Serraria Baixo-Astral - Desventuras em Série #04

Autor: Lemony Snicket
Título Original: The Miserable Mill
Tradução: Carlos Sussekind
Série: A Series of Unfortunate Events
Editora: Seguinte
Páginas: 176
Onde encontrar: AmazonBr | Americanas | Cultura | Saraiva | Submarino

Sinopse: Na opinião de Lemony Snicket, ´de todos os volumes que contam a vida infeliz dos órfãos Baudelaire, Serraria baixo-astral talvez seja o mais triste até agora´. Alto-Astral é o nome da serraria que serve de cenário para as novas calamidades que Klaus, Violet e Sunny serão obrigados a viver. Eis a chamada ´ironia do destino´, pois ali, no meio daquelas árvores derrubadas, daquelas enormes toras de madeira, o que as três crianças vão encontrar é mais uma coleção de coisas horripilantes, tais como uma gigantesca pinça mecânica, bifes do tipo sola de sapato, uma hipnotizadora, um dramático acidente que causará ferimentos e um homem com uma nuvem de fumaça no lugar da cabeça. A vida dos Baudelaire é mesmo muito diferente da vida da maioria das pessoas, ´a diferença principal estando no grau de infelicidade, horror e desespero´... Diante desse quadro, algum leitor desavisado pode desconfiar: ´Como é que alguém vai se divertir com um livro desses, se as personagens não param de sofrer?!´. A pergunta faz sentido, mas é justamente aí que descobrimos um dos melhores segredos de Lemony Snicket, pseudônimo do americano Daniel Handler. Ele leva o exagero às raias do absurdo, faz o realismo perder feio para o mais deslavado faz-de-conta e o resultado não poderia ser outro: uma brincadeira literária incessantemente bem-humorada.


Dando continuidade à série, chegamos ao primeiro volume que não faz parte da adaptação cinematográfica! Talvez agora tenham algumas surpresinhas a mais.

A desventura da vez se passa com o mesmo modelo dos volumes anteriores: os Bauldelaire acabaram de sair do lar de sua tia Josephine, no Lago das Sanguessugas, e já estão a caminho de seu novo lar. Sr. Poe, distraído como sempre, não consegue nem perceber o desânimo dos irmãos. 

Sua próxima parada é Paltryvile, onde morarão na Serraria Baixo-Astral e eu só queria dizer o queão tosca foi essa tradução, cujo dono — de nome desconhecido, chamado apenas de “Senhor” — é seu novo tutor. Agora moram com todos os empregados da serraria, comendo um chiclete como almoço e dormindo mais cansados do que nunca em suas vidas.

Sem muitas esperanças, os órfãos descobrem que estavam corretos em seu desânimo: são forçados a trabalhar na serraria, com a promessa de que Olaf será mantido longe dali. Os irmãos sabem, por experiência própria, que essa promessa nunca dura muito, e Olaf está mais perto do que eles poderiam imaginar.


A partir daí, a história anda por um caminho diferente. Eu mesma, que só conhecia o enredo dos três primeiros livros, fiquei bem surpresa com o rumo. Pela primeira vez os Baudelaire são obrigados a enfrentar a situação separados; não vou contar o quê e nem como acontece, mas direi que a ajuda de Klaus é... um tanto inválida. Violet e Sunny precisam se virar como podem para salvar o irmão, trabalharem na serraria, manterem Conde Olaf longe e salvarem a si mesmas.

O trabalho que fazem juntas parece bem simples, mas levando em consideração suas idades, parece algo incrível. Em determinado momento, as duas precisam unir forças para descobrirem as informações que faltam para ajudar seu irmão. Elas decidem ler os poucos livros a que têm acesso, já que Klaus não estará lá para dar as respostas. No processo, Violet descobre que pode pular as palavras que não conhece e tentar entender o seu contexto. Isso nada mais é do que uma estratégia de leitura — e todos nós já a utilizamos. 

Gostei bastante desse livro, achei bem mais interessante do que os anteriores, talvez por já conhece-los tão bem. Não há suspense, mas um grande mistério — o o quê e o como que eu não pude dizer — não resolvido. Na verdade, minha curiosidade em descobrir o que estava acontecendo foi tanta que devorei o livro.

Os personagens adultos continuam seguindo o “padrão” de Snicket: a maioria é detestável, arrogante e irritante, não sabendo escutar as crianças nem aceitando o fato de serem menos inteligentes. Já a minoria é agradável, mas não faz nada de efetivo para ajudar os irmãos. Eu acho genial essa visão, de autoritarismo e indiferença, ou pouca ajuda. É uma ótima maneira de retratar a maneira como os adultos são condescendentes com crianças, mesmo que não sejam assim tão sábios. 

O final, por mais que também siga o molde, me impressionou. Um outro acontecimento (que não vou contar) é até um pouco chocante, mesmo para o autor. 

Acredito que a história só tenha melhorado e evoluído; por mais previsível que possa ser, ainda há espaço para a criatividade de Snicket e seu maravilhoso humor negro.



Resenha por Bel Brito

9 comentários :

  1. Oi, Bel!!
    Bela resenha!! Confesso que nunca li essa série já ouvir muito falar...
    mais não li nada. Só assisti o filme.
    Beijosss

    ResponderExcluir
  2. Nunca li nenhum livro da série. Há tempos eu estou ensaiando. Gosto de livros com protagonistas crianças e essa resenha me mostrou como deve ser uma aventura maravilhosa

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito da resenha!
    Logo que vi a capa, pensei que fosse algum livro do HP haha, deve ser por causa dos óculos.
    Mas achei o enredo bem legal por ter mistério e aventura =D

    ResponderExcluir
  4. Oi, Bel! Tudo bem?

    Essa saga está em minha lista de desejados, faz um tempão.
    Quem sabe após ler sua resenha, muito bem feita eu não queira comprar? :)

    Beijos,
    Danny
    Irmãos Livreiros

    ResponderExcluir
  5. Ual que resenha linda! Ameeei o livro, não conhecia...
    Já qro com toda ctz! Adorei o enredo, a leitura parece fluir bem agradável tbm...E a capa? Que linda!!
    ;)

    ResponderExcluir
  6. Oi Bel!
    Encantada com sua resenha! Já conhecia a versão da adaptação cinematográfica e sempre tive vontade de ler a série. Tive a impressão que essa foi a história mais triste que os irmãos viveram até agora. :/
    Estou louca pra conferir essa obra e ser fisgada pra essa aventura.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  7. Ainda não li nenhum livro, embora são muito comentados, tenho vontade de ler, deve ser uma aventura e tanto dos irmãos. É muito bom quando os próximos livros vão ficando melhores, é triste quando a historia vai ficando chata.

    ResponderExcluir
  8. Só li os dois primeiro livros da série e parei, mais 10, 11 livros de tanto infortúnio para mim simplesmente não dava, n pude continuar, mas seguirei lendo as resenhas seguintes.

    ResponderExcluir
  9. Só li o primeiro livro da série e parei, não porque é uma série, mas eu tinha eles em pdf e perdi tudo quando minha HD queimou, daí que perdi meio que o interesse, e coloquei muitos mais na frente da lista! Mas assim que der volto a ler! Adorooooooooooo

    ResponderExcluir

Obrigada por fazer quatro blogueiras felizes, seu comentário e sua opinião são muito importante pra nós! Todas as visitas e comentários serão retribuídos.

(Comentários contendo ofensas e palavras de baixo calão não serão aceitos).

Seguidores

No Instagram @bloglohs

Vem pro Facebook