Eu Vejo Kate - O Despertar de um Serial Killer

Autora: Cláudia Lemes
Editora: Empíreo

Páginas: 352
Onde Encontrar: Submarino | AmazonBr | Livraria Cultura | Loja Empíreo | Livraria Saraiva


Sinopse: A história recomeça: Há um ano, Blessfield, uma pacata cidade do interior da Flórida, enterrou 12 mulheres vítimas do violento e cruel serial killer Nathan Bardel. Ele foi julgado, condenado e morto. Mas antes que as feridas da cidade pudessem cicatrizar, um novo assassino em série surgiu. Mais violento. Mais cruel. Usando o mesmo método que seu antecessor. E ele tem uma obsessão: ela. Alvo na mira: Kate é uma escritora imersa na produção da biografia do assassino em série Nathan Bardel. Enquanto ela mergulha de cabeça na sombria vida do serial killer, ele próprio passa a acompanhá-la vivenciando as experiências conturbadas de sua biógrafa. À medida que se aprofunda nos mistérios de Bardel, Kate desperta outro assassino. Ela não sabe, mas sua vida corre perigo. Caçador de Monstros: Um agente especial do FBI que tem a capacidade de observar a cena de um crime e definir o perfil do criminoso, Ryan é um dos melhores profilers do país. Mas toda sua experiência será colocada à prova na busca pelo serial killer que não deixa pistas. Expert em Bardel, e envolvido com Kate, o detetive com um passado sombrio se vê mais uma vez numa investigação que pode terminar de forma trágica.

Olá leitores e leitoras!
Hoje vou resenhar um livro nacional aqui no blog, e um nacional de respeito. Não que os outros não sejam, obviamente, porque nossos autores têm crescido muito, mas esse aqui merece um destaque especial no gênero suspense, abordando assassinos em série e seus crimes, de um ponto de vista diferente. Não foi uma leitura fácil, mesmo com uma escrita impecável e gostosa de ler e se tratando de uma temática que eu sou particularmente curiosa há muito tempo, os serial killers. Acredito que nenhum livro que aborde temas tensos como Eu Vejo Kate seja fácil, mas sem dúvida, vale cada página. Preparem os forninhos porque vão cair todos de uma vez.

Katherine Dwyer é uma jovem escritora americana, residente da Flórida, recém solteira e que vive sozinha em Miami. Após dois romances medianos ela decide ousar um pouco na carreira e se desafia a escrever a biografia de um serial killer nascido e criado em sua cidade natal, Blessfield, cujo nome é Nathan Bardell. Nathan foi executado, mas não antes de assassinar doze mulheres e ser conhecido como "o esfaqueador de damas de Blessfield". Seu modus operanti (a forma como age) era cruel e doentio e seus crimes não serão esquecidos rapidamente na pequena cidade. Kate encara como um desafio se envolver com a vida do assassino em série, e transformá-la em um livro completo e esclarecedor. Ela deseja entender Nathan e para isso vai se jogar de cabeça em sua história.

"Eu vejo Kate. Ela não me vê."


Mas o que a escritora não esperava, era que Nathan passou a acompanhá-la em sua pesquisa. Isso mesmo, ele está com ela o tempo todo. Seu espirito, que também é um dos narradores do livro. Seu corpo morreu, mas sua alma vaga pelo vazio até que é atraído por Kate e seus pensamentos, sua ânsia e sua curiosidade na vida dele. E ele se sente lisonjeado, como todo assassino em série, adora um show particular. Sua história com Kate está apenas começando.

Somos apresentados, então, ao terceiro narrador deste livro. A captura de Nathan e seu caso no FBI foi conduzido pelo agente Ryan Owen. Após a execução do temido serial killer, a vida do agente nunca mais foi a mesma. Afastado do FBI por motivos pessoais e divorciado, Ryan sente falta da caçada, e de ser útil a sociedade e ao governo pelo qual trabalhou a vida inteira. Sua carreira e sua vida estão estagnadas e tudo o que ele pensa é em se aposentar em Fort Lauderdale, uma cidade no sul da Flórida. Até que é procurado por uma jovem escritora, Kate, que pretende narrar a vida de seu objeto de estudo, Bardell.

Os três personagens terão suas vidas (ou pós vida) transformadas e cruzadas em uma nova caçada: um copycat. Um novo assassino que é inspirado, motivado e baseado em um modelo. Ou seja, um assassino inspirado em Nathan Bardell. Com a mesma forma de matar, o mesmo desejo doentio. A única coisa que o torna mais perigoso é sua obsessão por Nathan, e pelas pessoas ligadas a ele, consequentemente, Kate e Ryan Owen. Seria ele tão perfeito e imprevisível quanto seu "mestre"?

"Eu temo as pessoas que se ajustam. Você sabe? O mundo é louco. Somos sete bilhões de pessoas construídas na mesma biologia, as mesmas necessidades básicas, somos feitos para ser uma comunidade e ainda assim, fazemos os outros passarem fome, estupramos, assassinamos e torturamos crianças por prazer. As pessoas que se ajustam à isso, que dormem tão bem à noite, os que são bem sucedidos em uma empresa, porque conseguem seguir as regras, mesmo que essas regras sejam doentes. Eu e você não somos os desajustados."

A autora nos conduz a um jogo de gato e rato, um jogo perigoso que envolverá muito mais que a vida de Nathan, Kate e Ryan, a vida de outras vítimas. O agente do FBI será capaz de capturar um novo Bardell? Kate escapará das garras de um assassino vivo, real? E o nosso espírito assassino deixará um novo serial killer tomar seu lugar e sua fama em Blessfield? Leiam, leiam, leiam.

Cláudia Lemes não escreveu apenas um livro sobre um assassino em série e seus crimes. Ela o tornou palpável, e ambientou sua história com maestria, construindo personagens complexos e acima de tudo, realistas. Não existem mocinhos neste livro, nem heróis. Existem pessoas, que cometem erros e acertos, como eu e você. Outro fator importante é que, ambientando o livro em um país diferente, nos Estados Unidos, a autora se certificou de conhecer e descrever muito bem o local em que se passa Eu Vejo Kate.

Kate é uma protagonista muito forte e mesmo com seus inúmeros defeitos, problemas e transtornos, não se deixa intimidar por nada nem por ninguém. É uma mulher de fibra, com uma história que representa todas nós. Ryan é um personagem pelo qual eu me encantei desde o início. Primeiro porque adoro agentes, segundo porque ele é sensato, inteligente, ousado e uma dupla e tanto para Kate. E claro, Nate, Nathan, Bardell, o ponto de vista de um assassino serial em um livro é absurdamente interessante e muito novo para mim. Nunca havia lido sobre crimes com essa intensidade e com tantos detalhes, não apenas físicos, mas da mente de Bardell. Foi uma experiência incrível.


Foi um dos melhores livros que já li, e que orgulho por ser um nacional. Não me arrependo de ter ansiado tanto por ele, de ter comprado mesmo com a parceria da editora Empíreo. Candidato a um dos melhores do ano? Com certeza. E vai representar muito bem o gênero na minha estante, entre meus amigos, e para os interessados em uma boa trama e um bom suspense. Excelente livro!





22 comentários :

  1. Nossa,livro de suspense com serial Killers são os melhores, sempre é tão detalhado.A Kate é corajosa por escrever a Biografia de Nathan, saber tudo sobre o que o assassino fez ,pesquisar a fundo sobre isso tem que ter coragem principalmente quando é uma escritora que muda de gênero.Fiquei intrigada sobre o espirito de Nathan que acompanha Kate.Assim como a autora trouxe novamente o agente do FBI na história da forma que liga o seu caso anterior com o surgimento do novo serial que é parecido com o Nathan nas suas técnicas de matar seus desejos...
    Gostei da resenha , e principalmente saber que é um livro nacional ♥

    ResponderExcluir
  2. CAMILAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA me abraça!
    Eu ainda não terminei de ler Kate - shame on me, I know - porque tive uns probleminhas na época que comecei e é uma leitura tão profunda e impactante que preciso estar emocionalmente preparada pra ler. Mas até onde cheguei, já dá pra sentir que a Cláudia nasceu pra contar histórias inesquecíveis assim.
    Sua resenha ficou fantástica, menina! Eu vou tentar retomar a leitura quando passar a fase de ficção fantástica que tá em mim, porque KJASFNUOASBGUOABGOAGUOABOUGASB orgulho nacional mesmo <3

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    http://www.queriaestarlendo.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Adorei a resenha do livro, com certeza orgulho de ser nacional, pela resenha o livro tem jeito de ser ótimo, gostei bastante e já estou curiosa para ler, Que livro hein?

    ResponderExcluir
  4. Minha primeira impressão ao ver a capa e o título foi de pensar num drama,mas que bom que é do gênero de suspense,não vejo muitos autores nacionais apostando em enredos com serial killers.
    Achei interessante,adoro histórias de investigação!

    ResponderExcluir
  5. Oooi!
    Nossa, tá vendo? So pode ser o destino mandando eu ler esse livro logo! Kkkjks deixa eu explicar....
    faz um tempo que tento ler esse livro mas nunca consigo (imprevistos da vida) mas agora depois de ler essa resenha bateu aquela vonte de ler e aquele sentimento de " vc tá perdendo uma boa história" . Adorei a resenha.
    bjsxx

    ResponderExcluir
  6. Guria, este livro é sensacional! Não tem como descrever a maravilha que a leitura dele é, embora tu tenha feito um bom trabalho aqui. Só fico no aguardo pelos próximos livros da Claudia, porque tenho certeza que serão tão bons quanto! :)

    Att.,
    Eduarda Henker
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi Caah! Eu já havia visto o livro em outros blogs e estou com ele no Kindle para ler. Adoro histórias do gênero e ver sua nota alta para a história me deixou muito animada.

    Ps. No evento da Record conheci a Iza, ela até me deu marcadores do blog. Lindos demais. Espero te ver também uma hora dessas.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  8. Oi Camila!
    Adoro livros de serial Killers. Normalmente são tensos, cheios de mistérios e de tirar o fôlego.
    Me parece que a autora soube fazer isso com maestria. Agora fiquei muito, mas muito mesmo curiosa e com vontade de ler esse livro.
    Só de ler essa resenha fiquei com o coração acelerado e é essa sensação que mais gosto nesse tipo de leitura.
    Uma estória eletrizante, bem escrita e que sem dúvidas merece ser lida.
    Obrigada por essa dica maravilhosa! ;-)
    Abraço!

    ResponderExcluir
  9. eu adorei a resenha
    eu já fiquei desesperada para saber o que acontecia só de ler a resenha imagina lendo o livro. adoro livro policial e histórias de serial killers são um prato cheio
    definitivamente vai para a minha lista dos preciso ler

    ResponderExcluir
  10. Oi :)
    Não costumo ler esse tipo de livro pois eu sou muito medrosa mas e estória desse livro me chamou tanto a atenção que eu preciso lê-lo pra saber como vai ser o final. Gostei muito da capa e fico muito feliz que um livro que parece ser tão bom é escrito por uma brasileira.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Oi, Camila!
    Realmente, os livros sobre serial-killers são muito complexos, tentei ler um uma vez, mas não cheguei nem na metade :(
    Não conhecia nenhum livro brasileiro que abordasse esse tema, espero poder ler ele um dia.
    Abraços!!

    ResponderExcluir
  12. Camila, vi muita gente tendo a mesma reação que você sobre esse livro!
    Fiquei muito curiosa.
    Sou fã de um thriller, de livros policiais, e esse, pelo jeito, é de cair o queixo.
    Já faz meses que está na minha lista de desejo, mas ainda não comprei.
    Sinto que eu vou gostar, mesmo sendo bem tenso.

    Beijooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  13. Ca, lia resenha apreensiva. Parece ser um livro fantástico. Peguei gosto por livros e suspenses e vou ler esse, certeza! Felicíssima por ser um brasileiro.

    ResponderExcluir
  14. Eu adoro livros com suspense, trilles policial e essas coisas. Já tinha visto esse livro nas redes sociais mas nunca parei para saber mais sobre ele ou ler uma resenha. Esta é a primeira. É só em saber que ele é nacional, já me deu mais vontade ainda de lê-lo. Gosto de apoiar os autores nacionais, e sempre que posso compro eles. Às vezes, compro até mais nacionais que internacionais. E você ter falado que é um dos melhores do ano p você, é pq o livro deve ser bom mesmo.

    ResponderExcluir
  15. Nossa, livro nacional e bom? to criando cada vez mais gosto por livros de suspense e fiquei bem interessada, adorei a capa tambem. Vou adicionar o livro na minha wishlist!

    ResponderExcluir
  16. Não conhecia o livro mas adorei, fiquei louca pra ler, parece ser muito incrível o livro. Gosto muito de policiais e to me dedicando aos nacionais que merecem. Com certeza vou ler

    ResponderExcluir
  17. Já faz um tempo que conheço, mas não fui muito com a cara dele no momento que vi. Acho que porque não estava no clima pra esse tipo de leitura. Mas ele é bom mesmo, isso é consenso geral. E o que achei mais interessante é que é nacional. Esse tipo de romance e nacional é bem raro pra mim e gosto de ler por isso, porque não costumo pegar muitos assim. Ele ficou na lista de leitura, mas não sei quando leio...

    ResponderExcluir
  18. Acho interessante o tema de assassinos em série em filmes, mas em livros não consigo me prender, acho a história sempre cheia de muitos detalhes e acabo me perdendo no meio, por isso não está em meus planos ler esse livro, apesar de parecer interessante.

    ResponderExcluir
  19. Oi!
    Ainda não conhecia esse livro, mas gosto muito desse gênero e esse livro me deixou bem interessada, parece o tipo de historia que prende o leitor, fiquei bem curiosa para saber a identidade do novo Bardell e com certeza nossos autores nacionais estão se destacando cada vez mais !!

    ResponderExcluir
  20. Gente, eu não sabia que esse livro era nacional!! Agora mesmo que eu quero lê-lo!!
    Eu sempre tive muita curiosidade sobre esse livro, já que já tinha visto muita gente falando bem dele e pelo fato de a premissa chamar muito a minha atenção.
    Gostei muito do fato do livro ser narrado por vários pontos de vistas, e em especial o do serial killer, já que deve ser algo muito interessante e ao mesmo tempo bem pertubador de se ler (estou curiosa pra saber como a autora conseguiu desenvolver isso).
    A leitura parece ser bem envolvente e adorei saber que os personagens parecem ser gente como a gente, com as suas qualidades e defeitos e os seus erros e acertos.
    Confesso que fiquei ainda mais curiosa pra saber o que vai acontecer, principalmente com a Kate, e vou tentar adiantar ele na minha lista de leituras.
    Adorei a resenha, beijo :)

    ResponderExcluir
  21. Camila, tudo bem?

    Não conhecia o livro, mas sou uma fã do estilo, do tema. Adoro livros que abordam esse lado dark da personalidade humana, e não sabia da existência deste, obrigada pela dica ;) está na minha lista já.

    Beijo

    ResponderExcluir
  22. Ainda ñ li mas adorei a resenha ,minha proxima leitura

    ResponderExcluir

Obrigada por fazer quatro blogueiras felizes, seu comentário e sua opinião são muito importante pra nós! Todas as visitas e comentários serão retribuídos.

(Comentários contendo ofensas e palavras de baixo calão não serão aceitos).

Seguidores

No Instagram @bloglohs

Vem pro Facebook