No Limite da Loucura - Sombras de Londres #02

Autora: Maureen Johnson
Título original: Madness Underneath
Tradução: Sheila Louzada
Série: Sombras de Londres
Editora: Fantástica Rocco
Páginas: 304
Onde encontrar: AmazonBr | Americanas | Cultura | Saraiva | Submarino | Travessa

| Livro cedido em parceria com o Grupo Editorial Rocco |

Sinopse: Uma das autoras mais queridas do público jovem na Inglaterra e nos EUA, e celebridade no Twitter, Maureen Johnson deixa sua protagonista Rory Devereaux No limite da loucura na eletrizante sequência de O nome da estrela. Depois de se envolver no misterioso caso do assassino em série que se fazia passar pelo lendário Jack, o Estripador, espalhando o medo pela capital britânica, a garota é enviada para a casa dos pais em Bristol. Mas ela não pensa duas vezes quando tem uma chance de retornar a Wexford e reencontrar os amigos. Sua volta a Londres, no entanto, revela mais sobre seus próprios poderes do que ela poderia supor e a põe no centro de uma nova – e sinistra – onda de crimes que vêm desafiando até mesmo a polícia secreta que combate os fantasmas na cidade. No segundo livro da trilogia Sombras de Londres, Rory Devereaux precisa enfrentar seus próprios medos e agir antes que seja tarde. 

No Limite da Loucura é a continuação direta de O Nome da Estrela (Resenha) e também o segundo livro da saga As Sombras de Londres, que tem quatro livros publicados lá fora. A série foi nominada a muitos prêmios bacanas, como o Edgar Award.

Os livros foram escritos pela jovem Maureen Johnson, que já publicou vários títulos de sucesso - em sua maioria nos gêneros Young Adult e Fantasia - e também fez parcerias com autores renomados como Cassandra Clare (em As Crônicas de Bane) e John Green (em Deixe a Neve Cair).

Personagens da série - Rory no centro de vermelho - , desenhados por Cassandra Jean

Em O Nome da Estrela (Resenha), conhecemos a jovem Rory Deveaux, uma americana que se vê obrigada a passar seu último ano escolar na Inglaterra, já que seus resolveram tirar um ano sabático em Bristol. O colégio escolhido por Rory é o Wexford, um concorrido internato que fez parte de grandes momentos históricos ingleses. Mas Rory acabou se envolvendo no misterioso caso de um assassino em série que fingia ser o lendário Jack Estripador. Além dos problemas relacionados à escola nova e aos novos amigos, Rory descobriu alguns poderes inusitados e quase foi morta.

Agora em No Limite da Loucura, depois do dramático fim do primeiro livro da série, Rory está reclusa em Bristol, na casa de seus pais muito atentos a cada passo que dá. A garota está passando pelo stress pós-traumático da situação que viveu e está mais preocupada que nunca pois, além de enxergar fantasmas, Rory descobre que pode fazê-los desaparecer com um simples toque. E esse poder a assusta tremendamente.


Londres, Inglaterra
Graças a sua psicóloga em Bristol, Rory recebe permissão para voltar a Londres e ao colégio Wexford. Mesmo sem se sentir recuperada e pronta para encarar seus medos e as fortes emoções dos locais que lutou contra o serial killer do primeiro livro, a garota está feliz por reencontrar a colega de quarto, Jazza, e o quase namorado, Jerome. Além de aproveitar a oportunidade para tentar encontrar os membros do esquadrão secreto que monitora os fantasmas em Londres, Stephen, Callum e Bu. Afinal, eles são os únicos que poderão ajudá-la a compreender e controlar esse novo poder assustador que está carregando.

Infelizmente voltar à antiga rotina de estudos para os exames finais não está sendo nada fácil para a garota. Além disso, o assassinato do dono de um pub perto do dormitório feminino Hawthorne parece não fazer muito sentido para ela. Enquanto Rory tenta convencer o esquadrão a tirar essa história a limpo, suas emoções à flor da pele a fazem procurar a psicóloga de Charlotte (monitora de Hawthorne), Jane Quaint. Uma profissional muito diferente do que está acostumada.

O retorno à escola deveria ser tranquilo, mas Rory acaba entrando em uma nova aventura com criaturas tão assustadoras quanto o antigo “Jack, o Estripador”.

Jane só me interrompeu quando falei que só queria ser normal.
- Vou dizer uma coisa... - Ela se inclinou para a frente e ajeitou na mão a xícara de chá havia muito vazia. - Não existe um normal. Eu nunca conheci uma pessoa normal. É um conceito equivocado, porque sugere que só há um jeito que as pessoas devem ser, o que é impossível. A experiência humana é diversa demais.
p. 116

O Nome da Estrela (Resenha) não foi nada do que imaginava, mas me encantei pela escrita divertida, irônica e sarcástica de Maureen Johnson, seus personagens bem desenvolvidos e o universo sobrenatural criado na nossa realidade, ou melhor, na realidade inglesa.

Rory e Jerome na biblioteca, sendo observados pelo fantasma Alistair

Já com No Limite da Loucura, eu tinha uma ideia do que esperar da história, mas acabei me surpreendendo um pouco de formas positivas e negativas.

No segundo livro da série, a autora nos apresenta um aprofundamento em todos os relacionamentos que Rory deu início no primeiro título. Ainda temos alguns momentos engraçados, mas a história em si ganha um tom mais dramático. O que faz total sentido já que a protagonista está perdida, sem saber como se recuperar nos estudos e como continuar a própria vida depois dos acontecimentos dramáticos no fim de O Nome da Estrela.
Rory faz escolhas certas e algumas erradas, suas dúvidas sobre o futuro podem se assemelhar em muito com as de qualquer adolescente comum, mesmo que não tenham passado pelas mesmas situações traumáticas. E isso gera uma empatia forte com o leitor porque Rory se torna mais real, quase uma amiga que está em uma cidade distante.

Rory e Stephen em um abraço estranho

Só que devo confessar que não fiquei muito feliz com algumas escolhas da autora para alguns personagens da história. Veja bem, alguns dos acontecimentos são um tanto quanto óbvios, mas não tiram o encanto da obra porque foram bem construídos e fazem sentido com o decorrer do livro. Mas outros acontecimentos importantes foram, na minha opinião, desnecessários e sem sentido.
Acredito que o terceiro livro irá desenvolver melhor essas questões deixadas abertas no segundo, já que é outra sequência direta e também muito bem comentada pelos leitores fora do Brasil.

De qualquer forma, o livro é muito bom. Maureen Johnson é uma daquelas pessoas com o dom das palavras. Seus títulos normalmente tratam de temas importantes da vida, mesmo focando em adolescente e com pitadas de fantasia. Essa é uma daquelas leituras que termina rapidamente, independente do número de páginas, porque o leitor não vê o tempo passar.
Além da escrita gostosa, todos os personagens são muito bem desenvolvidos e vão melhorando a cada novo livro. É muito fácil criar uma empatia por eles.

Enfim, apesar dos pontos negativos, os positivos são maioria. A série é muito bem recomendada por mim e espero que logo mais venham novos livros dessa escritora para o Brasil porque já virei fã. :)





18 comentários :

  1. OI Carolina, ainda não tinha ouvido falar dessa autora e fui surpreendida de forma positiva pela resenha, fiquei curiosa pra saber mais da história do livro anterior e vou ler sua resenha também. As ilustrações são ótimas e espero ter a oportunidade de ler a história de Rory e saber mais sobre os poderes que adquiriu e as aventuras em que se envolve ;)

    ResponderExcluir
  2. Carol, estou doida para ler essa série.
    Todo mundo fala tão bem!
    Talvez esse livro, mesmo que bom, sofra daquela maldição do livro 2 de uma série, muitas vezes o pior.
    Agora é esperar o terceiro. :D
    Espero ler muito em breve.
    E adorei os desenhos estilo mangá. Sua cara!

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Faz tempo q qro ler essa série, mas ainda não tive oportunidade...
    Adorei a resenha, o enredo tá mto bom, ilustrações tbm são lindas...

    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Ahhhhh, esse livro e um queridinho meu *.* Ganhei o primeiro livro de presente em um amigo oculto e acabei demorando um pouco na leitura, não consegui emplacar muito, mas como foi presente eu persisti e felizmente eu fiz isso. Adoro a narrativa e acho a forma que ela descreve as cenas tao suaves que eu me transporto pra Londres. As ilustrações em livros para mim são um ponto positivo. Sinceramente, li tanta coisa esse ano que acabei esquecendo que li esse livro e que ele ganharia um continuação, obrigada pelo lembrete :) Amei a resenha!!! Bjs

    ResponderExcluir
  5. Confesso que não me interessou muito esse livro. Não curto muito esse gênero literário.
    Mas claro, a história parece ter um enredo bacana e a escrita da autora parece ser muito boa.
    Gostei bastante dessas ilustrações.
    Acredito que o livro seja uma ótima pedida pra quem gosta desse tipo de história/gênero.
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  6. Oi Carol! Ainda não conhecia a autora nem essa série. Apesar de ter gostado da sua resenha e achado a proposta interessante acho que não é pra mim... ando evitando séries kkk
    beijos
    http://numrelicario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Teve um evento aqui na minha cidade da Rocco que falou sobre O Nome da Estrela,mas eu não gostei muito da história e tal,mas agora lendo sua resenha,acho que não foi por causa da história,mas em como foi contada,porque agora lendo seu ponto de vista eu me senti interessada e curiosa pra ler!!!! Ponto pra Grifinória!! 😂😂 Poxa agora fiquei arrependida por não ter comprado o primeiro livro,porque eu vi por 10 reais 😭 Espero que a oportunidade apareça de novo kkkk obrigada por compartilhar conosco Carolina 💕 Um abraço! Você sabe me dizer quantos livros são? ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que conseguiu mudar sua opinião!! O livro vale a pena, viu?
      E a série está completa com quatro livros, sendo que um é spin off.
      Bjs!!!

      Excluir
  8. Me sinto muito não de vê em quando porque estou um ano com esse livro na estante, ganhei ele em promoção, mas sempre vou adiando a leitura dele porque sempre aparece outri livro que quero ler mais e agoea lendo a sua resneha eu tô bem tipo " mas gente, tô perdendo um livro bom " bem só posso dizer que depois de sua resneha vou correndo ler o primeiro livro. Beijão .

    ResponderExcluir
  9. Ainda não li o primeiro mas quero ler. Não deve ser nada fácil para a personagem retornar ao local, ainda mais agora que esta vendo fantasmas. Gosto de historias em que os personagens tenham algum poder assim fica mais emocionante.

    ResponderExcluir
  10. Oi Carolina,
    Eu tenho Deixe a Neve Cair na estante, ainda não li mas está na meta, tenho muita curiosidade de conhecer a escrita dessa autora.
    No entanto, não conhecia essa série, mas gostei do que li. Tinha dado um tempo de livros desse gênero, do universo sobrenatural, mas agora voltei a ficar interessada em ler. Gostei da trama, parece ser bem desenvolvida e com personagens bem construídos. Adoro acompanhar o amadurecimento dos personagens ao longo da saga, e pelo jeito a Rory tem muito o que aprender ainda. Vou adicionar na lista, espero ter a oportunidade de ler em breve.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi, Carolina!
    Mesmo sendo uma resenha do segundo livro deu pra ter uma boa noção da história como um todo, e isso foi muito bom. Achei bem mais interessante esse livro mostrando a Rory lidando, literalmente, com seus fantasmas do que o em que ela lida com o assassino em série. E fora que esses desenhos são lindos, já tinha visto o traço da Cassandra Jean em uma mostra do novo livro da Cassandra Clare e achado muito bonito.

    ResponderExcluir
  12. Oi Carolina, tudo bem?
    Eu não sabia mesmo dessa série, parece ser bem diferente, gosto de ver os personagens amadurecendo no decorrer dos livros, e realmente fica mais fácil de simpatizar.
    Outra coisa que gostei foi de você falar que Rory se torna mais real, como uma amiga distante, poucos autores tem esse dom, e isso ganhou muitos pontos comigo.
    Fiquei curiosa também em relação aos fantasmas e aos acontecimentos do primeiro livro, vou procurar ler.
    Beijos!
    https://lostwordsin.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Eu já tinha ouvido falar da Hora da Estrela, mas ele não tinha me empolgado nem um pouco, então deixei pra lá. Mas tenho que dizer que o segundo já me chamou mais atenção, o porque eu não sei, também não são muito fã desse tipo de literatura juvenil (tá legal, não é muito verdade, eu lei muito, só acabo me decepcionando muito também), mas acho que posso dar uma chance pra esse, só não sei se vou ter coragem de ler o primeiro antes.

    ResponderExcluir
  14. Eu ja vi um outro livro com essa fonte no titulo (Ferias Infernais), mas ai percebi que esse livro era outro totalmente diferente, e que era a continuação de O Nome da Estrela...
    Gostei muito da historia! Já adicionei a #wishlist <3
    Adorei as fanarts no post e não conhecia a autora, mas depois que soube que ela tem um conto em Deixe a Neve Cair vou me adiantar pra ler seu (ja que estamos na epoca de natal mesmo) rsrs
    bjss :*

    simplyonestory.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Oi, Carol! Tudo bem?

    Essa capa é assim... bem legal, digamos bonita, mas um tanto quanto interessante. Gostei!

    Se irei ler algum dia? Não sei ao certo, mas se eu ganhar quem sabe...

    Beijos,
    Danny
    Irmãos Livreiros

    ResponderExcluir
  16. Oi, Carol!!
    Amei a resenha!! Quero muito ler esse livro!! Espero conseguir o mais breve possível.
    Beijoss

    ResponderExcluir

Obrigada por fazer quatro blogueiras felizes, seu comentário e sua opinião são muito importante pra nós! Todas as visitas e comentários serão retribuídos.

(Comentários contendo ofensas e palavras de baixo calão não serão aceitos).

Seguidores

No Instagram @bloglohs

Vem pro Facebook