O Arcano Nove - A Mediadora #02

Autora: Meg Cabot
Título Original: Ninith Key
Tradução: Alves Calado
Série: A Mediadora
Editora: Galera Record
Páginas: 272
Onde encontrar: AmazonBr | Americanas | Cultura | Saraiva | Submarino


Sinopse: Em O Arcano Nove. segundo volume de A Mediadora — nova série de Meg Cabot iniciada com A terra das sombras —. Suzannah continua apaixonada por um sujeito de outro mundo. Literalmente. O fantasma do bonitão Jesse. que vive aparecendo em seu quarto. mexe com o coração da adolescente. Mas Tad Beaumont. o garoto mais descolado e rico da cidade. também entra no páreo. E com uma vantagem inegável: ele está vivo. O rapaz convida Suzannah para uma festa. onde ela pode ganhar seu primeiro beijo. Se pelo menos os dois não tivessem resolvido que o jardim de urtigas era o melhor lugar para o acontecimento.

Pois, é, gente, vamos continuar com mais uma série! Aposto que tem bastante gente interessada nessa, agora que nossa linda Meg Cabot lançou o mais novo volume dela, além de um conto extra! A Mediadora está de volta!

Bom, depois de finalmente mandar Heather pra longe — seja lá onde esse "longe" for —, Suze agora tem de se organizar com sua nova vida. A Califórnia segue sendo um grande desafio, ainda mais levando em consideração sua nova posição como vice-presidente da turma (isso depois de apenas dois dia no Colégio da Missão) e sua nova popularidade. E, claro, como nem tudo são rosas, ainda há os fantasmas: Jesse continua vivendo em seu quarto, tão misterioso como antes, e agora o fantasma de uma mulher apareceu berrando durante a noite, querendo mandar um recado:
— Diga a ele... — Ela enxugou o rosto com as mãos. — Diga que não foi culpa dele. Ele não me matou.
Essa era nova. Levantei as sobrancelhas.
— Dizer a ele que ele não matou você? —perguntei, só para ter certeza de que tinha ouvido direito.
Ela confirmou com a cabeça.
P. 19

 Para variar, ela vai ter de descobrir quem é a pessoa que não a matou — um tal de "Red" — e, por causa disso, vai se meter no maior problema em que já se meteu até agora. O lado bom é que Suze agora tem alguém em quem pode se interessar... alguém vivo. Tad é o atleta astro, típico garoto bonito e cobiçado, e que mostrou interesse em Suze também. Não que tenha dado tudo certo logo de princípio, mas é um começo. 

Mantendo a linha do primeiro volume, O Arcano Nove não perde a graça. Poucas personagens novas são adicionadas, mas percebe-se um desenvolvimento maior das anteriores. Levando em consideração que A Terra das Sombras se passa em apenas dois dias, logo quando Suze chega a Carmel, as coisas acontecem bem rápido. Então no segundo volume é que vamos entender mais sobre Jesse, sobre os estudantes da Missão e até mesmo sobre o Padre Dom. Seus sermões com relação à maneira com que Suzannah lida com fantasmas são recorrentes, e até mostram um humor que não se fazia tão presente antes.
— Certo, certo, já chega. — Falei, levantando as duas mãos num gesto meio de rendição. — De agora em diante, vou experimentar do seu modo. Vou fazer a coisa gentilzinha. Minha nossa! Vocês da Costa Oeste... Com vocês é tudo tapinha nas costas  sanduíches de abacate, não é?
O padre Dominic balançou a cabeça.
— E como você chamaria sua técnica de mediação, Suzannah? Cacetadas na cabeça e chaves de braço?
P. 10
De todos os livros da série, acredito que esse seja o com maior quantidade de bizarrices, mesmo. Antes de ficar claro quem, a té mesmo o quê, é Red, ou o que está acontecendo, muitas teorias são formuladas por Suze e padre Dom, na esperança de descobrirem todas as partes dessa... bagunça. 

Um ponto positivo, que fica claramente desenvolvido do final do primeiro livro para esse, é o fato de Suze ser independente e forte, porém não totalmente isolada. Ela tem amigos, e se utiliza da ajuda deles para seguir em frente, chegando até mesmo a contar fragmentos de seu segredo para Cee-Cee e Mestre — que agora já está bem informado da existência de fantasmas, bem como da presença de Jesse na casa. Suze erra diversas vezes, mas sempre vai atrás e concerta. 

Gosto de pensar que, sendo literatura infantojuvenil, Meg Cabot foi capaz de unir tanto os elementos adolescentes comuns, como romances, garotos, brigas com meninas na escola, popularidade, bullying, auto-estima, com temas mais elaborados, como a personalidade e bom caráter de Suze e a possibilidade de ser tanto uma garota bonita e vaidosa como dura na queda. 

Ao meu ver, foi uma maneira de o público alvo (e, apesar de eu não ser mais pré-adolescente, eu sempre me coloco na conta) não ser subestimado: existe aqui uma história de verdade, não tão complexa quanto um romance russo, óbvio, mas interessante e profunda o suficiente para dar oportunidade aos leitores de buscarem por si mesmos seu próprio gosto de leitura. Como já mencionei antes, A Mediadora foi uma porta de entrada para o mundo literário, e continua sendo relevante por fazer parte da personalidade de leitor de tantas pessoas, bem como minha.

Meu carinho continua sendo grande por essa série, e é por isso que recomendo. Meus livros podem até ser pré-históricos (e na verdade, me dá até um orgulho dizer que são sim prieiras edições, lidem com isso, haha!), mas têm um lugar especial na estante, e nunca vão sair de lá. Além do mais, quero poder reler todos os livros antes de chegar ao sétimo volume, é amor demais pra ser descuidada quanto a isso, não é memso? Como sempre, fica aqui minha indicação para que leiam, sempre com a mente aberta, e se divirtam muito!



Resenha por Bel Brito


12 comentários :

  1. Adorei essa série, esperando o sétimo com ansiedade pra ler, adoro Suze ela é tudo de bom, apesar dessa vida conturbada com os fantasmas ela é decidida e forte, seus amigos são legais e cativantes e estão do lado dela, dei muitas risadas nessa historia.

    ResponderExcluir
  2. Oi Bel!
    Faz tanto tempo que essa série está em meus desejados e ainda não tive a oportunidade de ler :/
    Parece ser uma série altamente viciante! Adoro mocinhas independentes e fortes como a Suze. Gostei muito dessa premissa e tudo que envolve o sobrenatural. O fato da suze poder se comunicar com fantasmas foi o que mais me intrigou com a estória.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. oi tudo bem..
    Ainda nao li essa serie e pra falar a verdade ainda nao tinha ouvido falar dela,mas gostei bastante da historia ,adoro historias sobrenaturais e sendo serie entao..com certeza vai pra minha lista de leitura..
    um abraço e muito sucesso.

    ResponderExcluir
  4. Fiquei bem curiosa para ler esta série que deve render boas risadas. Só preciso de tempo para ler, já que só existem séries na minha prateleira, kkkk.

    ResponderExcluir
  5. Bel, como disse na resenha do primeiro livro da série digo nessa também: sou apaixonada por essa série. Ela é perfeita em todos os sentidos e me fez desejar mais e mais dela. xD

    ResponderExcluir
  6. Olá Bel,

    Não li nada da autora mas tenho muita curiosidade, afinal as resenhas que leio são sempre positivas....bjs.


    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi, Bel!
    Eu amooo tanto essa série.
    <3
    Ainda não terminei, porque estou com dó de acabar, mas terminei Assombrado, o livro 5, semana passada. E estou super curiosa pelo 6 e agora pelo último.
    Arcano Nove é realmente o mais bizarro, em que a Suze se encontra na situação mais absurda de todos.
    Mas eu gosto muito.
    E eu sempre me incluo na categoria pré-adolescente também, hahaha. TAMO JUNTO!
    Amo a Suze ser independente, forte e capaz, mas ao mesmo tempo gostar de moda, de ser arrumar e precisar de amigos ao seu redor.

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Oi :)
    Depois que descobri que essa série é uma fantasia e que é tão bem comentada, eu fiquei com muita vontade de lê-la. Adoro ler livros que tenham muito volumes e torço pra eu amar muito todos eles. Já gostei de cara da Suze e espero ler os livros antes de sair o 7º volume.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Eu tenho que tomar vergonha na cara e começar a ler esa série que a muito tempo eu já devia ter começada e até hoje não comecei, pelo fato que eu esqueço e que como sempre está lançado novos livros eu acabando deixando de lado. Mas ainda este ano eu pretendo ler pelo menos o primeiro livro. Obrigada pela resenha.

    ResponderExcluir
  11. Bel, acho lindo edições especiais assim, antigonas. Eu não conhecia a série e nem sabia que esse livro se tratava de uma.
    Vou ler, com certeza, mas não será com uma edição antiga, já que é difícil esse feito rs.
    http://revelandosentimentos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi!
    Ainda não li A Mediadora, mas vejo as pessoas falarem tanto dessa serie que fico bem curiosa para ler, mesmo sendo muitos livros, acho a historia interessante e quero ver se começo ler a serie esse ano !! Seu livro e mesmo bem antigo !!

    ResponderExcluir

Obrigada por fazer quatro blogueiras felizes, seu comentário e sua opinião são muito importante pra nós! Todas as visitas e comentários serão retribuídos.

(Comentários contendo ofensas e palavras de baixo calão não serão aceitos).

Seguidores

No Instagram @bloglohs

Vem pro Facebook