Inferno no Colégio Interno - Desventuras em Série #05

Autor: Lemony Snicket
Título Original: The Austere Academy
Tradução: Carlos Sussekind
Série: A Series of Unfortunate Events
Editora: Seguinte
Páginas: 200
Onde encontrar: AmazonBr | Cultura | Saraiva

Sinopse: Nada de aventuras emocionantes com final feliz: Violet, Klaus e Sunny Baudelaire são legais e inteligentes, mas a vida deles está repleta de má sorte e infelicidade. Em Inferno no colégio interno, os três irmãos enfrentam caranguejos, provas hiper-rigorosas e os castigos de um internato.O colégio se transformou em mais um desastroso episódio de suas vidas horríveis. Desta vez, eles precisam escapar de fungos gotejantes e assistir a recitais de violinos, além de entender o complicado sistema métrico e suportar os exercícios de D.O.R.Violet, Klaus e Sunny têm o poder de atrair desgraças. Quem gosta de histórias alegres não deve nem abrir este livro, avisa o autor, pois as histórias dos Baudelaire são sempre uma desventura pior do que a outra. Em 2005, Jim Carrey estrelou uma versão cinematográfica dos três primeiros livros da série, no papel de conde Olaf.

E mais uma vez nos encontramos com os três Baudelaire. Depois do desfecho grotesco, porém similar em forma, do volume anterior, os irmãos embarcam em outra desventura, para outro lar adotivo com outros adultos detestáveis. Estão prontos?

Mal sabe Sunny...

Diferentemente dos volumes anteriores, mas talvez ainda similar ao caminho tomado no 4º volume, os órfãos não são encaminhados para a casa de nenhum parente distante que quase nem é um parente: vão direto para um colégio interno, o que é tanto uma boa mudança de ares no enredo quanto uma armadilha, mas dessa vez os vilões coadjuvantes, como a odiosa Carmelita Spats, são dos males o menor, levando em consideração o lema da escola:

— Se não me engano — disse que Klaus, que raramente se enganava — "Memento Mori" significa "Lembra-te de que morrerás".
P. 12

Logo quando chegam, conhecem o vice-diretor Nero, um nome nada sugestivo e nem assustador, que passa seu tempo sendo maldoso com os alunos e tocando mal seu violino, exigindo ser reconhecido como um gênio. Como são órfãos e não possuem autorização dos pais, ele os manda para o "barraco dos órfãos", uma cabana velha, mofada e infestada por caranguejos pouco amigáveis.  Apesar disso, promete manter o Conde Olaf longe dos três, mesmo que saibamos que isso jamais iria acontecer. 

Professores maldosos começam a aparecer na vida dos Baudelaire, seja uma professora obcecada pelo sistema métrico ou um professor que conta histórias enquanto come bananas (esse foi o ápice da criatividade de caracterização de personagens aleatórios de Snicket). Além de a pobre Sunny, nova de mais para estar nas aulas, ter de trabalhar como secretária.

Sim, eu quis dizer literalmente!

Os irmãos se veem mais miseráveis do que estiveram antes, cansados, sozinhos e reféns de um sistema de regras absurdamente chato e inexplicavelmente cruel. Sem parentes por perto ou qualquer rota de fuga, não existe perspectiva para os jovens heróis da série. E, é claro, Olaf dará o ar da graça mais cedo do que esperavam, como sempre.

Vi a ambientação com alguma esperança por novidades. Por mais que tenha sido uma boa saída para não cair na mesmice, Snicket joga o leitor em mais um livro repleto de adultos maldosos, regras angustiantes e mais um beco sem saída perfeito para Conde Olaf, caindo na fórmula que já conhecemos.

O que não quer dizer que não exista novidades. O inovador não é, de fato, nenhum dos pontos anteriores. É bem mais interessante, na verdade. 

Nesse volume, somos apresentados a um casal de irmãos gêmeos, Duncan e Isadora. Quase que exclusivamente, temos personagens bondosas e caridosas. Os tais irmãos não só acolhem os Baudelaire, como os ajudam a enfrentar Conde Olaf, fazendo planos e animando-os, como compartilham de uma história de vida semelhante — um acidente, um incêndio, a orfandade e uma série de desventuras. O mais cativante, no entanto, é o que os torna diferente dos três irmãos. E é justamente a disparidade numérica. Não vou contar o que é exatamente, mas foi um toque da tristeza do autor que achei delicado e muito bem posicionado. O resultado, em mim, foi marcante.

Como sempre, deixo um elogio, bem como uma admiração até abobalhada, pelas ilustrações de Brett Helquist. Elas casam perfeitamente com as descrições do colégio e dos professores, dando uma ideia muito boa do ambiente e do clima em que as personagens estão inseridas.

Paro minhas descrições aqui (porque sei que mais do que isso chega nos spoilers) e deixo minha recomendação para que leiam; esse é um dos meus preferidos, com uma história bem contada e mais um exemplo da capacidade de Lemony Snicket de ser criativo dentro do próprio lugar-comum que criou.

Deixo também a dedicatória desse volume — minha preferida até agora:
Para Beatrice —
Você estará sempre no meu coração,
na minha memória
e no seu túmulo.





14 comentários :

  1. Ah! Faz tanto tempo que quero comprar a coleção dessa série, mas nunca tive a oportunidade realmente... E acredita que NUNCA li nenhuma resenha? A sua me deixou com uma sensação muito boa, me senti mais próxima da história e dos irmãos, e queria muito saber sobre as desventuras deles pelos lares adotivos, principalmente por esse que é mais diferente. Muito obrigada por alegrar a minha madrugada.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Bel, eu vi o filme, quero ver a série que será lançada da história dos irmãos e não sabia que os livros constituíam uma série longa, esse já é o quinto?! Gostei das ilustrações e do gift da bebê (é muito fofa <3 É Sunny seu nome né?). Gostei de saber que por mais que o livro pareca já ter uma fórmula pronta ("...adultos maldosos, regras angustiantes e mais um beco sem saída perfeito para Conde Olaf...") ainda consegue introduzir novidades e se tiver a oportunidade vou querer ler os livros :)

    ResponderExcluir
  3. Oi, Bel!!
    Nunca li nenhum livro dessa série só assisti o filme que foi com Jim Carrey eu sei que é uma série longa com 13 livros!! Mas nunca tive muito interesse em ler, mais gostei muito da resenha e até fiquei pouco curiosa!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  4. Oi :)
    Sou apaixonada pelo filme dessa série e sempre tive vontade de ler esses livros mas não vende mais aquele box maravilhoso então to adiando a leitura. A estória desses livros é muito interessante e quero começar a ler antes da estréia da série de Tv.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Olha só, que bacaninha a história.
    Não tinha visto nada a respeito do livro ainda.
    Confesso que me interessei.
    Vou procurar saber mais, parece ser uma leitura muito boa :)
    Sua resenha me deixou curiosa, adorei.
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  6. Olá Bel,

    Leio muitas resenhas positivas dessa série e a cada uma que leio minha vontade de ler só aumenta, espero ter a oportunidade de ler em breve, ótima dica....bjs.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oie! Vc acredita que eu não conhecia essa série...q vergonha! rsrs
    Eu gostei tanto, estou ansiosa pra conhecer mais, ainda mais agora lendo sua resenha que a tornou mais interessante!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  8. Olá.
    Apesar de ter assistido o filme e gostado muito, não sabia que havia uma série em livros. Que legal! Adoraria ler. Gostei muito da sua resenha e fiquei super curiosa para conhecer esses livros. Adoro livros com ilustrações. Amei a dica, obrigada. Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Ai, Bel, eu sempre falo isso, mas é verdade: preciso ler logo Desventurar em Série.
    Pobres Baudelaires!
    A cada resenha sua fico mais curiosa e quero muito conhecer a narração de Snicket.

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  10. Os irmãos não tem sorte mesmo, sempre aparece pessoas maldosas em seus caminhos, mas ainda bem que vão aparecer pessoas bondosas que vão ajudá-los a enfrentar o Conde com pessoas ajudando assim fica mais fácil se livrar dele rsrs.

    ResponderExcluir
  11. Caramba, que livro mais divertido! Achei super interessante e não conhecia a série. Mas já comecei a pesquisar sobre ela. Me encantei!

    ResponderExcluir
  12. pequena Sunny😍
    Eu amei o filme,e quando soube da série surtei.Pena que trocam os personagens,poxa quem vive sem o divo do Jim Carrey e a Meryl Streep?
    Porém acho que não vai perder a essência mesmo sem o elenco do filme(mesmo sendo o que gostei).Gostei da resenha o autor faz com que cada livro não seja chato sendo com os mesmo personagens.Espero que os Baudelaire consiga sobreviver neste terrível lugar .E que o professor encontre outra fruta para comer durante suas histórias.Espero muito ler essa incrível série .Gostei da dedicatória

    ResponderExcluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. Li o primeiro volume dessa série no 7º ano e fiquei completamente encantada, só que na época não comprei os próximos livros, muito porque eu não lia tanto quanto agora. Contudo, de uns meses para cá, a vontade de continuar essa série aflorou, e comecei a pesquisar o preço do box, que, infelizmente, é muito salgado para mim. Estou aguardando a black friday e o box de Desventuras em Série será minha prioridade.
    Quero acompanhar o desfecho das desventuras desses órfãos que me conquistaram a 5 anos atras.
    Beijos

    ResponderExcluir

Obrigada por fazer quatro blogueiras felizes, seu comentário e sua opinião são muito importante pra nós! Todas as visitas e comentários serão retribuídos.

(Comentários contendo ofensas e palavras de baixo calão não serão aceitos).

Seguidores

No Instagram @bloglohs

Vem pro Facebook