O Princípio do Fim - Apocalipse Z #01

Autor: Manel Loureiro
Título Original: The Beginning Of The End
Série: Apocalipse Z
Editora: Planeta
Páginas: 365
Onde Encontrar: Editora Planeta | Livraria Saraiva

Sinopse: Em uma pequena cidade espanhola, um jovem advogado leva uma vida tranquila e rotineira. Um dia, porém, começa a ouvir notícias sobre um incidente médico ocorrido em um país remoto do Cáucaso. Apesar de aparentemente corriqueiras, as notícias chamam tanto sua atenção que ele resolve registrar suas impressões em um blog. Aos poucos, o que eram apenas acontecimentos incomuns ocorridos em um país distante começam a se espalhar por toda a Europa. Em menos tempo do que poderia supor, o terror se instala. Ruas, bairros e cidades inteiras são tomados por criaturas com um comportamento assustador. Sem nunca ter visto nada parecido e completamente vidrado pela notícia, ele mal se dá conta de que, enquanto acompanha o desenrolar dos fatos de sua casa, a cidade onde mora também está sendo invadida por aquelas bizarras criaturas. Isolado, apenas com seu gato Lúculo e um vizinho, só lhe resta criar uma estratégia de fuga até conseguir encontrar outros sobreviventes. Entretanto, ao conseguir refúgio, ele logo descobrirá que a guerra está apenas começando.

Durante minha viagem, estive afastada de tudo em relação ao blog, o que é normal, mas não consegui me afastar completamente dos livros. Então li em curtos períodos livres, um livro que há muito tempo estava cobiçando, o primeiro livro da trilogia Apocalipse Z, do autor espanhol Manel Loureiro. E como viajei próximo ao Halloween, queria algo aterrorizante, mas realista na medida do possível também, e tudo o que li sobre a escrita do Manel me levava a crer que era o livro perfeito para a ocasião.



"O Princípio do Fim" se passa inicialmente na Espanha, em uma região conhecida como Galícia. Somos apresentados a história, que é narrada em primeira pessoa através de um formato diferente de narrativa: a de um diário/blog, que é escrito pelo protagonista, um jornalista espanhol que há muito tempo vive uma rotina pacata em meio ao luto, causado pela perda da esposa. Tudo o que ele possui na vida é seu gato persa, Lúculo, que o ajuda na terapia e lhe faz companhia. Sua irmã e pais vivem em cidades distantes, mas também estão presentes em sua vida. Ele leva uma vida comum, como a nossa, até que as coisas começam a mudar e a sair do controle.

Ao longo do livro, a epidemia se inicia. As cidades grandes ao redor do mundo caem. As pequenas vilas começam a sentir o efeito colateral e a doença se alastra ao longo das semanas. Não sabemos ao certo como ou porquê os zumbis surgem no mundo, assim como o personagem principal. Sabemos e acompanhamos os fatos e acontecimentos em tempo real, em forma de notícias, de vivências, o que torna tudo muito intenso. Palpável. Com o surgimento das criaturas, que recebem o nome de "não-vivos", começa então a luta de nosso companheiro pela sobrevivência. Claro, junto ao seu inseparável companheiro, seu gatinho.

"Vou continuar fazendo anotações neste diário. Preciso escrever o que vejo e o que sinto. Preciso expor meus pensamentos sobre uma superfície em branco, se não quiser enlouquecer em dois meses. Este diário é meu interlocutor, o único em quem confio plenamente neste momento. Se tudo for para o vinagre de verdade, pelo menos ficará o registro de como vivi nesses dias terríveis. Que merda de consolo, meu chapa."


Em meio a fuga de sua casa, encontro com outros seres humanos, conflitos pessoais, psicológicos e que levam o protagonista ao limite da sanidade, acompanhamos e torcemos por seu sucesso no novo mundo em que se encontra. Uma Espanha caótica, perdida e com pouca vida em meio a tanta morte e sofrimento, que são narrados em primeira pessoa e nos faz imaginar como tudo seria de fato. É impossível não torcer pela vida do narrador.


Pode parecer um tanto clichê falar sobre mais um livro de zumbis, mas o que Manel traz para o leitor é uma nova visão dos acontecimentos, como se vivenciássemos o apocalipse zumbi da forma mais realista possível. Sua narrativa é fantástica, muito empolgante, envolvente e sem "glamour hollywoodiano". É apenas crua e real.

"Estávamos nesse estado de riso frouxo no qual qualquer bobagem, por mais banal que seja, nos faz rir sem controle. Era fantástico. Ainda éramos humanos. Ainda estávamos vivos. Ainda podíamos lutar."

O protagonista é muito bem construído, como poucos neste gênero. Ele expõe seus sentimentos de uma forma muito interessante no diário/blog e sua paixão pelo único ser vivo iminente com quem mantém uma relação social, o gato, é de encantar qualquer leitor. E também é um alívio cômico, quando percebemos que uma das maiores preocupações do personagem é a vida e o bem estar de Lúculo. Eu adorei essa relação descrita pelo autor.


Este primeiro livro me surpreendeu muito, até por eu ter lido e assistido diversas histórias do gênero. Para mim, ele inovou de certa forma e junto as Crônicas dos Mortos, se tornou um dos meus favoritos. Espero ler os próximos logo. Recomendado!




14 comentários :

  1. Oi Camila, apesar de já ter assistido diversos filmes com o tema apocalipse zumbi ainda não li nenhum livro com esse tema e fiquei curiosa pra conhecer um pouco mais desse que você resenhou e disse ser bem cruel e real, se tiver a oportunidade vou querer conferir ;)

    ResponderExcluir
  2. Oii,bom,eu não sou muito fã de livros de terror,e nem li ainda nenhum livro sobre zumbis,mas até que gostei da história,não parece ser tão pesado e assustador,boa resenha!

    ResponderExcluir
  3. Olaaaa xara :) Confesso que ate os 15 anos eu era a pessoa mais medrosa da face do universo, mas tudo mudou quando eu assisti zumbilandia, e nao sei ao certo o que mudou em mim, mas eu passei a adorar zumbis e todo o universo apocaliptico que os rodeiam. Sempre busco boas indicacoes de livros sobre o tema, e eu amei essa resenha. Tem um gatinho *.* Poxa, fiquei curiosa com a historia, com a evolucao da epidemia, normalmente nos livros que eu leio, a epidemia ja esta espalhada. Curti esses momentos de desespero e cidades caindo. Obrigada pela dica, lerei o livro :)

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Adorei!!!
    Adoro td q diz respeito á zumbis, confesso essa minha "caidinha" por eles... rsrs
    Adorei conhecer o livro, anotadíssimo aki!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Livros assustadores não é comigo rs
    Não tinha ouvido falar dessa obra ainda.
    Mas parece ser uma leitura interessante, com uma história que consegue prender o leitor.
    Acredito que é uma ótima pedida pra quem curte esse tipo de gênero.
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  6. Oi, Camila!
    Eu ando pensando bastante em zumbis porque estou assistindo aquela série iZombie. Tudo bem que é mais cômica e de policial do que zumbi propriamente dita.
    Adorei a pegada do livro e o fato de que ser bem real.
    A gente vê tantas histórias de zumbis, muitas tão fantasiosas, que é ótimo (e meio aterrorizante) encontrar uma tão verdadeira.
    E que coisa linda ele estar tão grudado com o gatinhooooo.
    Adorei.
    A capa e o tema não me chamaram tanto a atenção, mas a sua resenha sim.
    :)

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  7. Sabe que eu nunca li um livro de zumbim ? E eu tenho que admitir que dos tantos lançamentos que já teve nesse mundo esse foi um dos poucos que realmente me chamou atenção, pelo ele tem uma história mais envolvente. Adorei a resenha.

    ResponderExcluir
  8. Nunca li um livro sobre zumbis, apesar de amar filmes sobre o tema, sempre achei que o tipo de narrativa para uma situação dessa não desse muito certo na escrita. Parece que eu estava errada.
    A ideia do blig já me conquistou completamente, a ideia de narrar uma história apocalíptica assim sempre foi a minha favorita (Guerra dos Mundos *-*), então esse vai ser meu primeiro livro do gênero. Adorei a indicação.

    ResponderExcluir
  9. Adoro historias com zumbis e a luta pela sobrevivência, que bom que o personagem tem um gatinho, pois ficar sozinho em uma situação dessa é de enlouquecer. Quando leio algo assim fico imaginando se acontecesse de verdade, estaríamos perdidos. Gostei de saber que esse livro é diferente dos outros de zumbis.

    ResponderExcluir
  10. Oi Camila,
    Não curto livros de terror e muito menos com tramas voltadas para o universo dos zumbis, esses “seres” não atraem a minha atenção. Mas confesso que fiquei um pouco intrigada com esse livro, essa trama parece ser bem construída. Fiquei curiosa para conferir esse apocalipse desenvolvido de uma forma bem realista e acompanhar a luta do personagem pela sobrevivência. Quem sabe me surpreendo com o gênero desse livro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi, Camila!
    Gosto muito de histórias com zumbis e gostei de essa se passar fora dos EUA, só pra dar uma variada. Essa relação dele com o gatinho também achei bem interessante, mostra mais o lado humano mesmo em meio ao caos, e muito me lembrou do filme Eu Sou a Lenda.
    Achei a capa belíssima também e já quero conferir tudo por mim mesma.

    ResponderExcluir
  12. Oi Camila :D
    Esse gifs que você escolheu estão perfeitos deeeemais.
    Eu sou apaixonada por histórias de zumbis, séries, filmes e livros que tenham zumbis eu já quero/gosto.
    Mas confesso que não conhecia esse, e a narrativa diferente me chamou a atenção, quero saber como ele vai passar por isso, e se esse gatinho vai ficar com ele até o fim (por favor né, não coloquem animais no meio que meu coração já dói kk), e por falar em gatinho, que nome diferente, Lúculo, gostei :D
    Adorei a resenha, é ótimo saber que temos um protagonista bem construído, mais um que vai para a lista.
    Beijos!
    Lost Words

    ResponderExcluir
  13. Oi, Camila! Tudo bem?


    Eu tenho medo de filmes com temática zumbis, mas até que leio livros do gênero.
    Quem sabe eu leia este livro algum dia. Porém, apenas se eu ganhar, lógico!

    Beijos,
    Danny
    Irmãos Livreiros

    ResponderExcluir
  14. Adorei a resenha!
    Nunca li nada do tipo acredita?
    Com criaturas assim ouzumbis...
    Não sei se gostaria de um livro só disse, mas como vc disse que a escrita do autor e as descrições são boas, acho que não custa tentar algo novo, certo?
    Sem se falar que o plano de fundo é a espanhaum lugar bonito, e como o autor descreve bem, acho que a ambientação deve ser maravilhosa!
    Abraços literarios quentinhos \o/

    simplyonestory.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Obrigada por fazer quatro blogueiras felizes, seu comentário e sua opinião são muito importante pra nós! Todas as visitas e comentários serão retribuídos.

(Comentários contendo ofensas e palavras de baixo calão não serão aceitos).

Seguidores

No Instagram @bloglohs

Vem pro Facebook