Cidades de Dragões - Legado Ranger #02


Autor: Raphael Draccon
Série: Legado Ranger
Editora: Rocco (Selo Fantástica)
Páginas: 320
Onde Encontrar: AmazonBr | Submarino | Livraria Cultura

Sinopse: Após lutarem grandes batalhas em Cemitérios de Dragões, Derek, Daniel, Romain, Amber e Ashanti estão de volta à realidade em Cidades de Dragões, segundo livro da série Legado Ranger, estreia de Raphael Draccon pelo selo Fantástica Rocco. Depois de terem sido enviados para outra dimensão, os cinco agora tentam seguir com suas vidas na Terra, mas quando dragões começam a aparecer em diferentes pontos do planeta, deixando um rastro de destruição e morte, eles se veem obrigados a assumir sua responsabilidade e iniciam uma nova batalha que já ultrapassa a barreira entre as dimensões e que pode significar o fim da humanidade ou a sua salvação. Repleto de ação e referências a séries japonesas que marcaram toda uma geração, Cidades de Dragões é a sequência perfeita para uma saga de fantasia épica.

Olá leitores e leitoras. Hoje trago para vocês a resenha do segundo livro de uma trilogia nacional muito diferente de tudo o que você anda lendo por aí, tenho certeza. Vamos falar um pouco do primeiro livro, mas você também pode conferir a resenha explicadíssima e sem spoilers aqui! :)

Cemitérios de Dragões foi o primeiro volume da trilogia Legado Ranger, escrita pelo Raphael Draccon, também autor de Dragões de Éter (sim, ele ama dragões, eu amo dragões, todos amam dragões), e narra a história de cinco personagens: Amber, Derek, Romain, Daniel e Ashanti que entram em coma aqui na Terra por diversos motivos, e acordam em um mundo mágico tomado por raças dracônicas, por guerreiros e criaturas magníficas, mas também pelo caos em si. Este mundo os reserva uma tarefa nobre e corajosa: se tornarem Rangers (uma espécie de P-O-W-E-R _ R-A-N-G-E-R-S!!). Vocês precisam ler a primeira resenha, porque, meus caros leitores, esse livro é de jogar qualquer um na BR. Sério.

O autor nos insere em uma trama bem construída, cheia de mistérios, de fantasia e porquês. Eles vivenciam aventuras e perigos, e neste segundo livro, eles retornam à Terra e as suas vidas, mas com um bracelete preso em seus pulsos.

Changeman - uma das inspirações do autor.
Alguns meses após acordarem do coma, em diferentes partes do mundo (desde o Brasil até o Japão), nossos heróis se vêem separados, de volta aos seus problemas, famílias e ao cotidiano: Derek, um soldado americano que foi considerado morto em combate, é agora investigado por seus superiores e lhes deve explicações; Ashanti usará suas forças para tornar Ruanda um lugar melhor, em nome de seu povo; Amber, uma lutadora profissional, se vê deixando seus objetivos e sonhos para trás, e terá de enfrentar suas próprias batalhas; Romain se consagra um famoso ator conhecido mundo a fora e Daniel se torna um hacker profissional com influência global.

Apesar de seguirem suas vidas como podem, os jovens não se livrarão tão facilmente dos demônios e dragões que deixaram do outro lado. Pois eles estão chegando na Terra, em nosso mundo, nossas cidades, nossas vidas. E não há nada que eles possam fazer a não ser lutarem. Juntos. Os dragões estão aqui.

Os trajes do livro são mais modernos tá pessoal? Eu sei que as roupas dos Power Rangers são muito anos 90 hahaha.

Preparem-se para muitas batalhas incríveis, de tirar o fôlego, e invasões de dragões no Rio de Janeiro, na clássica Tóquio e ao redor do globo. E isso o autor sabe descrever muito, muito bem. As batalhas são emocionantes, os personagens passam sufoco a todo o momento e você torce por cada um deles, pela vitória, pelos Rangers! É uma leitura muito empolgante, de fato.

Raphael Draccon soube unir, novamente, toda a nostalgia de quem adora sentais, rangers e esse clima de heróis versus vilões, criaturas, magia, poderes e lutas. Além de tudo isso, ainda vemos romances desabrochando (SHIPPO PRA SEMPRE), "bromances" entre Romain e Daniel, pois esses dois são uma dupla e tanto, o alívio cômico novamente em meio a tanta tensão. Eu adoro cada um dos personagens a sua maneira. Mas queria muito mais de cada um deles neste volume.

Já imagino o Derek assim: Divando.

Por fim, com o desenrolar deste livro intermediário entre o início e o fim da trama e do futuro da Terra e dos Rangers, o autor nos deixa um "cliffhanger" monstruoso, um final de matar qualquer leitor do coração e nos faz desejar o terceiro e último livro LOU-CA-MEN-TE! Estou muito, muito ansiosa pelo terceiro volume, e pra saber o que vai acontecer com meus amados personagens. Como será o fim de tudo isso, de toda essa luta. O bem vencerá o mal? Ou não há mais esperança para este mundo também?

Pode parecer um clichê, mas de clichê Cidades dos Dragões não tem nada. E considerem também uma leitura madura, forte, cheia de detalhes e o mais "realista" possível dentro de uma fantasia que sai de um mundo fictício para o mundo real. Eu até diria que o livro é pesado para a temática, o que é um ponto positivo para mim, que gosto de leituras complexas. É isso leitores, eu amarei para sempre o Draccon por presentear seus fãs com essa nostalgia pura. Porque eu sempre amei Changeman, Power Rangers e tudo o mais. E continuo amando, agora no mundo literário.

Recomendo que comecem a ler já! :)

O recalque bate na nossa roupa de Ranger e volta. Adorei os gifs, sim ou claro? 




12 comentários :

  1. Oi Camila!
    Acredita que ainda não li nenhum livro desse autor? Vejo muita gente elogiando as obras dele mas ainda não tive a oportunidade de conhecer seu trabalho. Acho que como fã de fantasia... Essa seria uma excelente maneira de começar.
    Primeiro quero dizer que essas capas são lindíssimas e fizeram um ótimo trabalho! E segundo, você fez uma resenha tão apaixonada que só pode ser muito boa mesmo essa trilogia.
    Adoro histórias de dragões e gosto mais ainda quando a trama é bem construída, cheia de mistérios, muitas batalhas incríveis de tirar o fôlego. Como sou muito ansiosa, vou comprar todos de uma vez pra não surtar com o final desse livro, rsrs.
    Mais uma ótima dica!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Também adoro dragões, difícil achar alguém que não gosta rs. Ainda não li nenhum livro do autor, achei esse bem interessante. Também gosto de nostalgia desses heróis de antigamente.

    ResponderExcluir
  3. Camila, sua resenha ficou fantástica com esses gifs. Amei sim, claro! Rs

    Essa série tá na lista interminável de 'quero ler'... precisando de tempo só, já tô de olho nela.

    Beijo

    ResponderExcluir
  4. acredita q eu ainda não li nada dele?
    eu estava querendo alguma info sobre os livros para poder criar coragem para ler. eu tb gosto muito de dragões e ação e aventura definitvamente eu vou colocar na minha lista
    adorei os gifs agora vai ser um problema: eu vou ler imaginando os power ranges lutando (com roupinha do ano noventa e tudo tá?)

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia o livro, Camila. Li a resenha do primeiro e realmente parece ser uma ótima história e me chamou atenção ter Rangers...hehehehe Mesmo que não sejam os da infância. Coloquei a série na minha lista. xD

    ResponderExcluir
  6. Oi, Camila!
    Eu vi a resenha do primeiro e já tinha ficado interessada, agora com esse mais ainda.
    E adorei os gifs dos Power Rangers. Eu ri, hahahaha. (Confesso que amanhã e com certeza vou ao cinema assistir ao novo filme, haha).
    E amoooo/odeio livros que deixam um super cliffhanger que deixa a gente quicando de curiosidade para o próximo volume que sai só dali muito tempo.
    Anotado na wishlist.
    :D

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia o livro mas me lembrou um pouco Power Rngers mesmo. Sempre via a série quando criança e amava, escolhia um ranger só pela cor hahaha. Acho legal eles terem ficado espalhados, principalmente um desses lugares ser o Brasil tomando em conta que poucos atores citam o mesmo em seus livros, além de ter dragões, amooo. Amei os gifs, ri muito hahaha, esse autor deve amar PR, amei mais ainda o último gif.

    ResponderExcluir
  8. Oi :)
    Não conhecia a série só tinha ouvido falar do escritor. Sempre quis ler um livro dele pois eu só ouço comentários positivos sobre sua escrita e também porque é brasileiro. Amo estória com dragões e essa série me despertou muito o interesse. Parece ter uma narrativa que te prende do começo ao fim, com certeza vou amar!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. oi tudo bem...
    ainda nao li nenhum livro do autor ,mas a serie e uma boa pedida ,gosto bastante de fantasia,ficçao e sou da epoca dos primeiros Power Rngers (assistia todos os dias)e se tem haver com os Power Rngers com certeza vou gostar..
    um abraço e muito sucesso.

    ResponderExcluir
  10. Puts como não amar uma resenha com esses gita de heróis que foram a minha infância ? Era sempre um porrada pra ver quem ia ser o power ranger vermelho, sim, a disputa pelo rosa não tinha kkk. Eu lembro dessa série ter sido falado por uma amiga minha que fez muitos elogios a ela mas eu tenho a cabeça de girino e esqueci sobre ela. Mas agora coma sua resenha eu lembrei e ela já vai entrar pra minha lista de desejados.

    ResponderExcluir
  11. Camila, ri muito com esses gifs hahaha.
    Eu tenho muita vontade de ler essa série, mas ainda não tive oportunidade.

    http://revelandosentimentos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi!
    Quero muito ler essa serie do Raphael Draccon, vejo muitos comentários sobre ela e faz um tempo que li algumas resenha mas não me lembrava da historia direito e lendo a resenha voltei a ficar curiosa para ler, achei bem interessante esse mundo que ele cria no primeiro livro e essa readaptação ao nosso mundo que os personagens tem que fazer, fiquei curiosa sobre essa invasão de dragões e essa serie está na minha lista de leitura !!

    ResponderExcluir

Obrigada por fazer quatro blogueiras felizes, seu comentário e sua opinião são muito importante pra nós! Todas as visitas e comentários serão retribuídos.

(Comentários contendo ofensas e palavras de baixo calão não serão aceitos).

Seguidores

No Instagram @bloglohs

Vem pro Facebook