Opala - Saga Lux #03

Autora: Jennifer L. Armentrout
Título Original: Opal
Tradução: Bruna Hartstein
Série: Lux
Editora: Valentina
Páginas: 416
Onde Encontrar: AmazonBr | Americanas | Cultura | Saraiva | Submarino | Travessa

| Livro cedido em parceria com a Editora Valentina |

Sinopse: Ninguém é igual ao Daemon Black.
Quando ele prometeu que iria provar seus sentimentos por mim, não estava brincando. Nunca mais vou duvidar dele. E agora que conseguimos finalmente aparar nossas arestas, bem... tem rolado muita combustão espontânea.
Mas nem mesmo ele pode proteger a família dos perigos de tentarem libertar aqueles que amam.
Depois de tudo o que aconteceu, já não sou mais a mesma Katy. Tornei-me uma pessoa diferente... E não sei bem o que isso vai significar no final. Quanto mais nos aproximamos da verdade e nos colocamos no caminho da organização secreta responsável por torturar e testar os híbridos, mais me dou conta de que não existe limite para o que sou capaz de fazer. A morte de um ente querido continua afetando a todos, a ajuda surge do lugar mais improvável, e nossos amigos irão se tornar nossos piores inimigos, mas não podemos voltar atrás.  Mesmo que com isso estejamos arriscando destruir nosso mundo para sempre.
Juntos somos fortes... e eles sabem disso.

ATENÇÃO!! Essa resenha contém spoilers dos dois primeiros livros da série Lux, Obsidiana (Resenha) e Ônix (Resenha). Leia por sua conta e risco! ;)

Opala é o terceiro livro da saga Lux, que é completa com cinco livros e três contos extras - todos já publicados no exterior. A autora, Jennifer L. Armentrout, tem mais de um milhão de títulos vendidos e também escreve romances contemporâneos sob o pseudônimo de J. Lynn. A editora Valentina é responsável pela publicação da série no Brasil, com edições muito bonitas e bem diagramadas - vale a pena ter o físico! ;) 

O livro começa logo após a tragédia ocorrida no fim de Ônix (Resenha). A jovem blogueira Katy já não é mais completamente humana. Ela agora é uma híbrida que carrega parte do poder dos luxen e compartilha uma ligação única com Daemon. Além disso, Katy se sente culpada por tudo o que aconteceu e, principalmente, pela morte de Adam e está tentando consertar seus erros.

Minha garganta apertou. Havia uma mancha em minha alma, gelada e sombria. Eu podia não ter matado o Adam, mas era em parte responsável pela morte dele. Era quase cúmplice. As pessoas cometem erros o tempo todo, mas em geral eles não provocam a morte de alguém.
Os meus provocaram.
Katy, p. 130

Mas a perda de uma vida não é algo fácil de se perdoar e a melhor amiga de Katy, Dee, está profundamente abalada e magoada. Afinal, além da melhor amiga ter escondido dela sobre tudo o que estava acontecendo, ela presenciou a morte do namorado naquela noite fatídica. Por isso Dee corta relações com Katy e com as humanas que antes tinha amizade, e se aproxima de Ash e Andrew, os irmãos de Adam, que normalmente não socializam com humanos - e não os tratam com muita educação também. 
Esse afastamento de Dee magoa profundamente Katy, mas ela não é de desistir fácil e vai continuar tentando resgatar algum tipo de relacionamento com a luxen.

E como nem tudo é má notícia, apesar da terrível perda de Adam, os luxen puderam receber Dawson, irmão de Daemon e Dee, de volta ao lar. Só que depois de tudo o que passou enquanto estava em cativeiro, Dawson já não é mais jovem alegre que costumava ser e tem apenas um objetivo: resgatar a namorada híbrida, Beth, de Daedalus (organização secreta que sequestra luxens para criar humanos híbridos com poderes especiais).
Daemon e Katy se veem obrigados então a concordar em ajudar Dawson a resgatar Beth para que o jovem luxen não seja capturado novamente. Mas nenhum dos dois faz a mínima ideia de como farão isso.

Uma ótima novidade é que finalmente Katy e Daemon vão oficializar a relação. Finalmente! O casal que ficou naquele “vai rolar - não vai rolar” nos primeiros livros começa enfim a desenvolver um relacionamento real, com encontros de verdade, amassos quentes e algumas discussões no meio do caminho.

Meu coração pulou uma batida. Volta e meia me perguntava se o Daemon podia ler mentes. Ele parecia conseguir adivinhar as coisas quando queria. Apoiando a cabeça em seu ombro, imaginei como ele deixara de ser um cretino de marca maior para se tornar aquele... cara que ainda me deixava furiosa, mas que constantemente me surpreendia e maravilhava.
Era por esse cara que eu havia me apaixonado perdidamente.
Katy, p. 33-34

Só que, ao mesmo tempo em que Katy está tentando reorganizar sua vida, Blake aparece novamente na escola! 


Depois do que o garoto híbrido fez em Ônix (Resenha), ninguém esperava que ele voltasse a cidade e, obviamente, não há a mínima confiança nele. Alguns - talvez muitos - personagens ainda desejam sua morte. Porém, o surfista tem uma carta na manga. Ele sabe onde fica a instituição que mantém Beth (namorada híbrida de Dawson) e Chris (o melhor amigo luxen de Blake). A questão é que Blake não tem poder o suficiente para resgatar Chris e por isso precisa da ajuda dos luxen para isso.

Ninguém parecia aliviado. Nem mesmo o Dawson. Havia uma grande chance de que isso acabasse explodindo nas nossas caras. Mas, por outro lado, nossas escolhas eram limitadas. Tal como Daemon dissera, Dawson iria atrás do Blake quer decidíssemos ajudá-lo ou não. E, trabalhar com um inimigo conhecido era melhor do que com um desconhecido.
Ainda assim, uma sensação fria e pegajosa se alojou em meu peito.
Não porque tínhamos decidido ajudar o surfista, ou porque a Dee queria matá-lo. Mas porque lá no fundo, sob camadas e mais camadas de pele, músculos e ossos, escondido de todo mundo, até mesmo do Daemon, eu também queria ver o Blake morto. Mesmo que isso pudesse afetar um Luxen inocente... Meu código moral não se sentia nem um pouco ofendido com a ideia. E havia algo de muito errado nisso.
Katy, p. 109-110


É assim que Daemon, Katy e Dawson vão acabar trabalhando em um plano em parceria com Blake para libertar seus entes queridos do cativeiro em uma instituição secreta do governo americano. E, obviamente, será praticamente uma missão impossível.


Por conta dessa nova aventura, Daemon e Katy conhecerão algumas pessoas que não ganham muito espaço em Opala, mas provavelmente terão um grande papel nos próximos títulos. Além disso, a autora também deixa em aberto algumas questões que não preocuparam o casal imediatamente - até compreensível, visto a importância da “libertação” de Beth e Chris -, mas que com certeza deverão voltar a aparecer nos últimos livros da série.

Opala foi - até agora pelo menos - o melhor livro da série Lux sem sombras de dúvidas. A narrativa se desenvolveu de uma forma mais fluída e os personagens também evoluíram - graças a Deus! 
Ao ler Ônix (Resenha), confesso que passei por um grande martírio envolvendo a protagonista Katy e realmente comecei o terceiro livro culpando ela por tudo o que aconteceu no segundo título. Mas, de pouquinho em pouquinho, voltamos a encontrar uma protagonista interessante e corajosa, que está tentando fazer o melhor que pode com o que tem disponível.  

O relacionamento de Daemon e Katy finalmente acontece de verdade e é outra coisa que ajuda a desenvolver os dois ao longo da história. São momentos lindos e emocionantes que dão um respiro para todas as outras cenas centradas na ansiedade de fazer o resgate do século em uma instituição do governo altamente protegida.

Opala ainda traz mais perdas próximas a Katy e muita tensão entre os personagens, já que “não se pode confiar em ninguém”. E, mais uma vez, a autora deixa aquele final capaz de causar um ataque cardíaco a um leitor desavisado - por isso, já fiquem preparados!

#Meu Corpo Não Estava Preparado

A dificuldade agora será esperar - sem surtar - a editora Valentina anunciar o lançamento de Originais, quarto e penúltimo livro da série Lux. Estaremos aguardando!!




15 comentários :

  1. Olá!!
    Adorei sua resenha, tenho mta curiosidade de conhecer essa série, leio mtas coisas boas sobre ela, espero ler em breve.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Oi Carolina!
    Li Obsidiana faz um tempo e adorei.
    Achei o casal super engraçado, principalmente a Katy!
    Já tinha colocado os livros seguintes na listra pra ler, só que a lista é tão grande que eu só falto ficar louca kkk

    PS: Amo essas temáticas diferentes *-*

    ResponderExcluir
  3. Oi Carol.
    Fiquei um pouco confusa com tantos personagens, mas acho que entende mais ou menos os acontecimentos.
    Faz tempo que quero ler essa série, mas confesso que quando li que a mocinha era tão impulsiva me desanimei um pouco, mas gostei de saber que enfim o casal vai se tornar um casal, kkkkkkk odeio quando ten enrelação.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  4. Tenho oi primeiro livro, mas ainda não comecei a leitura, pelo fato de não ter ainda os outros já lançados, e confesso que prefiro ter todos na mão, e desfrutar de todos esses acontecimentos de uma vez só. Enfim vejo que nesse terceiro livro vamos ter muita ação, e revira voltas, o que deixa a leitura ainda mais envolvente e cativante. O casal já teve muitos altos e baixos, e fico feliz em saber que eles estão amadurecendo e se tornando ainda mais reais. Super ansiosa por essa leitura, pois tenho certeza que vou amar.

    ResponderExcluir
  5. Essa série esta na minha lista de compras, parece ser muito boa, que bom que esse volume foi o melhor e tem muita coisa acontecendo nele, esse resgate pelos amigos deve deixar o leitor bem aflito. Pelo visto não vai ser fácil para Katy recuperar a amizade da Dee e nossa terá mais perdas, que sofrimento isso tanto para os leitores quanto para os personagens.

    ResponderExcluir
  6. Carolina!
    É uma série que tenho muito interesse de ler, porque gosto de ficção e com aliens ainda mais.
    Fico feliz em saber que finalmente o romance se desenrola entre eles, apesar de todos os perigos que estão passando.
    “A sabedoria dos homens é proporcional não à sua experiência mas à sua capacidade de adquirir experiência.” (George Bernard Shaw)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE MAIO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Carol!
    Eu não conhecia a série e, sinceramente, não me atraiu. mas acho ótimo quando uma série consegue ir adquirindo ainda mais fôlego com o passar dos livros (o que nem sempre acontece). Que o próximo não demore a chegar por aqui.
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com
    PS: Encontrar o Joey no mei da resenha <3

    ResponderExcluir
  8. Essa sim é uma série que eu tenho super vontade de ler!
    Desde que saiu o primeiro livro, venho vendo várias resenhas positivas sobre ele!
    Não vejo a hora de ler!

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem?
    Sempre encontro ótimos comentários a respeito dessa série e tenho curiosidade para conhecer os personagens e enredo. Um dia desses me animo para fazer a leitura!
    Resenha muito bem escrita, parabéns.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Oi Carolina,
    Quanto mais a saga vai evoluindo maiores são os problemas que o casal terá que enfrentar e isso deixa os livros bem mais interessantes. É bom ver que Kat está se tornando um personagem forte, pois não gosto quando as protagonistas são muito indefesas. Não vou negar que é a ideia do romance que me faz ansiar para conhecer esta série e fico feliz em saber que isso, finalmente, tem um foco maior neste livro.

    ResponderExcluir
  11. Não quis ler muito da resenha pra não ver spoiler (odeio!!), mas aproveitei e vi a resenha sobre o primeiro livro e achei ok! Não sei ainda se gostaria muito de livros com aliens (adoro fantasias, mas ainda não li nada com aliens e nem tenho tanta atração por eles), mas gostei da base da história!! Vi que a nota pro livro aumentou ao longo da série, então talvez ela seja boa de fato!

    ResponderExcluir
  12. Oi, Carol!
    Eu tenho o primeiro livro, mas não li ainda.
    Por isso li sua resenha super por cima, hahaha.
    No spoilers :D
    Que bom que o livro 3 é muito bom. Pena que o livro 2 passou pela maldição do segundo, hahaha.
    Eu só acho as capas bem feias :x

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com
    www.livrosdateca.com

    ResponderExcluir
  13. Oi, tenho obsidiana na minha estante, mas ainda não tenho os outros, fico muito feliz que esse tenha sido melhor, já vi resenha maravilhosas sobre esses livros e não vejo a hora de começar. Não sabia que teria cinco livros, vou esperar um pouco mais para assim poder ler todos de uma vez.

    ResponderExcluir
  14. Oi, Carol!

    Li este livro e achei ele um pouco mais lento ante os demais... achei que ele focou no romance dos personagens e deixou a fantasia um pouco de lado, porém, curti pacas!

    Beijos,
    Danny
    Irmãos Livreiros

    ResponderExcluir
  15. Quero ler a série Lux desde que o primeiro livro Obsidiana foi lançado, leio diversos comentários positivos referentes a essa série, o que só me deixa mais ansiosa ainda para começar a ler. Gostei muito da sua resenha sobre Opala, a história parece ser muito boa.

    ResponderExcluir

Obrigada por fazer quatro blogueiras felizes, seu comentário e sua opinião são muito importante pra nós! Todas as visitas e comentários serão retribuídos.

(Comentários contendo ofensas e palavras de baixo calão não serão aceitos).

Seguidores

No Instagram @bloglohs

Vem pro Facebook