Mau Começo - Desventuras em Série #01

Autor: Lemony Snicket
Título original: Bad Beginning
Tradução: Carlos Sussekind
Série: A Series of Unfortunate Events
Editora: Seguinte (Cia. Das Letras)
Páginas: 152
Onde encontrar: Americanas | AmazonBr | Cultura | Saraiva | Submarino

Sinopse: 'Mau começo' é o primeiro volume de uma série em que Lemony Snicket conta as desventuras dos irmãos Baudelaire. Violet, Klaus e Sunny são encantadores e inteligentes, mas ocupam o primeiro lugar na classificação das pessoas mais infelizes do mundo. De fato, a infelicidade segue os seus passos desde a primeira página, quando eles estão na praia e recebem uma trágica notícia. Esses ímãs que atraem desgraças terão de enfrentar, por exemplo, roupas que pinicam o corpo, um gosmento vilão dominado pela cobiça, um incêndio calamitoso e mingau frio no café da manhã. É por isso que, logo na quarta capa, Snicket avisa ao leitor: 'Não há nada que o impeça de fechar o livro imediatamente e sair para uma outra leitura sobre coisas felizes, se é isso que você prefere'.

Todo mundo já ouviu falar nas Desventuras em Série, e muitos já chegaram a ver o filme “mais ou menos”, lançado em 2004 — o filme é tão mais ou menos que acho que o único acerto foi Jim Carrey como Conde Olaf.

Além dessa popularidade, agora há a notícia de lançamento da série de TV, baseada nos livros, que a Netflix vai lançar!

A ansiedade nem tá grande!


Mas a verdade é que nem todo mundo chegou a ler os livros, e eu acho importante compartilhar minha experiência com a série.

A história gira em torno dos três irmãos Baudelaire: a inventora e mais velha do trio Violet, o leitor voraz e irmão do meio Klaus, e o bebê mordedor de coisas Sunny. Eles viviam com seus pais em uma grande mansão, até que um incêndio muda suas vidas completamente. De acordo com a vontade dos pais, eles devem ser mandados para morar com outros parentes.

Agora órfãos, os três seguem para a casa de seu novo tutor, Conde Olaf (que de tutor não tem absolutamente nada). Sua casa é suja e fria, e os irmãos precisam unir forças para cuidarem de si mesmos, fazendo o possível para não cair nos golpes do conde — cujo interesse é puramente econômico: assim que Violet fizer 18 anos, a fortuna dos Baudelaire será dos jovens órfãos.

Apesar de ser, de fato, uma trama simples, o que interessa mais é a maneira como ela é contada. A narrativa é em 3ª pessoa, mas o narrador não é qualquer um: Lemony Snicket cria um outro personagem que segue e estuda minuciosamente a história dos Baudelaire, contando o que descobriu a partir de suas pesquisas, de maneira a fazer o leitor se sentir no meio de uma história real. Quem conta a história é tridimensional a ponto de ter uma história própria: a cada livro, uma dedicatória — irônica como só Snicket poderia fazer — é apresentada a uma moça chamada Beatrice; no caso do primeiro livro, a dedicatória é esta:

Para Beatrice —
Querida, adorada, morta.

Não é revelado ao leitor quem ela é logo de início, mas a curiosidade para esse detalhe chama a atenção.

Além de ser um personagem, o narrador conversa diretamente com o leitor em quase todos os capítulos, então parece mesmo que estão contando uma história pra você.

As piadas do livro tendem a ser sutis, e cabem perfeitamente bem no enredo, que não fica cansativo (mesmo sendo 13 livros no total — cada um com 13 capítulos, mais uma peculiaridade do autor). A maneira de definir vocábulos também é genial. Snicket nunca usa definições de dicionário: ele sempre usa uma definição que se encaixe no contexto que ela foi usada, fazendo com que a leitura seja mais dinâmica e divertida (além de melhorar a leitura em inglês, mesmo pra quem — como eu — não é totalmente fluente na língua; para aqueles que quiserem se aventurar, recomendo ler no original).

Claro, sou um pouco suspeita para falar, porque estou no meio da série, mas quero dizer que a linha dos livros, por mais que seja quase sempre a mesma, não cai na monotonia: os desafios que o trio enfrenta ficam cada vez mais difíceis e sempre existe algum elemento surpresa; pode ser um novo aliado, alguma descoberta ou mais algum problema além do usual, mas a história sempre dá um jeitinho de surpreender.


Um ponto muito legal que eu queria comentar também é a questão do conflito entre as gerações. Não tem nada a ver com tecnologia ou rebeldia haha, mas a história explora bastante a questão da credibilidade das crianças. Olaf é sempre muito óbvio e os Baudelaires sempre tentam contatar outros adultos, mas nunca são levados a sério. Tudo o que fazem acaba sendo por conta própria, porque ninguém mais velho chega a acreditar — pelo menos não no começo da história — no que eles dizem a tempo. Acho bem legal ter esse ponto de vista, de que as crianças são mais responsáveis do que os próprios adultos. Sunny, por exemplo, não tem nem 4 anos, mas é mais eloquente do que os adultos e, às vezes, ela ultrapassa seus irmãos.

Por último, queria deixar aqui só a minha admiração com a arte e os cuidados com as edições: as ilustrações de Brett Helquist de início de capítulo são lindas, bem como as capas, mas o mais legal é ver, ao longo da série, como foram colocadas “pistas” dos próximos disfarces de Olaf, ou dos próximos locais de destino dos órfãos. No fundo, eu só queria dizer que são alguns dos livros mais bonitos que eu tenho!

Recomendado pra quem quiser saber como começou a jornada dos três Baudelaires, e quiser chegar ao fim dela — apesar de ser infantil e te deixar querendo arrancar os cabelos, o livro ainda te prende —, mas, assim como Lemony Snicket, deixo avisado: não é um livro com uma história feliz e nem com um final feliz, e algumas das atitudes dos adultos são revoltantes a ponto de querer xingar (mas essa parte pode ter sido só comigo). Portanto:
Se vocês se interessam por histórias com final feliz, é melhor ler algum outro livro. P. 4



Resenha por Bel Brito

19 comentários :

  1. Oi Bel!
    Sério que você achou o filme mais ou menos? Quando assisti, amei demais... Os personagens, como a estória é contada, mas principalmente Conde Olaf, hehehe. Acho que o ator foi fantástico na interpretação e fez toda a diferença.
    Estou muito feliz e ansiosa por saber que vai virar série na Netflix.
    Quero comprar o box pra minha filha, mas está difícil achar na net.
    De qualquer forma é uma série que pretendo ler e saber um pouco mais sobre esses personagens tão cativantes.

    ResponderExcluir
  2. Bom dia! Um pouco diferente, eu amei o filme, mas fiquei chateada quando descobri que apenas englobaram os três primeiros livros nele. Já li todos os treze livros da série e sou completamente apaixonada pela obra do Lemony. Ansiosíssima para a estreia na Netflix!
    Adorei a resenha.

    ResponderExcluir
  3. Aii fico muito feliz de saber que você leu :3
    Quando eu comecei a ler fiquei vidrada e não consegui parar até ler O fim. E depois chorar muito quando o fim de O fim chegou :')
    Lemony é um dos meu autores favoritos, eu simplesmente AMO o filme e estou ansiosíssima pela série <3 <3

    ❥Blog:Gordices Literárias

    ResponderExcluir
  4. Eu só vi o filme "mais ou menos" mesmo e até gostei na época.
    Mas não interessei muito em ler os livros, mas vejo muitas pessoas falando sobre a série e que é ótima, mesmo que um tanto infanto juvenil.
    Se eu encontrar a série em promoção vou comprar, hahaha.
    O que mais me chama atenção nisso é a narração. Eu quero muito conhecer esse narrador.
    :D

    Beijooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  5. Eu assistir ao filme já faz muito tempo, e na época não sabia que se tratava de uma adaptação dos primeiros livros. Quando foi anunciado que Desventuras ia ganhar uma nova adaptação, dei logo um jeito de ler toda a série. Terminei "O Fim" mês passado e confesso que o final me surpreendeu *-*
    A narrativa é muito envolvente e possui uma linguagem de fácil compreensão, e apesar de seguir um padrão em todos os livros, a leitura não se torna monótona e nem cansativa. E mesmo sabendo que as coisas iam dá errado, sempre torcia para os irmãos Baudelaire.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  6. Eu assisti o filme há algum tempo atrás, e quando eu soube que era adaptado de livros quase surtei. Quis logo comprar os livros, mas ainda não veio a oportunidade :(
    Eu adoro essas histórias com teor mais infanto-juvenil, mas que passam ensinamentos e lições, que eu acho que são abordados nesse livro.
    Posso dizer que o tamanho da série não me intimidou, já que eu gosto de umas séries maiores, haha.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  7. Oooi!
    Eu sou suspeita em falar bem de desventuras em série porque eu amo, amo ,amo esses livros, sério são perfeitos! Já o filme é bem mais ou menos comparado aos livros mas não posso reclamar já que vai ter série e tudo mais e afinal só conheci os livros por causa do filme. Adorei a resenha.
    bjs xx

    ResponderExcluir
  8. Gostei do filme principalmente do bebe moderdor Sunny e Conde Olaf , na resenha o conde tem um humor meio mórbido.
    Além do maluco do Conde Olaf os irmãos Baudelaire se destaca bastante com suas personalidades.Que pena que o filme não tenha continuação.A resenha esta muito boa.

    ResponderExcluir
  9. Essa é uma história que conheço mais pelo filme que de ver livro. Nem lembrava dele, agora que vi é que percebi que essa editora lançou a história. E queria ler! Parece bem melhor que o filme, a trama dele é bonita, divertida e uma aventura e tanto. Adorei saber que tem esse aspecto de ser contado ao leitor. É diferente, adoro livros assim e fica uma experiencia tão mais marcante na sua cabeça. Adoraria ler. E já estou ansiosa pra ver se vai vingar mesmo essa tal série. Tomara que dê certo!

    ResponderExcluir
  10. Oi :)
    Desventuras em Série é um dos meus filmes favoritos, e já assisti muitas vezes. Eu sempre quis muito ler a série mas eu não acho o box pra comprar em nenhum lugar mais. Acho bastante interessante o jeito como o livro é contado e com certeza vou amar a série tanto quanto eu amo o filme.
    Ps: não vejo a hora de assistir a série de tv rs
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Bel, adoro Desventuras em Série e cobiço o box há anos, mas depois que minha amiga leu e não resenhou como sempre imaginei deixei de lado a leitura, sabe? Gosto da série, mas prefiro ler outros livros por enquanto e comprar outros. xD

    ResponderExcluir
  12. Já li o livro 1 e 2 dessa série e embora os livros sejam bem curtos, é tanta desgraça que acontece com esses desafortunados orfãos que quando tudo está indo bem, a gente já sabe que vem desventura na certa.

    ResponderExcluir
  13. Já li o livro 1 e 2 dessa série e embora os livros sejam bem curtos, é tanta desgraça que acontece com esses desafortunados orfãos que quando tudo está indo bem, a gente já sabe que vem desventura na certa.

    ResponderExcluir
  14. Queria muito ler quando lançou,mas não tive oportunidade na época.
    Vi e adorei o filme,tão engraçado,mas acabei não indo atrás da leitura, é bom ver a resenha dos livros e suas peculiaridades,atiça muito a curiosidade colocar:"Para Beatrice —Querida, adorada, morta.".As definições pelo contexto e não do dicionário parecem muito legais também!
    Estou esperando a série de Netflix agora!

    ResponderExcluir
  15. Sempre vi todos falando muito bem dessa série mas por ela ser tão longa e por ser um gênero que não é um dos meus favoritos sempre adiei p comprar e não peguei os livros para ler. Mas confesso que estou doidinho oara assistir a série que irão lançar hahah

    ResponderExcluir
  16. ja vi o filme, mas tenho muita curiosidade em ler a série todo. Eu peguei mau começo pra ler esse mes e acabei nem lendo hahah mas vou ler sim

    ResponderExcluir
  17. eu quero muito ler essa série, mas como ela é meio grandinha eu fico pé atrás. pq eu sou daquelas q se eu gostar da série eu vou ler de uma vez (e são treze livros!!)
    eu só acredito q vai sair série quando sair a data, apesar de q a netflix tá sempre fazendo o que promete
    adorei o desenho que você colocou realmente é um trabalho lindo!

    ResponderExcluir
  18. Já assisti ao filme e não virou meu favorito, mas os livros são sempre elogiados, pretendo ler ,mas não é imediatamente .
    Não fazia ideia que os livros eram ilustrados, mas o desânimo vem da quantidade de livros :(

    ResponderExcluir
  19. Oi!
    Minha amiga é fã dessa serie, e de tanto ela me falar fiquei curiosa sobre essa historia, mas só assisti ao filme, quando soube que iriam fazer uma serie de Desventuras em Série, fiquei bem curiosa para poder assistir mas quero ler pelo menos o primeiro livro para poder conhecer um pouco da historia e gosto muito das ilustrações da serie principalmente o cuidado com a capa !!

    ResponderExcluir

Obrigada por fazer quatro blogueiras felizes, seu comentário e sua opinião são muito importante pra nós! Todas as visitas e comentários serão retribuídos.

(Comentários contendo ofensas e palavras de baixo calão não serão aceitos).

Seguidores

No Instagram @bloglohs

Vem pro Facebook