Je T’aime, Paris

Autora: Teca Machado 
Editora: Publicação Independente
Páginas: 296
Onde encontrar: AmazonBr (livro digital) | Site da Teca (livro físico)


Sinopse: Com o pai milionário encrencado com a justiça brasileira e boa parte de seus bens bloqueados, Ana Helena precisa aprender a viver com pouco dinheiro. Para ficar fora dos holofotes da imprensa, seu pai a manda para fora do país. O destino? Paris. Peraí! Mas como viver sem dinheiro em Paris? Não tem jeito! Arles, pacata cidade do interior da França, acaba sendo a alternativa mais modesta. Mas a tranquilidade dessa charmosa cidade logo dá lugar a um turbilhão de acontecimentos envolvendo um novo amor, obras de arte, muito dinheiro e homens tão ambiciosos que farão de tudo para colocar as mãos no que desejam.
A grande aventura leva Ana Helena de volta a Paris, com perseguições pelas ruas da Cidade Luz, romance, muita ação, dramas e reviravoltas surpreendentes.
O que você faria para salvar um grande amor e alguns milhões de Euros?

Je T’aime, Paris é o segundo livro de Teca Machado, criadora do blog Casos, Acasos & Livros. Embora seja uma história única, alguns personagens do primeiro título da autora, I Love New York (Resenha), aparecem na trama também - é aquele algo a mais na história para os fãs da brasileira.

A diferença entre os dois títulos é que dessa vez Teca foi pelo caminho independente para lançar essa nova história - aquele mais difícil -, mas já adianto que novo o livro ficou ainda mais lindo que o primeiro. De verdade. A capa foi trabalhada como arte, as páginas são amareladas e - no decorrer das páginas - uma mini Torre Eiffel vai se formando no canto inferior direito. O investimento foi sério e isso se comprova em um exemplar que já te agrada só de olhar! ;)

"Calado. Sou rica."

Sobre a história, nossa protagonista da vez é a jovem Ana Helena Arantes, filha do milionário J. T. Arantes. Lelê, como é conhecida pelos mais próximos, sempre teve tudo que quis e nunca precisou se preocupar com dinheiro. Só que tudo mudou agora.

Seu adorado pai está encrencado com a justiça brasileira e provavelmente será preso. Mas a pior parte da história é que todos os bens da família foram bloqueados! Lavínia, a madrasta fútil de Lelê, logo desaparece em algum SPA internacional. E como J. T. não quer a filha se envolva no problema e nem seja intimidada pela mídia, decide enviar Ana Helena para viver no apartamento que a garota ganhou de herança da falecida mãe (e que não foi bloqueado pela justiça), em Paris.

Paris, França

Agora Lelê vai começar sua longa jornada para fugir de confusão e viver com pouco dinheiro em Paris. Uma tarefa praticamente impossível.
Os problemas da garota já começam no aeroporto quando ela tem que pegar pela primeira vez na vida um voo comercial e - para piorar - na classe econômica! Ana Helena nunca tinha voado sem o jatinho particular da família, então nem fazia ideia que existia algo como limite de bagagens. Imagina a cena no aeroporto! 
Lelê teve que devolver sete malas para o motorista da família levar de volta para casa, mas fez questão de levar Zoe, sua cachorrinha peralta e muito inteligente, junto com ela nessa aventura.

Os problemas parecem perseguir Lelê e quando chega a Paris, ela encontra seu apartamento com um grande vazamento no encanamento, só que ela não tem dinheiro suficiente para o conserto. E, ao tentar achar uma forma mais barata de consertar o problema, Ana Helena se torna vítima de um ladrão que leva praticamente tudo embora do apartamento dela.

Como nem tudo é ruim na vida, o zelador do prédio, Dominic (amigo da família Arantes), decide se envolver na situação e ajudar a jovem Ana Helena. Assim, ele consegue encaminhá-la para Arles, uma cidadezinha no interior da França, onde vive a família do francês. Dominic também encontra um casal que deseja alugar o apartamento de Lelê, assim ela terá uma renda fixa enquanto estiver no país.

Na pacata cidadezinha de Arles, Lelê vai começar uma nova vida. Terá que aprender a ser dona de casa, cuidar de si mesmo e de Zoe - garantindo que ambas tenham um teto e o que comer também. Isso tudo além de lidar com a saudade do pai e da melhor amiga, Lara, que ficaram no Brasil.

Barzinho de Arles, França, retratado por Van Gogh

Ana Helena nunca havia conhecido Arles, mas ela logo descobre que lá se respira arte. Local imortalizado por artistas famosos e também onde artistas iniciantes buscam inspiração. E é por conta de uma galeria de arte que Lelê conhece Olivier, curador do espaço e um grande historiador.

Olivier, com o pai francês e a mãe brasileira, é exatamente tudo o que Lelê precisava. Alguém divertido, bonito, inteligente e que ainda consegue falar português! O romance entre os dois começa tímido, mas logo a paixão fica forte e se desenvolve rapidamente.

Quando Lelê se encanta por um quadro achado em seu porão, pede ajuda a Olivier para descobrir quem seria o artista que o fez porque ela realmente queria mandar uma mensagem a ele. Afinal, a pintura era maravilhosa. 

E é por causa desse quadro que Lelê, Olivier, Lara (que foi visitar a amiga em Arles), Marlon (irmão de Olivier) e Zoe se envolvem em uma grande confusão com direito a perseguições, fugas de bandidos, espionagem ilegal e visitas a vários monumentos importantes da França.

"Desculpe. Hora de espionagem."

Je T’aime, Paris é uma evolução da Teca. O primeiro livro foi um romance com foco no romance, mas agora também temos ação e aventura entremeando as páginas. A narrativa é fluída, divertida e leve. É um daqueles livros que você pega para ler e, quando percebe, já terminou. 

Teca Machado
Lelê vai passar por uma grande transformação, se tornará mais responsável e aprenderá a dar mais valor a tudo que antes ela dava por certo. Olivier é aquele cara bacana e romântico (ele é francês!) que a gente deseja encontrar algum dia na vida real. 

Além disso, ao longo da leitura também conhecemos um pouco mais sobre Arles. A história, os artistas famosos que passaram por lá e as paisagens deslumbrantes. As descrições da Teca foram tão bacanas do lugar que fiquei com vontade de conhecer.

A única questão que me incomodou um pouco na história foi a rapidez dos “eu te amo”. Acredito que poderia ter desenvolvido um pouco mais o relacionamento de Ana Helena e Olivier antes das declarações. Mas o bacana é que o romance entre eles ainda passará por mais provações depois desse momento, então nem ficou algo negativo no fim.

De um modo geral, Je T’aime, Paris é divertido, fofo e com alguns momentos de adrenalina. Fica aqui minha recomendação para você se aventurar junto com a Lelê. Tenho certeza que irá se apaixonar também. ;)






14 comentários :

  1. Oi, Carol. Eu fui ao lançamento do livro da autora e até comecei a ler, mas acabei passando outros na frente pois sentia que não era o momento certo de ler, já que muitas vezes forço uma leitura e no fim não gosto dela justamente por achar que não foi o momento certo. Mesmo assim, eu ainda pretendo ler o livro e ver como a Teca desenvolveu seus personagens já que nunca li nenhum livro dela.
    Abraço! Leitora Encantada
    Participe do sorteio do blog e concorra a três livros

    ResponderExcluir
  2. Ah, que resenha mais gracinha, genteeeeeeeeeee!
    Amei, Carol!
    Obrigada pelo carinho e pela amizade que temos nos últimos anos.
    Fico feliz que você tenha se divertido com a Lelê e suas aventuras e desventuras.
    E sobre o romance ser rápido, sou uma romântica incorrigível, não consigo me conter, hahahaha.
    Espero que as pessoas estejam se divertindo com Je T'aime, Paris.
    :D

    Beijooos

    www.casosacasoselivros.com
    www.livrosdateca.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Carolina, já ouvi falar da Teca mas ainda não tive a oportunidade de conhecer nenhum de seus livros, contudo gostei de saber que a autora é bem dedicada e que esse novo livro além de ter rendido uma resenha legal é bem caprichado nos detalhes, a mini Torre Eiffel deve ser fofa. Lelê parece ser uma personagem que vai crescer bastante ao longo das responsabilidades que vão surgir pra ela, e imagino que essa evolução seja muito boa de se acompanhar, assim como as confusões em que ela e os amigos vão se meter. Ótima dica ;)

    ResponderExcluir
  4. Oi, Carolina!
    Conhecia o primeiro livro da autora de longe mesmo, mas não havia me interessado de fato para fazer a leitura. No caso deste mais recente, porém, a vontade já bateu, tamanho os seus elogios e mesmo a diversão e leveza que parece ser o enredo! Ainda que o romance pareça desenvolver-se um pouco rápido como você citou e isso possa me incomodar um pouco, se o casal ainda tem que passar por alguns altos e baixos para firmar a relação, e somado aos outros dois que adentram à aventura - sem esquecer, também, da cachorrinha Zoe -, parece ser uma leitura muito gostosa de fazer! Já coloquei o e-book na minha wishlist da Amazon para adquirir assim que possível. Valeu demais a dica, e sucesso à autora com essa publicação independente!
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional.blogspot.com.br ♥

    ResponderExcluir
  5. Carolina!
    Não tem como não ter 'eu te amo' em um local como Paris e ainda mais com toda história que vai se desenrolando com a protagonista e fiquei bem curiosa para ler.
    “Ninguém nasce mulher: torna-se mulher.” (Simone de Beauvoir)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de MARÇO, livros + KIT DE PAPELARIA e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  6. Rapidez do eu te amo também me incomoda rsrs espero por ele nas últimas páginas, depois de todos os apuros e confusões. Nunca li nenhum livro ambientado em Paris, e confesso que tenho mais curiosidade pelo primeiro da autora, por gostar mais de Nova Iorque. Gostei de saber que esse tem foco em outras coisas além de romances e achei super interessante essa de perseguição

    ResponderExcluir
  7. Oi! Já vi o blog da autora, mas não conhecia seu livro. Parece ser um belo romance e cheio de emoções. Bjos!

    Click Literário

    ResponderExcluir
  8. Uma leitura nacional que preciso conhecer melhor. Ainda mais depois que entrei em um projeto de ler mais livro nacionais este ano. Enfim Ana Helena deve a vida transformada, achei que isso ira fazendo ela crescer como pessoa. E acredito que no fim do livro podemos tirar uma repleção sobre isso. Eu adoro historia que envolva transformações de vida, seja ela para melhor ou pior, mas que faz a pessoa madurecer. Então acredito que sera uma leitura que irei gostar

    ResponderExcluir
  9. Oie a Carolina! A resenha ficou maravi, adoro esses livros onde acompanhamos a evolução e amadurecimento do personagem principal, e além do mais tem um romance fofo ♥

    com certeza se eu tiver a oportunidade, irei ler ;)
    Paradise Books || @ParadiseBooksBr
    xoxo

    ResponderExcluir
  10. Fiquei com dó da personagem no começo, nada da certo para ela, mas acho mais difícil um rico se adaptar a ficar pobre, do que um pobre se adaptar a ser rico. Mas gostei dela amadurecer e dar mais valor as coisas. E nem esperava que teria ação e fiquei curiosa em conhecer Arles.

    ResponderExcluir
  11. Que fofa sua resenha, amei conhecer a obra, qro ler com toda ctz, esse estilo me agrada mto!
    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Mais uma autora nacional que eu não conhecia e que ja deixei anotado aqui pra não esquecer PORQUE ACHEI ESSA CAPA MT LINDA ME JULGUEM IHDIHSIUDGIU ai sou dessas sim,e amo um clichêzinho <3

    ResponderExcluir
  13. Oi Carolina,
    A sinopse nos apresenta uma garota mimada que tem tudo do bom e do melhor e do dia para a noite terá que aprender a viver sem as mordomias a que é acostumada, sei que falando assim parece um pouco clichê, mas ascho que autora foge disso inserindo outros elementos na trama, como, por exemplos, todas as confusões que a protagonista e seus amigos irão enfrentar na sua nova moradia. Gostei da sinopse desse livro, pois parece ser uma narrativa divertida e contagiante. Não é só um livro sobre a mudança no estilo de vida de um personagem, é uma história sobre conhecimento, descobertas e crescimento pessoal. A ambientação e todo o cenário artístico também contribuem muito para a história.

    ResponderExcluir
  14. A capa do livro é linda de mais <3 Me apaixonei.
    Amei a sinopse do livro, parece bem empolgante. As vezes é bom "contrariar" a vida, a protagonista vai se ver em uma situação diferente da que vive e assim vai aprender algo, pensa você sempre de jatinho particular e depois ter que viajar de classe econômica, já amei o livro, quer ler muito em breve.
    AMEI A CAPA <3

    ResponderExcluir

Obrigada por fazer quatro blogueiras felizes, seu comentário e sua opinião são muito importante pra nós! Todas as visitas e comentários serão retribuídos.

(Comentários contendo ofensas e palavras de baixo calão não serão aceitos).

Seguidores

No Instagram @bloglohs

Vem pro Facebook