O Garoto do Cachecol Vermelho

Autora: Ana Beatriz Brandão
Editora: Verus Editora
Páginas: 294
Onde Encontrar: AmazonBr | Livraria Cultura | Livraria Saraiva

Sinopse: Melissa é uma garota linda, rica e mimada, que sempre consegue o que quer e tem todos na palma da mão. Ela acredita que a carreira de bailarina é a única coisa que realmente importa, porém suas certezas são abaladas quando faz uma aposta com um garoto misterioso, que parece ter como objetivo virar sua vida de cabeça para baixo. De repente, Melissa se vê dividida entre dois caminhos: realizar seu maior sonho, pelo qual batalhou a vida inteira, ou viver um grande amor. Mas, não importa aonde ela vá, todas as direções apontam para o garoto do cachecol vermelho... Com esta história intensa e apaixonante, Ana Beatriz Brandão vai emocionar e surpreender o leitor, provando que é uma jovem autora que tem muito a dizer.

Não foi na Bienal do Livro que conheci O Garoto do Cachecol Vermelho. Eu já conhecia, mesmo que de longe, sua autora, a jovem Ana Beatriz Brandão. Me lembro do período em que ela escrevia o livro, de sua dedicação, de sua alegria com a publicação pelo selo Verus, a divulgação da linda capa e por fim o lançamento. Estive acompanhando tudo atenciosamente, porque já sentia que eu precisava pegar este livro. E quando isso acontece não consigo deixar passar, preciso de fato do livro, seja ele romance, drama, mesmo que seja algo completamente diferente da minha zona de conforto: a fantasia e outros gêneros mais pesados. Saí da Bienal com o meu exemplar, ansiosa e cheia de expectativa. Nem alta demais, muito menos baixa, mas apenas desejando conhecer a história da Melissa e do Daniel. E finalmente conheci.

Melissa é uma protagonista muito peculiar. A típica garota mimada e arrogante, preconceituosa e que não possui muita consideração e afeto por nada, com exceção de seu maior talento, o balé. A jovem vive com a mãe, da qual despreza por ser médica e trabalhar demais, negando a atenção a única filha. Sua boa situação financeira só contribui para que Melissa seja cada dia pior. Mas as pessoas não são feitas apenas de defeitos, elas sempre guardam suas melhores qualidades no coração, nem que seja lá no fundo, escondidas.

Melissa e sua paixão.
A jovem dançarina não é amadora. Ela é dedicada, dança com uma beleza indescritível e tem potencial para brilhar nas melhores escolas de balé do mundo. Seu objetivo é pedir transferência da faculdade para a Juilliard, a melhor escola de arte, música e dança de Nova York e uma das melhores do mundo, e ela está a um passo de realizar este sonho. O que ela não esperava é que seu caminho fosse mudar tão... Drasticamente.

Na noite de Ano-Novo, Daniel pinta o asfalto de uma das ruas de São Paulo, vestindo seu usual cachecol vermelho, e aguardando a virada com os amigos artistas. E Melissa está bebendo sem nenhum limite próximo dali, com alguns amigos de noitadas sem fim, apenas aguardando o início do que promete ser o seu melhor ano. Como a mimada que é, ela se incomoda com o vandalismo do jovem, e acaba estragando tudo. E isso é só o começo da conturbada relação entre a dançarina e o artista de muitas faces, Daniel.

O destino dos jovens está muito bem traçado. Eles estudam na mesma faculdade e a atração e o acaso se misturam, fazendo com que Daniel esteja sempre próximo de Melissa, e vice-versa. Em meio a brigas sem fim, arrogância e muitos xiliques de uma garota que nunca teve um afeto verdadeiro, o jovem artista acaba propondo como um desafio: que eles passem um tempo diário juntos. Se ela não mudar sua visão do mundo, da vida, ele promete que a deixa em paz para sempre. E a jovem, que não nega um bom desafio, aceita de imediato. O que são alguns dias com um vândalo esquisito? Logo ela estaria livre de vez.

Ele toca violão, gentche!

Daniel é um jovem misterioso.  Artista, músico, um líder nato na faculdade e responsável por vários projetos, inclusive o de crianças hospitalizadas e doentes terminais. Ele vê a vida de uma forma completamente diferente de Melissa, e ele sabe que a vida é feita para ser muito bem apreciada. Que deve ser vivida como se cada dia fosse único. Ele é diferente de tudo e todos os que conviveram com a mimada garota. E aos poucos, as coisas vão ficando claras para ela também. Tão claras, vivas e livres. Tanto quanto ela se sente quando está dançando. E ela começa a ver além do vândalo, do artista. Começa a enxergá-lo com o coração.

" [...] Queria ver do que eu era capaz, e acho que era isso que piorava tudo. Eu queria impressioná-lo mais do que qualquer coisa. Queria mostrar que minha vida não eram só problemas; havia, sim, algo em que eu era boa. A única coisa na qual eu realmente acreditava, a única coisa que eu amava e a única à qual me dedicava. Era a minha luz no fim do túnel. Assim como eu sabia que o garoto do cachecol vermelho, como era conhecido, poderia ser também. "

O garoto do cachecol vermelho será capaz de mudar a mente e abrir o coração da dançarina? Será capaz de mostrar a ela as coisas mais belas, o melhor das pessoas, fazê-la viver a felicidade plena? Quais segredos esse garoto tão gentil pode nos revelar ao longo das páginas? Leiam, apenas leiam.

Ignorem High School Musical, apenas foquem no lindo momento de casal. Socorr!

O livro foi muito, muito esclarecedor. É um livro que considero para jovens adultos (o famoso young adult), e apesar de leve, a história possui uma temática pesada em alguns momentos, abordando assuntos delicados e presentes em nossas vidas, como bullying, violência e o luto, mas a Ana Beatriz Brandão escreve com muita sensibilidade e simplicidade. Ela nos faz refletir além do romance e do drama. A autora escreve sobre a vida e o quanto ela é valiosa, especial. Todo mundo precisa ler livros assim em alguns momentos, estes são os que vêm do coração. Nos tiram da fantasia e nos jogam um balde de água fria, nos fazem refletir. Eu gosto muito disso em um livro.

Meu estado emocional após este livro. Apenas.
Se emocionem também com O Garoto do Cachecol Vermelho, ele já tem um lugar em minha estante. Foi uma bela leitura e confesso que estou perdidamente apaixonada pelo Daniel e também por esta capa ma-ra-vi-lho-sa (sou suspeita porque minha cor favorita é azul, sorry)!



13 comentários :

  1. Como descrever a emoção que senti ao ler essa resenha tão delicada? Só posso dizer que me emocionei e a gratidão invadiu meu coração. Obrigada, anjinha! <3

    ResponderExcluir
  2. Gente, nunca vi uma resenha tão completa sobre esse livro. Mal sabia dos personagens e suas paixões, e eu simplesmente amei conhecer um pouco mais sobre ele. E que legal que você acompanhou o livro tomando forma, nunca fiz isso, mas adoraria! Adorei o fato de você colocar imagens e gifs pra ilustrar, mas nada exagerado e tudo na hora certa. Parabéns pela resenha. Quanto ao livro, quero muito ler. A capa é bonita, o enredo chama a atenção e aborda temas leves e pesados ao mesmo tempo, tudo equilibrado.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi. Eu estou completamente apaixonada pela delicadeza da capa. Que linda! Eu ainda não tinha entendido muito bem como Daniel viria fazer parte da vida de Mel, mas gostei bastante da premissa, que nos mostra coisas importantes sem ser algo pesado e denso demais.
    Quero muito adquirir o meu!
    Beijo, Visite o Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  4. Oi Camila, tava curiosa pra ler uma resenha desse livro que tem uma capa linda e me deixou curiosa ao ler a sinopse. A história parece ser bem clichê, mas as vezes é disso que precisamos, de histórias recontadas mas que nos encantem através dos detalhes, só fiquei preocupada com a personalidade mimada da protagonista, sei que ela vai mudar ao longo do livro, mas até que isso ocorra tenho medo de ter vontade de tacar o livro da parede kkk. Contudo acho que vai valer a pena ler a história ;)

    ResponderExcluir
  5. Oi, Camila!!
    Linda resenha!! Parece ser um livro muito interessante que chama a atenção por colocar duas pessoas de realidades e personalidades diferentes juntos. Gostei muito da capa ela é linda!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  6. Que gracinha! Há tempos não via um livro que retratasse tão bem assim emoções...Eu qro mto conferir!
    Parabéns pela resenha!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  7. Oi Camila,

    Estou de olho neste livro, gostei da sinopse e nunca tinha lido uma resenha, agora tenho mais vontade ainda de ler!
    Adorei sua resenha!!

    Beijos Mila
    Daily of Books

    ResponderExcluir
  8. Só de ver a capa e a sinopse já estava super curiosa em relação ao livro.
    Ai chega sua resenha e me deixa como? Com uma imensa vontade de sair correndo pra comprar ele jááá haha.
    Nossa, parece ser uma leitura super delicinha.
    Que te prende do início ao fim.
    Fiquei mais interessada ainda e espero poder ler em breve.
    Adorei!
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  9. Oi :)
    Pensei que esse livro fosse apenas um chick lit, uma leitura leve e sem muitas emoções mas me enganei totalmente, realmente não devemos julgar o livro pela capa. Gostei bastante da estória desse livro, temas como bullying me chama bastante a atenção e com certeza vou me apaixonar pela vida desses personagens. O garoto do cachecol vermelho já está adicionado na minha listinha.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Essa capa é encantadora e a historia parece nos passar muito ensinamentos principalmente em dar mais valor a cada momento de nossas vidas. Fiquei curiosa em saber mais sobre os mistérios do artista, Melissa deve ser bem chatinha no começo rs.

    ResponderExcluir
  11. Tinha visto resenhas deste livro.E cada que leio da muita vontade de ler o livro.A capa é impressionante, e a personalidade dos protagonistas é chamativa,e é o que atrai.
    Quero muito saber mais do Daniel e a forma como ele aproveita a vida,e como o desafio vai terminar.

    ResponderExcluir
  12. Oi, Camila!
    Linda resenha, muito bem elaborada, parabéns. Essa capa é linda mesmo, adoro essas cores. Estou com esse livro na minha lista, pois parece uma leitura leve e ao mesmo tempo reflexiva e com uma bonita mensagem. Ótima dica. Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Essa capa é muito fofa!!! ♥ (Minha cor preferida também é o azul).
    Ouvi falar desse livro na bienal, e uma amiga minha estava louca por ele, mas ainda não tinha lido nenhuma resenha. Ele parece ser extremamente encantador e tocante, e claro, atentando para a importância de vivermos cada dia como se fosse o último. Sou apaixonada por livros assim, já li vários e a maioria entrou para minha lista de favoritos.
    Quero muito conhecer a história desse casal, e esse Daniel... sei não. Cheirinho de crush novo?! Hahahaha.
    Beijos!

    ResponderExcluir

Obrigada por fazer quatro blogueiras felizes, seu comentário e sua opinião são muito importante pra nós! Todas as visitas e comentários serão retribuídos.

(Comentários contendo ofensas e palavras de baixo calão não serão aceitos).

Seguidores

No Instagram @bloglohs

Vem pro Facebook