#II Mês do Halloween - O Corvo, Um Livro Colaborativo

Autores: Diversos
Editora: Empíreo
Páginas: 328
Onde Encontrar: AmazonBr | Submarino | Livraria Saraiva


| Livro cedido em parceria com a Editora Empíreo |
Sinopse: O livro é uma homenagem aos 170 anos de lançamento do poema O Corvo de Edgar Allan Poe e reúne 60 textos e 15 ilustrações. Dos textos, 53 são de autores escolhidos do público, e sete são escritores de convidados: André Vianco, Rubens Lucchetti, Cláudia Lemes, Edyr Proença, Salomão Larêdo, Bruno Godói e Andrei Simões. Das ilustrações, três são de grandes artistas convidados: Zakura Aoyama, Eduardo Seiji e capa ilustrada pelo tatuador Victor Octaviano. As outras ilustrações vieram de artistas selecionados de várias partes do país.

O Corvo é um famoso poema do Edgar Allan Poe, considerado um clássico da literatura. Em 2015, o poema completou 170 anos, e, em homenagem a esta ilustre e importante obra literária, a Editora Empíreo lançou um financiamento coletivo na plataforma Catarse, para a publicação do que seria um conjunto de contos, histórias e poemas, em homenagem ao poema original. O livro foi um sucesso e 60 autores participaram desta obra colaborativa. Alem de 15 ilustradores, que deram vida as histórias e ao Poe em diversas e lindas ilustrações.



Vamos ler uma parte do poema, que eu, particularmente, gosto muito:

(Tradução de Machado de Assis.)
"Em certo dia, à hora, à hora
Da meia-noite que apavora,
Eu, caindo de sono e exausto de fadiga,
Ao pé de muita lauda antiga,
De uma velha doutrina, agora morta,
Ia pensando, quando ouvi à porta
Do meu quarto um soar devagarinho,
E disse estas palavras tais:
"É alguém que me bate à porta de mansinho;
Há de ser isso e nada mais."
Ah! bem me lembro! bem me lembro!
Era no glacial dezembro;
Cada brasa do lar sobre o chão refletia
A sua última agonia.
Eu, ansioso pelo sol, buscava
Sacar daqueles livros que estudava
Repouso (em vão!) à dor esmagadora
Destas saudades imortais
Pela que ora nos céus anjos chamam Lenora.
E que ninguém chamará mais.
E o rumor triste, vago, brando
Das cortinas ia acordando
Dentro em meu coração um rumor não sabido,
Nunca por ele padecido.
Enfim, por aplacá-lo aqui no peito,
Levantei-me de pronto, e: "Com efeito,
(Disse) é visita amiga e retardada
Que bate a estas horas tais.
É visita que pede à minha porta entrada:
Há de ser isso e nada mais."

Vocês podem conferir o poema completo em diversas fontes online, e vale a pena conhecer uma pequena parte da literatura do Poe.

Sobre os contos, são bem diversificados uns dos outros. O leitor irá encontrar poemas, contos macabros, outros não tanto, e alguns bem diferentes, abusando do estilo da escrita e do romantismo. Através de contos curtos, vemos nuances do conto original, explorando muito bem a obra. Também são de fácil compreensão e ideais para degustar ao longo de vários dias, como eu o fiz, lendo alguns contos por dia em conjunto a outras leituras.

"[...] Mas devo dizer que todo o mal provém do corpo e que não há testemunha mais implacável do que a nossa consciência. A voz que ouvi era a voz da minha consciência. Ela me acusava, porque não há testemunha mais implacável do que a nossa própria consciência. Na verdade, fora ela a única testemunha do meu ato infame!"

Alguns dos autores que participaram do livro, como convidados ou selecionados pelos leitores, são: André Vianco, Cláudia Lemes, Bruno Godoi, Lu Angele, Andrei Simões, Thiago Pinheiro, Alessandra Vieira, Letícia Aires, Paulo Gotijo, Humberto Faria de Lima, entre muitos outros. E alguns dos ilustradores são: Zakura Aoyama, Eduardo Seiji e o tatuador Victor Octaviano!

" - Pois bem, Edgar Sopper se fingiu de morto de forma tão convincente e por tanto tempo que o Ravenmaster realmente acreditou que havia perdido mais um pássaro. Quando foi levantar o suposto cadáver, Edgar Sopper mordeu -, nesse momento Alan fez um gesto com a mão, como se imitando um bico de ave mordiscando o ar - o dedo do Ravenmaster. Dizem que o corvo deu risadas quando saiu voando acima do gramado, debochando do mestre." 


Ilustração na contracapa, muito bonita.

A edição está impecável e linda. Cheia de detalhes em todas as páginas, ilustrações muito bonitas e bem trabalhadas. Foi um projeto incrível da Editora Empíreo, não foi o primeiro e nem será o último livro colaborativo. Uma iniciativa que, com certeza, faz diferença para nossa literatura nacional.







10 comentários :

  1. Ainda não li nada dele, mas tenho vontade, pois é muito mencionado. Gostei dessa parte do poema deu asas a minha imaginação rs. O livro parece ser interessante com a participação de vários autores. Gostei das ilustrações.

    ResponderExcluir
  2. Camila, que bacana essa edição!
    Quando comecei a ler o post, achei que era um livro de fora. Muito legal ser brasileiro!
    Adorei a ideia e que foi uma colaboração do Catarse.
    Não sou muito fã de terror, como tenho dito, mas Poe é um clássico e seria legal ler essas releituras e inspirações.

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  3. Olá Camila,tudo bem?

    Não conhecia esse livro ainda e também ainda não li nada do autor Edgar Allan Poe, mas interessante esse livro colaborativo, gostei da edição, dica anotada...bjs.


    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Olá!! Gostei de conhecer o livro, agora com toda ctz qro ler e saber mais detalhes de perto...
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Meu Deus, que lindo. Como se eu já não tivesse livros do Poe o suficiente, mas esses vem com textos da Cláudia Lemes e André Vianco, acho que não vou resistir.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Camila!!
    Que bela homenagem a Edgar Allan Poe, gostei muito livro que parece ser uma obra muito bonita!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  7. Oi camila, achei super válida a ideia deste livro. Estou lendo Poe para a semana e assim como você gosto muito de O Corvo, tenho a impressão de que cada vez que leio vejo o poema de um modo diferente. Adorei saber mais sobre "O Corvo, Um Livro Colaborativo" e já quero ele na estante, seja pelos contos, pela edição maravilhosa ou pelas ilustrações! http://blogliterata.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Gostei muito e quero muito ter a oportunidade para ler. Achei as ilustrações sinistras, me amarrei.

    ResponderExcluir
  9. Oi, Camila.
    Uma pena que não tenha superado suas expectativas e a nota não tenha sido tão boa.
    Mas mesmo assim tenho interesse em ler.

    http://www.revelandosentimentos.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Sempre que leio esse poema me lembro do episódio dos Simpsons... Conheço pouco da obra do Poe, mas achei o livro muito bonito. As ilustrações tb são de primeira!!

    ResponderExcluir

Obrigada por fazer quatro blogueiras felizes, seu comentário e sua opinião são muito importante pra nós! Todas as visitas e comentários serão retribuídos.

(Comentários contendo ofensas e palavras de baixo calão não serão aceitos).

Seguidores

No Instagram @bloglohs

Vem pro Facebook