa, que bacana a premissa desse livro. Achei super interessante e nem conhecia a obra ainda. Curti bastante a capa e as ilustrações <3
    Sua resenha me deixou bem curiosa. Apesar de não ser um tipo de livro que geralmente está na minha listinha de leitura.
    Quem sabe não tenha a oportunidade de conhecer a obra em breve. Adoraria!
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  3. Que coisa mais lindaaaa 😭😭 o da escova de dentes <3 mas,perai,tenho uma pergunta : qualquer pessoa podia mandar seu texto? Gente que demais! Amei a ideia, e gostei dele ser ilustrativo! Espero poder ler em breve ;)

    ResponderExcluir
  4. Não sou muito fã de poemas, tem alguns que gosto e outros não devido não ter sentido pra mim acho desconexo. Mas gostei desses que foram postados são simples se de fácil entendimento e o tema é o que todos nós sentimos, não poderia ser melhor.

    ResponderExcluir
  5. Que coisa mais lindaaaaa *-* Confesso que não sou muito de ler poesia, mas ao ler essa resenha, ver essas ilustracoes e esses poemas que você colocou aqui, UAU, fiquei com muita vontade de pegar esse livro e só largar quando ler o ultimo poema. Admito que eu amo esse jogo de palavras e acho uma coisa linda e superinteligente (mesmo sabendo disso, me impressiona a quantidade pequena de livros de poemas que eu leio). Estou completamente encantada, a edição, diagramação, e o conteúdo em si. Ah.... <3 Amei, amei, amei

    ResponderExcluir
  6. Olá,
    Um livro interessante, mas que não faz meu estilo, rs. Infelizmente.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oii!
    gostei do livro, não conhecia, ilustrações estão bem bacanas tbm...
    Anotei a dica!
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Oi, Izabela!
    Que livro mais cheio de amor! <3
    Literalmente no caso, né?
    Adorei a ideia de ele ser um livro colaborativo, de ser o amor de várias pessoas, suas visões do sentimento, suas experiências, suas escolhas.
    Eu não sou fã de poesias e poemas, mas nesse caso quero muito ler!
    <3

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Izabela,
    Que livro mais encantador!
    Não tenho o costume de ler poesia, sempre achei esse tipo de obra uma leitura difícil, pois nem sempre consigo compreender tudo o que a obra tem a oferecer. Mas fiquei encantada com a proposta desse livro, um livro que trata das diversas formas e versões do amor pede para ser apreciado. Adorei os quotes que você selecionou e as ilustrações são belíssimas, tornando o livro ainda mais rico. Como estou sempre buscando sair da minha zona de conforto e variar as minhas leituras vou anotar a dica e ler Desnamorados mais pra frente.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Miga muito legal que você gostou do livro e pude ver pelas fotos que foi postado que a editora caprichou na edição e estão de parabéns. É primeira vez que vejo uma iniciativa assim de pegar textos que vão falar só mesmo assunto e com mesmo personagens mas com enredos diferentes. Achei muito legal e vou dar mais uma procurada sobre esse livro .

    ResponderExcluir
  11. Oi, Izabela!
    Realmente, esse parece ser o tipo de livro que nos faz agradecer ter parado pra ler. Achei muito lindo o quote de Uvas Passas, e pelo que deu pra ver do resumo dos outros, dá pra se identificar com pelo menos um entre tantos.
    As ilustrações também deram um show, estão delicadas, e ao meu ver casam bem com os textos.
    P.S.: Onde você comprou esse "segurador"? Achei genial!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luciana!
      Eu ganhei de presente. Não faço ideia de onde possa ser a origem dele. Acho que se você fuçar na internet, deve ter algum lugar que venda.
      Ele é muito mágico, né? Funcionou direitinho pra esse livro!

      Beijos, Iza

      Excluir
  12. Oi Izabela, tudo bem?
    Lendo sua resenha lembrei que alguns dias atrás li algo sobre o amor ser algo indescritível, algo que por mais que a gente tente colocar em palavras não consegue, e acho que Desnamorados seja mais ou menos isso, várias pessoas tentando definir o que é o amor de formas diferentes, mesmo sendo quase 'impossível' deu pra entender o que eu disse? kkk Ou eu brisei legal? kkk
    Enfim, adorei a resenha, e com certeza é um livro que eu quero na minha estante, adorei/amei o Escova de Dentes, me identifiquei muito.
    Há e as fotos estão lindas, passou muito das ilustrações que estão incríveis mesmo.
    Beijos!
    https://lostwordsin.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. IZA VC FEZ EU ME APAIXONAR POR ESSE LIVRO!
    eu tbm adoro poesia e estou completamente maravilhada pela ideia de um livro feito por varias pessoas, com vários gêneros literarios e os personagens com os mesmos nomes! *-*
    e adorei o poesia que vc postou pra gente ter um gostinho do livro :3

    simplyonestory.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Iza, que livro fofo!
    AS ilustrações são lindas!Amei!

    A capa eu achei muito simples, porém o contúedo é um luxo!
    Quero ler!

    Beijos,
    Danny
    Irmãos Livreiros

    ResponderExcluir

Obrigada por fazer quatro blogueiras felizes, seu comentário e sua opinião são muito importante pra nós! Todas as visitas e comentários serão retribuídos.

(Comentários contendo ofensas e palavras de baixo calão não serão aceitos).

Seguidores

No Instagram @bloglohs

Vem pro Facebook